Assine o fluminense

Vacinação contra HPV continua em Itaboraí

Doses estarão disponíveis para homens e mulheres de 9 a 26 anos

Unidades de Saúde de Itaboraí vacinaram contra HPV em campanha que continua até 21 de Julho (3)

Foto: Divulgação

Até o próximo dia 21 de julho, a Prefeitura de Itaboraí por meio da Secretaria Municipal de Saúde estará ofertando a vacina contra o Papilona Vírus Humano (HPV), umas das principais causas de ocorrência do câncer de colo de útero. Por determinação do Ministério da Saúde, na Campanha de vacinação deste ano, a vacina será ampliada para as meninas na faixa etária de 9 a 14 anos de idade e meninos de 11 a 14 anos.

A vacina também estará disponível para homens e mulheres de 9 a 26 anos de idade pertencentes a grupos de indivíduos imunodeprimidos, como transplantados de órgãos sólidos, de medula óssea ou pacientes oncológicos em tratamento quimioterápico ou radiológico. Além daqueles vivendo com o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV).

Com o objetivo de reduzir a incidência do câncer de colo de útero e vulva nas mulheres, a vacina de HPV foi incluída também para os meninos. Assim, poderá contribuir para o aumento da proteção em meninas, além de prevenir os cânceres de pênis, ânus e verrugas genitais, e os casos de cânceres de boca e orofaringe e ambos os sexos.

A vacinação teve início no dia 19 de junho, e o “dia D” de mobilização ocorreu no último sábado (01/07). Quem não pode se vacinar, basta comparecer juntamente com o responsável, caderneta de vacinação e documento de identificação. A vacinação segue até o dia 21 de julho no Posto de Saúde Prefeito Milton Rodrigues da Rocha, no centro de Itaboraí; na Policlínica de Especialidades Médicas Vereador José de Oliveira Filoco, em Manilha; no Hospital Estadual Tavares de Macedo, em Venda das Pedras e nas Unidades de Saúde da Família (USF) do município.

Além da vacina HPV Quadrivalente, para este ano o Ministério da Saúde passou a ofertar também a vacina Meningocócica C Conjugada, para meninas e meninos de 12 a 13 anos. Esta vacina aos adolescentes proporciona proteção direta desses grupos etários, e estende a proteção a indivíduos não vacinados.

A doença

HPV é a sigla em inglês para papiloma vírus humano, capazes de infectar a pele ou as mucosas. Existem mais de 150 tipos, sendo que cerca de 40 podem infectar o trato ano-genital.

A infecção é muito frequente, mas transitória, regredindo espontaneamente na maioria das vezes. No pequeno número de casos nos quais a infecção persiste, pode ocorrer o desenvolvimento de lesões precursoras que, se não forem identificadas e tratadas, podem progredir para o câncer, principalmente no colo do útero, mas também na vagina, vulva, ânus, pênis, orofaringe e boca.

Pelo menos 13 tipos de HPV são considerados oncogênicos, apresentando maior risco ou probabilidade de provocar infecções persistentes e estar associados a lesões precursoras. Dentre eles, os tipos 16 e 18 estão presentes em 70% dos casos de câncer do colo do útero.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top