Assine o fluminense

Estica e puxa

Rugas faciais podem ser atenuadas através da fonoaudiologia estética

Técnica tem como objetivo trabalhar a musculatura facial através de relaxamentos musculares, exercícios específicos e orientações diárias do profissional da área, suavizando, assim, as implacáveis rugas

Fotos: Lucas Benevides

Chega uma fase da vida em que o surgimento de rugas de expressão são inevitáveis, mas existem alguns fatores que podem acelerar e agravar ainda mais essas marcas de expressão. A forma de falar, mastigar e até de respirar, se feitas de forma errada, podem contribuir para aumentar a quantidade de rugas no rosto. 

A solução para muitas pessoas que estão procurando resultado imediato é entrar em uma sala de cirurgia ou até mesmo realizar procedimentos estéticos com o botox. Já pra quem quer um resultado a longo prazo, o método inovador e não invasivo que promete acabar com as marcas de expressão tem nome: fonoaudiologia estética. Essa técnica tem como objetivo trabalhar a musculatura facial através de relaxamentos musculares, exercícios específicos e orientações diárias do profissional da área, além de reeducar as funções de mastigação, fala, deglutição e respiração, suavizando, assim, as implacáveis rugas de uma forma simples.

Porém, antes de direcionar o tratamento, é feito um diagnóstico com o profissional, que se baseia numa avaliação da articulação, como o indivíduo fala e mastiga, a fim de identificar onde está o problema. A fonoaudióloga Corina Rigueira, que atua há 20 anos na área, afirma que o tratamento feito com afinco e assiduidade gera resultados.

“A fonoaudiologia estética é uma musculação facial, ela é recomendada para homens e mulheres dos 30 aos 75 anos. É como uma ginástica facial, primeiro é feita a avaliação do paciente, analisar os pontos e rugas que ele precisa minimizar, em seguida monto um plano de atendimento. São de 8 a 10 sessões para dar uma orientação básica dos movimentos que o paciente vai aprender, e ela continua fazendo os exercícios em casa. Depois disso, tem uma alta parcial. O paciente volta de 15 em 15 dias e, depois desse período, tem uma alta total, só retornando a cada três meses para ter um controle. Tem gente que volta e tem gente que sente a melhora e fica fazendo em casa, usando os cremes junto dos exercícios”, explica Corina.

Além da ginástica facial, existem algumas medidas que precisam ser tomadas para a eficácia do tratamento, como evitar exposição ao sol e ter uma alimentação balanceada. Também vale ressaltar que esse tipo de tratamento é contraindicado em determinadas situações em que o paciente apresenta excesso de acnes na pele, realiza ou já realizou tratamento à base de isotretinoína via oral. No caso de cirurgia facial, recomenda-se seis meses de repouso e autorização médica. Pacientes que fizeram bioplastia e pacientes sob efeito da toxina botulínica, conhecida como botox, precisam passar por um médico antes.

“As pessoas têm que entender que não é uma coisa imediata, como um botox ou uma plástica. Nessa terapia, a melhora é mais lenta e o paciente tem que ter frequência e fazer os exercícios em casa. Quem determina o creme que vai ser utilizado no tratamento é o dermatologista do paciente, até porque cada um tem um tipo de pele”, afirma Corina. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top