Assine o fluminense
Lente Gastronômica

Igor Maurício Barreto é cozinheiro, restauranteur, consultor, palestrante e viciado em gente! E-mails para esta coluna: igormauriciobarreto@gmail.com

Eu tenho uma proposta para o Natal!

Não conheço notícias de alguém que não tem motivos pra se emocionar com o Natal. Pelos que já foram, pelos que ainda estão aqui, por saúde ou doença, por problemas ou soluções, a época mexe conosco. Já parou para pensar como essa data aguça nossas emoções?

O Natal é uma data única. De alguma forma, não apenas por ser uma data apontada como especial por ter relações com a espiritualidade da grande maioria das pessoas, ela nos traz à tona alguma forma crítica. Pensamos na situação das pessoas em nosso entorno, com, ou sem relação conosco, pensamos em nosso ano, em como poderíamos ser melhores, ou mesmo ter uma vida melhor.

Tenho uma teoria. Acho que criamos uma tradição de nos reconectar com nossa humanidade. Até mesmo os encontros de família se tornam ainda mais bacanas. Invariavelmente em volta da mesa. 

A preparação é longa. Dias de antecedência para as compras, sem falar no pré-preparo dos principais. O amor com que os pratos, dos mais simples aos mais refinados é indiscutível. Cada detalhe é importante. O jeitinho da mesa, as entradinhas, a temperatura da bebida. Seja quem prepare ou seja quem vai tomar o chope de Natal com os amigos para não atrapalhar a função, todos são envolvidos. 

Em torno da ceia, as pessoas se encontram. Mesmo que a muito não se encontrem com a frequência que se espera de uma família, o clima de familiaridade no ar transforma o ambiente. 

Comida boa, ou não muito, mas ta valendo. A boa mesa é maior rede social do mundo. As pessoas se conectam de verdade. Nos reatamos com nossas essências, tornando a experiência bacana. Sentimos o gosto das coisas. Nos deliciamos com as relações. 

Perceberam que não teve selfie? Whatsapp? Facebook? Até esquecemos de fotografar o prato da postar no Insta…

Neste Natal, eu tenho uma proposta para você: não use o celular. Olhe no olho, perceba as pessoas, olha as coisas. Respire devagar. Sinta o sabor das coisas, mastigando com a cabeça alta, olhando para os outros. Passe a língua no céu da boca pra sentir os sabores na boca depois de engolir. Escute olhando para quem está falando. Perceba as pessoas ao seu entorno.

Faça do SEU Natal uma data para se reconectar com sua humanidade. Desacelere. 

FELIZ NATAL. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top