Assine o fluminense

Ilusão óptica

Responsável por mudar aparências, a técnica do contorno ganha força nos mais variados públicos

A drag queen niteroiense Natasha Fiercce acredita que o contorno serve para ela brincar com a intenção da make

Foto: Divulgação

A maquiagem há muito deixou de ser apenas um embelezamento do rosto. Lápis de olho e batom já não são mais suficientes. Em essência, se maquiar é apenas passar tinta no rosto, mas, quando o rosto é a tela em branco, as possibilidades se multiplicam. Uma das novas tendências de make é a técnica conhecida como “contorno”, que se utiliza de ilusões de luz e sombra para mudar as proporções do rosto.

Com o contorno é possível afinar as bochechas, levantar as maçãs do rosto e dar uma aparência mais saudável à pele. A técnica se baseia na iluminação frontal do rosto, iluminando partes que recebem mais luz e escurecendo onde as sombras do rosto se projetam, e se popularizou nas páginas de revistas de celebridades, principalmente após a socialite norte-americana Kim Kardashian postar uma foto em suas redes sociais mostrando como faz o seu próprio contorno. No entanto, a maneira como são aplicados os produtos que criam as ilusões de luz e sombra são únicos para cada tipo de rosto.

O contorno pode ser feito por qualquer pessoa, utilizando uma base, ou pó, três tons diferentes do tom da pele. Para peles mais brancas, é costume usar um produto três tons abaixo, enquanto que na pele negra o contorno fica mais marcado com um produto três tons acima. O local que esses produtos serão aplicados é que varia de acordo com o formato do rosto.

Os tipos de rosto mais comuns são o oval, o triangular e o quadrado. Existem também os rostos redondo, coração, diamante e longo, além de outros formatos mais raros.

“Uma das formas de identificar o tipo do próprio rosto é ficar de frente a um espelho e desenhar, com um batom ou lápis de olho, o rosto no espelho, sem incluir as orelhas, ficando com o corpo completamente reto, sem inclinar para frente ou para os lados. Também pode prender o cabelo e tirar uma foto do rosto para comparar com o modelo dos rostos”, explica a maquiadora Helô Freitas.

Apesar de ter se popularizado recentemente, a técnica não é nova. Drag queens começaram a utilizar o contorno com a popularização da cultura drag já nos anos 80, para deixar o rosto mais feminino. Apesar da maquiagem drag ser mais pesada e mais marcada do que uma maquiagem para o dia a dia, o princípio é o mesmo: brincar com luz e sombra para alterar as proporções do rosto.

“Desde o início da minha carreira, eu já fazia contorno. Já tinha uma noção de maquiagem e fui aprendendo com o tempo qual funcionava melhor pra mim. Depende da maquiagem que eu vou fazer também, o contorno dá toda uma moldura do rosto porque muda a estrutura da face. Esse é o objetivo, mudar a estrutura do rosto”, conta a drag niteroiense Natasha Fiercce.

O contorno não substitui a maquiagem de sempre. As cores de batom ou a maquiagem no olho podem ser feitos independentemente de ter realizado contorno ou não, e ele se encaixa em qualquer tipo de evento, desde uma situação mais despojada até um casamento ou ocasiões mais formais. A maquiadora Débora Dejaniria ensina como fazer o contorno com mais detalhes.

“Como maquiadora, gosto sempre de falar que não tem mistério para o contorno, basta ter uma esponjinha ou pincel de base para fazer, sempre esfumando para dar um efeito natural. Cubra a pele com uma fina camada da sua base de sempre e esconda manchinhas com corretivo. Com uma base até três tons mais escura, trace linhas: uma próxima à raiz do cabelo, nas têmporas, nas laterais do nariz, abaixo do ossinho das maçãs e do lábio inferior, e no pescoço. Aplique um corretivo, um tom mais claro que sua pele no centro da testa, sobre o ossinho do nariz, nas maçãs do rosto e logo acima do lábio superior. O segredo para um resultado natural é mesclar bem as cores. Esfume os dois tons fazendo movimentos circulares com um pincel para contorno ou com uma esponja”, explica. 

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top