Assine o fluminense

Com prazer

A terapeuta tântrica Sol Moraes ensina a filosofia tântrica, que vai muito além do erotismo

A terapeuta tântrica Sol Moraes comenta os benefícios do tantra

Foto: Divulgação

Utilizando técnicas de respiração, mantras, meditações e massagens é possível vivenciar a filosofia tântrica, que vai muito além do erotismo. A filosofia milenar usa a força dos sentidos para trabalhar o físico e o emocional, principalmente as questões ligadas ao sexo, como ejaculação precoce e falta de libido, sem esquecer, é claro, que ajuda na descoberta de novos centros de prazer. A terapeuta tântrica Sol Moraes, da Conexão Tantra, fala sobre os benefícios do tantra, indicado, inclusive, para liberar a mente de traumas, ansiedade e estresse.

Como funcionam as técnicas da filosofia Tantra?

Tantra é uma filosofia maternal, desrepressora e sensorial. Um dos significados de tantra é expansão da consciência. O objetivo da filosofia é o desenvolvimento humano total, isto é, mental, físico, emocional e espiritual. Esse desenvolvimento acontece através de respirações, mantras, meditações e massagens.

Mais homens ou mulheres buscam ampliar suas sensações através da massagem tântrica? Por quê?

Houve em tempo em que mais homens buscavam a terapia e pelos motivos errados, ligando a terapia ao erótico. Felizmente, hoje, com informação, as pessoas já entendem os benefícios do tantra. Terapia indicada, inclusive, por médicos para auxiliar os tratamentos. Então, posso dizer que o número de homens e mulheres que buscam melhorar suas vidas através da terapia tântrica é praticamente igual.

Quais seriam os resultados do Tantra para disfunções sexuais, como vaginismo e ejaculação precoce? 

As disfunções podem ser de causa fisiológica, por uso de substâncias ou medicamentos, ou psicoemocionais (estresse, traumas, ansiedade, etc.). Nas duas primeiras causas, a terapia serve como suporte e descoberta de novos centros de prazer. Na terceira causa, o tantra pode obter excelentes resultados através da terapia, liberando o corpo e a mente dos traumas, da ansiedade e do estresse.

O sexo oral é tão importante quanto o sexo com penetração? Por quê? Ele é um tipo de preliminar? Para a mulher, inclusive, ele ajuda no aumento da libido e do tesão?

É uma questão de opinião... Na minha, sim. É tão importante quanto, ou mais, no caso das mulheres, já que o clitóris é o único órgão do corpo humano que tem a função exclusiva de sentir prazer. Para muitos é preliminar, uma vez que, na maioria das relações, ele vem antes da penetração. Mas, sinceramente, se ele for bem-executado, pode ser perfeitamente o começo, meio e fim. Como disse anteriormente, o clitóris é um órgão exclusivo do prazer feminino, com um grande número de terminações nervosas e, por isso mesmo, tão importante para esse prazer. Muitas mulheres só conhecem o orgasmo clitoriano, jamais sentiram o vaginal. A vagina tem muito menos terminações nervosas, porque a mulher dá à luz e o corpo, em sua sabedoria, deixou apenas o essencial. Seria insuportável para uma mulher parir com uma grande quantidade de terminações na vagina, já que os neurotransmissores de dor e prazer são os mesmos.

Existe uma expectativa fantasiosa do ato sexual, na maioria das vezes motivada pela pornografia, e a falsa ideia de que os outros transam mais. Como é possível trabalhar isso nas pessoas?

Você disse tudo. Na nossa cultura, o prazer está ligado à fantasia. E tudo bem, não há nada de errado em fantasiar. O problema está em depender da fantasia. Porque, uma vez esgotada nossa imaginação, ficamos perdidos, e esse tipo de relação não traz mais a satisfação. Na terapia, mostramos à pessoa que o prazer vem de dentro para fora. As percepções de prazer estão em você e, se o seu corpo estiver desenvolvido, você não precisará do erótico para despertá-lo.

Um estudo de 2016 realizado pela Universidade Hospitals de Cleveland, nos Estados Unidos, revelou que mulheres tendem a perder o apetite sexual com o tempo, e o motivo não é a idade ou a falta de desejo, mas, sim, incômodos na hora do sexo. O trabalho feito pelo tantra ajudaria como? 

As terapias complementares, como é o caso do tantra, têm esse nome por complementarem os tratamentos tradicionais, e nunca substituí-los. Para as mulheres é ainda mais difícil depender da fantasia, porque na nossa cultura aprendemos a reprimir nossos desejos. E, ainda hoje, apesar da evolução, as mulheres não podem ter comportamentos como os masculinos sem que sejam julgadas vulgares. Para completar, muitos parceiros não ligam para o seu prazer ou estão presos ao modelo “filme pornô”, que nada tem de prazeroso para a mulher. Nesses casos, a terapia trabalha a aceitação de si, dos desejos e do acolhimento. E, claro, o corpo, durante o desenvolvimento, vai criando novas sinapses.

Fale sobre os mitos e verdades do sexo anal.

Sexo anal ainda é um tabu. E por uma série de motivos: o primeiro pelo fato do ânus ser o canal de evacuação, o que, para muitos, é nojento; o segundo, pelo fato de estar associado à orientação sexual; o terceiro por ser uma região com muitas terminações nervosas, causa dor e prazer. As verdades são que a região anal, apesar de ser o canal de evacuação, pode ser mais limpa que nossa boca ou mãos; e não tem, absolutamente, nada a ver com orientação sexual. O homem hétero também pode sentir prazer na região. Aliás, a glândula prostática é acessada pelo ânus e é responsável por proporcionar orgasmos intensos ao homem. Por fim, pessoas são diferentes, nem todos sentem dor na relação anal, mas também nem todos sentem prazer. Então, respeite sua parceira se ela disser que não gosta. 

Como o tantra ajuda no autoconhecimento?

Você começa a se perceber, a prestar atenção aos sinais do seu corpo e a ouvir sua mente e seu coração. Com isso, é inevitável que o amor e o respeito por si cresçam.

O que seriam os “pequenos prazeres”?

Qualquer coisa que seja consensual entre o casal. Podem ser jogos e brinquedos eróticos, podem ser cosméticos eróticos que causam sensações diferentes na pele, podem ser fantasias compartilhadas pelos dois. Pode ser uma massagem. Agora, independentemente do que o casal escolher, o que realmente dá uma maximizada no orgasmo é a entrega. Entregue-se ao prazer daquele momento e conecte-se à pessoa amada.

Como um casal pode começar a praticar a massagem tântrica?

Pode começar fazendo um curso para casais. Mas, como dica, posso dizer que deve começar olhando-se nos olhos por algum tempo para criar uma conexão; depois, um de cada vez percorre todo o corpo do outro com toques suaves e atenção. Nada de retribuir naquele momento. O cuidado ao tocar o outro é o mais importante. Como dizia Carl Jung: “Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas, ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana”. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top