Assine o fluminense
Lente Gastronômica

Igor Maurício Barreto é cozinheiro, restauranteur, consultor, palestrante e viciado em gente! E-mails para esta coluna: igormauriciobarreto@gmail.com

Você sabe o que é comida saudável?

O ponto chave para a alimentação saudável está no equilíbrio

Foto: Pixabay

Conceitos confusos não são novidade quando se trata da comida que comemos. Alimentos são constantemente considerados vilões por estudos de grandes universidades, e, numa reviravolta, em meses são considerados heróis. Ainda, muitas vezes consideramos algo bom para nossa saúde, e, na verdade, é mais um placebo produzido pelo senso comum. Fulano disse que é bom. Beltrano, que é ruim. 

Precisamos começar pelo conceito de saudável. Saúde é manter estado de boa disposição física e psíquica, com bom estado de equilíbrio dinâmico entre o indivíduo e o ambiente. Perceba a imensidão desse conceito. Se sentir bem com o corpo, e o corpo de bem com o ambiente no entorno, suas condições de vida e sua relação com o todo. 

Em miúdos, ser saudável tem a ver com equilíbrio.

Mas, afinal, o que pode ser considerado como saudável, objetivamente saudável, para ser consumido como comida? Se eu responder “comida”, te faço pensar?

Por centenas de anos, os mais velhos passam a sabedoria, de geração em geração. Ao escrever a história, conseguimos preservar essa sabedoria para sempre, podendo aprender com o erros e acertos dos nossos antepassados. E, ainda assim, achamos que lasanha pronta é comida...

Para responder o que é saudável, basta perguntar a nossas avós. Num época em que a indústria de alimentos ainda alterava pouco o que elas faziam com excelência, leite era gordo, usávamos manteiga, e comprávamos grãos a granel, não havia doença coronária, hipertensão nem doenças somáticas como alguns cânceres.

Ou quem sabe podemos perguntar aos métodos modernos que foram desenvolvidos para diminuir as doenças que se propagavam pela comida pouco higiênica. A pasteurização do leite, o desenvolvimento de grãos resistentes a pragas para que se coloque menos veneno, o desenvolvimento de gorduras menos prejudiciais como óleos de girassol e azeites de oliva, mas trouxe junto o estresse da vida contemporânea, que nos traz ansiedade e tudo mais que vemos no dia a dia. 

Quem estaria certo?

O ponto chave está no equilíbrio. 

Veja bem, não estou defendendo que ninguém coma a tal lasanha, jamais. Mas, sim, fazer a lasanha em casa. Curtir o tempo de fazer sua própria comida com comida de verdade, sem hiperindustrialização. Ler um bom livro. Ver a paisagem, plantar uma árvore ou não fazer nada. Fazer compras sem fome, levando coisas mais coloridas, que não estejam em embalagens seladas a vácuo e, sim, sentido seu cheiro. Sem fotografar tudo, indo no restaurante e comer mastigando, sentindo os sabores da comida. 

Qual foi a última vez que se atentou para o sabor das coisas que come, sem nenhuma distração?
O equilíbrio está na experiência. Comer é uma experiência. 

Minha avó fazia assim, morreu com 93 anos, feliz. 

Comer saudável é ter equilíbrio.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Mais notícias de Lente Gastronômica

Scroll To Top