NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Delícias recheadas e que podem encher o bolso

Chocotones já se tornaram uma tradição natalina e podem gerar lucros

Foto: Divulgação

 Natal está chegando e nada melhor do que essa oportunidade para ganhar dinheiro. Em tempos de crise, é muito importante ter a mente empreendedora e conseguir reconhecer oportunidades de ganhar dinheiro em coisas simples e que podem ser feitas dentro da sua cozinha. Junto com o tradicional panetone, o chocotone é um marco importantíssimo nessa época. Os produtos industrializados e vendidos no mercado já não são os queridinhos no Natal. Talvez pelos valores altos ou pelo gosto, muita gente está optando por algo feito de forma caseira, algo feito de forma artesanal. Os chocotones caseiros têm se tornado prioridade nessa época, tanto para consumo próprio quanto para quem quer presentear uma pessoa querida.

A grande sacada na hora de fazer uma receita é prestar muita atenção em relação às medidas dos ingredientes e do modo de preparo. Nem sempre as coisas saem corretas de primeira, mas continue persistindo. É igual àquele ditado que diz que a prática leva à perfeição. Pratique e cada vez mais se sentirá seguro com a receita, até mesmo para inovar com novos ingredientes. 

Esse é o caso de Lia Benemond, de 21 anos. Ela sempre gostou de gastronomia, principalmente de fazer doces, e desde pequena, já na escola, ela fazia brownies e vendia. Como sempre assistiu a programas de culinária na TV e na internet, ela começou a pegar as dicas por lá. Ao longo dos anos, foi aperfeiçoando as técnicas até entrar para um curso de gastronomia.

“Fui muito na base das tentativas. Fui experimentando técnicas até dar certo. A ideia do chocotone veio porque já na páscoa desse ano eu fiz ovos trufados para tirar um dinheiro a mais e aí pensei por que não fazer o chocotone, ainda mais que agora comecei a fazer o curso de gastronomia”, conta a estudante, que abriu sua marca, Benemond Doces, e ainda revela quais são os sabores mais pedidos nessa época.

“O mais pedido, disparado, é o tradicional de chocolate, mas tem algumas pessoas que pedem de outros recheios, como paçoca, prestígio e o de nha-benta. Tem também o premium, onde coloco alguns doces em cima do chocotone, como Bis, Kit-kat e m&m”. 

Apesar de dar um pouco de trabalho, é bem simples trufar um chocotone. O ideal é: Se não souber fazer um chocotone, comprar um caseiro (pois os industriais são mais “pesados"). Logo após ter o chocotone simples nas mãos, é hora de recheá-lo. Corta-se a “tampa” e se tira o miolo. Nesse processo, Lia dá uma dica.

“Para não ficar com muito recheio, eu coloco um pouco do chocolate ou o outro recheio e logo depois algumas camadas do miolo que tirei. Isso diminui o impacto para não ficar muito doce. Aliás, muita gente faz o brigadeiro com achocolatado, eu não gosto, pois fica muito doce e isso acaba 'gritando' na hora de comer também. Então gosto de usar um cacau 50%”, explica.

Logo após completar o recheio, é hora de fazer a cobertura. O ideal é ter um chocolate mais amargo do que está no recheio, pois o contraste fica mais interessante. Agora é só esperar esfriar, em temperatura ambiente, e se deliciar ou vender o seu chocotone trufado.


Scroll To Top