Assine o fluminense

Vacinação contra a gripe é prorrogada por 15 dias

Doses serão aplicadas até o dia 15 de junho nos 92 municípios. Campanha imunizou 2,6 milhões de pessoas, o que representa cerca de 54,5% do público-alvo

Por não atingir a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro prorrogou o prazo de vacinação contra a gripe nos 92 municípios. Inicialmente programada para ser encerrada no dia 31 de maio, a campanha foi estendida para o dia 15 de junho. A meta é atingir uma cobertura vacinal de 90% do público-alvo.

No Estado do Rio de Janeiro, desde a abertura da campanha, que aconteceu no dia 10 de abril, foram imunizados 2,6 milhões de pessoas, o que corresponde a 54,5% de cobertura. A expectativa da Secretaria de Estado de Saúde é vacinar 4,9 milhões de pessoas.

A Superintendência de Vigilância Epidemiológica da SES informa que foram notificados, em 2019, 77 casos, com 18 óbitos. Em 2018, foram notificados 233 casos de influenza, com 30 óbitos.

Posto Volante

Além da vacina oferecida nos postos municipais, a secretaria tem promovido vários eventos de vacinação volante com o objetivo de estimular a imunização contra a gripe. Nos próximos três dias, 28, 29 e 30 de maio, a ação ocorre no Barra Shopping (28/05, das 14h às 17h) e na estação BRT Alvorada (29/05 e 30/05) das 7h às 11h, com a aplicação de doses da gripe. A vacina é importante porque ao receber a dose a pessoa já fica imunizada contra três vírus da doença, inclusive o H1N1.

Público-alvo

Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), idosos, gestantes e mães com até 45 dias após o parto. A vacina está disponível a jovens de 12 a 21 anos de idade sob medida socioeducativa e população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, independentemente da idade. A vacina também está sendo ofertada aos professores das escolas públicas e privadas, além de policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas.

Niterói 

A secretária Municipal de Saúde, Maria Célia Vasconcellos, convoca a população e explica a importância da vacina.
“Vamos seguir a orientação do Ministério da Saúde e estender a campanha para atingir a meta de no mínimo 90% de cada grupo prioritário vacinados. A imunização protege contra as formas mais graves da doença, por isso pessoas como idosos, crianças, gestantes e pessoas portadoras de doenças crônicas, que possuem um risco maior de desenvolver complicações devido a Influenza, devem receber a dose”, alerta a secretária, pedindo a população que não deixe para última hora, quando geralmente as filas ficam maiores.

O público-alvo da campanha é formado por pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de seis anos (cinco anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional. Portadores de doenças crônicas não transmissíveis, que inclui pessoas com deficiências específicas, devem levar a prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina.

Salas de vacina Policlínicas: Dr. Carlos Antônio da Silva - Rua Jansen de Mello s/nº, São Lourenço; Dr. Sérgio Arouca, Praça Vital Brazil s/nº – Santa Rosa; Dr. Guilherme Taylor March - Rua Desembargador Lima Castro, 238, Fonseca; Dr. Francisco da Cruz Nunes - Rua Ver. Armando Ferreira, 30, Largo da Batalha; Assistente Social Maria Aparecida da Costa - Est. Engenho do Mato s/nº, Itaipu; Dr. Renato Silva - Av. João Brasil, s/nº- Engenhoca, Rua Jornalista Sardo Filho, 196, Ilha da Conceição; Av. Carlos Ermelindo Marins s/nº, Jurujuba; Av. Colônia s/nº, Caramujo; Professor Barros Terra - Rua Alcebíades Pinto, s/nº, Cantagalo; e Dr. João da Silva Vizella, Rua Luiz Palmier, 726 – Barreto e Policlínica de Piratininga, Rua Marcolino Gomes Candau, 111.
Unidades Básicas de Saúde (USB): Centro, Morro do Estado, Santa Bárbara, Engenhoca, Baldeador.
Programa Médico de Família (PMF) e Clínica Comunitária da Família (CCF): Alarico, Atalaia, Bernardino, Cafubá I, Cafuba II, cafuba III, Cantagalo, Caramujo, Colônia, Engenho, Grota I, Grota II, Ititioca, Jonathas Botelho, Jurujuba, Leopoldina, Maceió, Maravista, Marítimos, Maruí, Matapaca, Nova Brasília, Palácio, Preventório I, Preventório II, Souza Soares, Viçoso, Vila Ipiranga,  Viradouro, Vital Brasil e CCF Badu, Ilha da Conceição, Teixeira de Freitas e Várzea das Moças, Morro do Céu e Cavalão.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top