Assine o fluminense

A força da Lua

Para alguns a Lua exerce influência na natureza e no homem, atuando nas emoções, no humor e no psicológico

Único satélite natural da Terra, mesmo a quase 400 mil km de distância do planeta, a Lua exerce influência na natureza, como no ciclo das marés

Foto: Divulgação

Ela surgiu a partir dos detritos da colisão de um corpo celeste com a Terra, há cerca de 4,5 bilhões de anos, segundo estudos. Para a astrologia, a Lua, o único satélite natural da Terra, mesmo a quase 400 mil km de distância do planeta, exerce influência na natureza e no homem, atuando nas emoções, no humor, no psicológico e em tudo o que depende dele.

“Nós somos muito influenciados pela Lua. Nossas emoções são representadas pela água e a Lua mexe com elas, assim como afeta as marés. Em conjunto com os signos, a lunação vigente traz a energia que temos à disposição para trabalhar em prol da nossa evolução”, explica Amanda Rodrigues, idealizadora do “Astrodica”, que ajuda os internautas a compreenderem os astros como uma ferramenta de autoconhecimento.

A cada 28 dias, a Lua completa uma volta em torno da Terra, passando por quatro fases (nova, crescente, cheia e minguante) devido à incidência de luz solar, e percorre os 360º do zodíaco – uma faixa imaginária do firmamento celeste que representa as constelações e os signos na astronomia e astrologia, respectivamente.

Na lua nova, também chamada de lua negra, por estar ofuscada pelo Sol, é um momento de reflexão e introspecção, que se assemelha a um renascimento. Em seguida, na lua crescente, é comum sentir-se mais energético, ativo, criativo e mais disposto. Segundo Amanda, é um excelente momento para iniciar novos projetos. Já na lua cheia, o ápice da lunação, tudo acontece de forma muito expressiva e intensa, seja positiva ou negativamente. 

“É muita carga energética. Se estamos estressados, na lua cheia é em dobro. A libido está lá em cima, geralmente estamos bem dispostos e pró-ativos. Atingimos nossa plenitude, assim como a lua no ciclo lunar”, esclarece.

A publicitária Mariana Schulz, 24, que tem uma relação de devoção e respeito com a lua, sente a influência que cada fase possui nela, principalmente a lua cheia.

“Na lua cheia me sinto mais eufórica, ansiosa, mais impulsiva e, às vezes, até mal-humorada. Também sinto uma energia diferente nas pessoas. Gosto de acompanhar as lunações e fazer uma saudação agradecendo-a”, relata a publicitária.

Na última fase deste ciclo, a lua minguante faz alusão à morte e ao renascimento. É um momento de reflexão, em geral, em que tudo é reavaliado, e, a partir daí, pode ser transformado. Preguiça, necessidade de recolhimento e falta de energia são características recorrentes até o início da próxima lua nova que inicia o ciclo seguinte.

Durante o seu ciclo, a lua passa por todos os 12 signos do zodíaco e fica em cada um por volta de dois dias e meio. O signo que determina a lunação é o signo em que o sol, que representa o nosso eu interior, estava quando a lua nova entrou em conjunção com ele. 

“Mês que vem o sol vai entrar em Touro e vamos ter outra lua nova. Quando ela entrar em conjunção com o Sol em Touro, vai começar a lunação de Touro. E aí, então, vamos trabalhar as características deste signo. No entanto, de dois em dois dias, vamos ter a energia de outros signos para impulsionar nossa evolução”, exemplifica Amanda. 

A lua, que representa também o princípio feminino, é muito influente na fertilidade, sendo enorme a incidência de partos nas trocas de fases. E mais, nos períodos de lua cheia são observadas muitas precipitações de nascimentos. No último dia 11, quando ocorreu a “lua rosa”, que recebe esse nome por ser a primeira lua cheia depois da primavera, a pequena Eloá, filha do casal gonçalense Jeferson de Souza, 30, e Maria Rosilene Abreu Rocha, 29, veio ao mundo. 

“Imaginávamos que iria acontecer na próxima virada de lua, até adiamos alguns compromissos. Quando ficamos sabendo da lua rosa, não restou dúvidas de que ela iria nascer”, revela Jeferson. 

Para trabalhar a favor das características de cada lunação, recomenda-se fazer um diário lunar, registrando e identificando os efeitos comportamentais que cada lua possui, a fim de mapear padrões e transformá-los. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top