Assine o fluminense

Com que protetor eu vou?

Conheça os tipos de filtros solares, suas particularidades e saiba qual o ideal para o seu tipo de pele, para você poder se jogar no verão

Conheça os tipos de filtros solares, suas particularidades e saiba qual o ideal para o seu tipo de pele, para você poder se jogar no verão

Foto: Divulgação

O verão começou! Na estação mais quente do ano, a gente costuma se expor mais ao sol, e, apesar de ser prazeroso e necessário, devemos tomar cuidados especiais, já que os raios UVA e UVB são mais fortes. Um aliado indispensável nessa época – e deveria ser em todo o ano – é o protetor solar. Protetores solares são substâncias que, aplicadas na pele, a protegem contra a ação dos raios ultravioleta do sol. Eles podem ser químicos (absorvem os raios) ou físicos (refletem os raios). É comum a associação de filtros químicos e físicos para se obter um protetor solar de Fator de Proteção (FPS) mais alto.

Existem dois tipos de raio ultravioleta que podem danificar a pele: UVA e UVB. Os raios UVA são responsáveis pelo bronzeado, manchas e rugas, e os raios UVB, pela vermelhidão, além de aumentar o risco de câncer de pele. Um protetor solar de ampla performance deverá proteger a sua pele dos dois tipos de radiação. 

“Do ponto de vista científico, os filtros podem ser divididos em físicos, compostos de óxido de titânio e óxido de zinco, e em filtros químicos, que agem alterando a ação dos raios ultravioletas tornando-os inofensivos. Os filtros podem ser em creme indicados para a pele madura, em gel, oil free e sérum, indicados para as peles oleosas. Temos ainda os filtros em loção ideais para aplicação no corpo para crianças e esportistas pela grande espalhabilidade. Temos ainda os filtros hipoalérgicos compostos por substâncias que não causam alergias, indicado para peles sensíveis e alérgicas, e o filtro em musse, que tem toque aveludado e ação de primer, escondendo imperfeições”, explica a dermatologista Kaliandra Cainelli, que diferencia os filtros solares de corpo e de rosto: “Os de corpo geralmente tendem a ser mais oleosos, em creme ou loção, que dão uma sensação mais pesada na pele, além de serem mais resistentes à água, pois o corpo fica mais tempo em contato com ela. Já os filtros de rosto geralmente têm textura mais delicada, alguns em gel ou sérum para facilitar o uso nas peles oleosas. Além disso, os filtros de rosto não só protegem da radiação solar, como possuem outros ativos que controlam a oleosidade, escondem imperfeições, rejuvenescem a pele, e até mesmo que clareiam a pele. O ideal é possuir os dois tipos, embora não seja contraindicado o uso do filtro de corpo no rosto, a não ser que a pessoa tenha pele oleosa, pois o filtro de corpo poderá causar problemas como a acne”. 

 

Foto: Getty Images/Divulgação

Outra opção de protetores solares são os com cor, que podem inclusive ser usados como maquiagem, substituindo a base. Segundo a Dra. Kaliandra, além da proteção contra os raios ultravioletas, eles protegem contra a luz visível, que também causa danos à pele. Isso ocorre porque o pigmento usado para dar cor ao filtro é o óxido de ferro, que é capaz de bloquear a luz visível. 

“As únicas contraindicações quanto aos filtros solares são os cremosos e oleosos em peles que já são oleosas. E em menores de seis meses de idade e gestantes, devem ser evitados os filtros químicos. Para crianças acima de dois anos, o protetor solar indicado leva em consideração as características da pele da criança. O FPS indicado para a criança nesse caso é sempre acima de 30 para uma proteção segura”, finaliza.

Confira abaixo os tipos de protetores solares e suas características principais: 

• Hipoalérgico: eles contêm substâncias que não costumam provocar alergias. Geralmente são filtros livres de PABA.

• Oil free: eles não contêm substâncias oleosas. São os mais indicados para pessoas de pele oleosa ou com tendência à formação de cravos e espinhas.

• Aerogel: controlam a oleosidade e minimizam o efeito dos poros abertos e imperfeições.

• Mineral: eles contêm somente filtros físicos (dióxido de titânio ou óxido de zinco). São indicados para pessoas com pele sensível, alérgicas e como proteção extra para quem sofre de melasma.

• Sérum: textura líquida com rápida absorção.

• Musse: toque aveludado, com efeito primer, corrigindo imperfeições.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top