Assine o fluminense

Saúde: CTI do Hospital de Resende passa por reforma

Pacientes terão mais conforto e privacidade com paredes divisórias

Construção de paredes de concreto ajudará também a reduzir infecções

Divulgação

O novo Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital Municipal de Emergência (HME) Henrique Sérgio Gregori, em Resende, ganhará mais privacidade com a divisão dos leitos por paredes de concreto. A padronização ocorre durante a revitalização total do CTI, que começou em maio, promovida pela Prefeitura. 

Desde  21 de janeiro, a unidade hospitalar passa por uma reforma geral por meio do programa “Revitaliza Resende”. Os nove leitos do HME estão sendo separados por paredes construídas em substituição às divisórias de chapa de fibra de madeira, o que agregará maior segurança à saúde dos pacientes internados. A nova infraestrutura ajudará na redução de riscos a infecções hospitalares, além do conforto aos pacientes e no decorrer das visitas familiares.

O processo de revitalização e modernização já contemplou o Hospital da Criança Albert Sabin, ala infantil do HME, que foi reinaugurado no dia 5 de abril. Para as obras do Hospital de Emergência, Hospital da Criança e CTI, realizadas por uma empresa especializada a partir de licitação, estão sendo investidos R$ 1.026.799,06. O Hospital de Emergência foi inaugurado em 1994, e atende em média nove mil pacientes mensalmente.

O prefeito Diogo Balieiro Diniz explicou que o CTI, considerado o coração do hospital, está tendo um cuidado especial durante a revitalização.

“Após a ala infantil, os trabalhos da equipe de obras progrediram nas demais áreas da unidade. Inicialmente, a unidade passou por revisão necessária das partes elétrica e hidráulica. A recepção já está pronta, faltando apenas alguns retoques. A estrutura da farmácia também já foi concluída. Também contamos com um novo ambiente de espera, que foi submetido aos serviços de fechamento de paredes em alvenaria, emboço, colocação de novas esquadrias em vidro temperado, forro de gesso, piso de porcelanato e pintura. Temos grande parte dos corredores concluída com piso de porcelanato e pintura. O HME ainda contará com uma nova subestação de energia, além da antiga recuperada; este processo está em fase de conclusão. O CTI ganhou atenção especial com cobertura de laje impermeabilizada e execução do telhado. O Centro teve o piso de concreto armado e o contrapiso refeitos, para a instalação do revestimento de porcelanato. Agora, a equipe de obras está no acabamento do piso, finalizando os rejuntes e arremates”, enfatizou. 

Equipamento - O Hospital Municipal de Emergência Henrique Sérgio Gregori ganhou um novo aliado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI): o aparelho de ultrassonografia (USG) portátil com módulo cardíaco, vascular e geral. O equipamento será fundamental para a realização dos exames à beira do leito, visando evitar a retirada do paciente e, com isso, diminuir possíveis riscos à sua saúde com deslocamento.

 
Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top