Assine o fluminense

Intervenção chega ao fim no Rio

Segundo o governador em exercício, Francisco Dornelles, o legado será preservado e destacou a parceria com a União

Ainda de acordo com o governador em exercício, a segurança é importante para o aumento da geração de emprego e justiça social

Carlos Magno / Governo do Estado

O governador em exercício, Francisco Dornelles, participou nesta quinta-feira (27), no Comando Militar do Leste (CML), da solenidade de encerramento do período de Intervenção Federal na área de segurança pública no Estado do Rio de Janeiro. Agraciado com a moeda do Gabinete de Intervenção Federal (GIF), Dornelles ressaltou os resultados da integração entre a administração estadual e a União na busca de soluções para os problemas da segurança no estado.

“A presença das Forças Armadas não só reduziu os índices de criminalidade, mas também impediu que ocorrências graves aqui acontecessem. O estado do Rio estava à beira de uma convulsão social que só foi evitada pela parceria com o governo federal, materializada pela atuação, na área da segurança, das Forças Armadas. O Rio de Janeiro sempre preferiu enfrentar seus desafios de forma transparente e, por esse motivo, não hesitou em pedir a intervenção na segurança”, disse Dornelles.

O legado da intervenção para a área de segurança do estado foi destacado pelo governador em exercício.

“O governo do Rio de Janeiro faz um agradecimento especial aos generais Braga Netto e Richard Nunes pelo importante trabalho realizado. Temos certeza que o legado da intervenção será plenamente preservado, mesmo porque a segurança pública é condição essencial para a promoção de um crescimento sustentado, com aumento da renda e do emprego, e mais justiça social”, afirmou.

De acordo com o GIF, houve redução nos índices de criminalidade no período da intervenção. De março a novembro de 2018, os roubos de rua caíram 5,9%, os roubos de carga tiveram queda de 19,6% e os latrocínios (roubos seguidos de morte) recuaram 33,7%. Os resultados foram enfatizados pelo Interventor Federal e Comandante Militar do Leste, General Walter Braga Netto.

“No momento em que estamos reunidos para marcar solenemente o término da Intervenção Federal na área de segurança pública do Estado do Rio de Janeiro, atividade inédita e extraordinária, que após dez meses de trabalho atingiu todos os objetivos propostos de recuperar a capacidade operativa dos órgãos de segurança pública e baixar os índices de criminalidade, temos a convicção de que trilhamos um caminho difícil e incerto, mas cumprimos a missão”, concluiu. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top