Assine o fluminense

Living Coral: conheça a escolha da Pantone para a cor do ano de 2019

Segundo a empresa norte-americana, a 'Living Coral' irradia familiaridade e vida, assim como a encontramos na natureza

Living Coral 16-1546", um coral com subtom dourado, que traz uma pegada viva e suave ao mesmo tempo

Divulgação

Finalmente saiu! A empresa referência na seleção, comunicação e controle de cores, Pantone, revelou ontem à noite (5) a sua aposta na cor do ano de 2019: "Living Coral 16-1546", um coral com subtom dourado, que traz uma pegada viva e suave ao mesmo tempo. Reagindo aos avanços da tecnologia digital e a consolidação das mídias sociais em nossas vidas cotidianas, a empresa passou a procurar experiências autenticas e imersivas que permitissem esta conectividade e intimidade. Segundo o anúncio da Pantone, o "Living Coral" é uma cor que simboliza a busca pela alegria e a necessidade por otimismo, é sociável e espirituosa, nos acolhe e nos encoraja a ter atitudes espontâneas. Representa o nosso desejo por se expressar se divertindo.

“A cor é uma lente que equilibra as realidades naturais e digitais da experiencia humana, sendo Living Coral um verdadeiro equalizador. Consumidores anseiam por conexões mais humanas e por conectividade social, qualidades expressas pelo alegre e acolhedor Living Coral, que acerta em cheio, preenchendo esta busca”, revela a diretora executiva do Pantone Color Institute, Leatrice Eiseman.

A escolha da cor do ano Pantone envolve uma série de critérios que vão desde os comportamentos sociais ao que as celebridades tem usado por aí. Em setembro a gente fez uma matéria para a Revista O FLU abordando a influência das cores na nossa vida e estilo, e também contamos melhor sobre esse processo de escolha, que acaba influênciando diretamente o mercado da moda, design, arquitetura e decoração.

Desfile Marc Jacobs Verão 2019

Divulgação

“Fiquei bastante surpresa com a escolha da cor. O coral não está tão presente na decoração atualmente. Usá-lo é desafiador, já que a cor é forte, bem chamativa. Apesar dessa dificuldade, que é um pouco parecida com a que encontramos com a Ultraviolet ano passado, adoro o tom! Acredito que ele faz parte de uma cartela similar à do cobre e o rosé gold, que se tornaram uma tendência. Por isso, tem um grande potencial”, comenta a arquiteta Gabi Aude, do canal "Decoranco com Gabi Aude", que ainda dá dicas para o uso da cor em ambientes: “Pensando em seu uso, é uma cor que não indico para o quarto, por exemplo. Fica melhor nos espaços de diversão, na sala de estar... Ela deixa o ambiente mais alegre, já que puxa para o vermelho. Traz energia, alegria, é uma cor muito viva! Pode aparecer nas almofadas e nos adornos em geral. É importante estar entre outras peças de base neutra porque, assim como o vermelho, um tom com energia em excesso pode ser cansativo. O segredo é esse, o uso pontual”.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top