Assine o fluminense

Estágio e empreendedorismo são destaques em seminário

Encontro sobre Desenvolvimento Econômico reúne especialistas do RH-LF, CIEE e Sebrae na Ucam

Superintendente do CIEE-RJ, Paulo Pimenta disse que o estágio é o principal meio para chegar ao primeiro emprego. Já Mirella Condé incentivou o empreendedorismo

Fotos: Douglas Macedo

No ano de 2017, 6.873 jovens de Niterói foram acolhidos pelos serviços e atividades do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). Desses, quase 70% passaram pelo programa de estágio, considerado hoje a principal porta de entrada para o mercado de trabalho. Dados como esses foram apresentados e discutidos nesta terça-feira (8), no primeiro dia do Seminário “Desenvolvimento Econômico - Leste Fluminense”, promovido pelo Grupo Fluminense Multimídia, na Universidade Candido Mendes (UCAM), no Centro de Niterói. Nesta quarta-feira (9), a programação prossegue com palestras e debates sobre estratégias dos principais setores econômicos, a partir das 9h.

Mais de 100 pessoas, entre consultores, recrutadores, alunos e professores, acompanharam os debates sobre o mercado de trabalho. O diretor da Ucam Niterói, José Carlos Oliveira dos Santos, abriu o evento, destacando a importância de trazer as discussões para a universidade.

O empreendedorismo, que vem crescendo cada vez mais, principalmente em Niterói, foi o tema apresentado pela analista sênior do Sebrae/RJ no Leste Fluminense, Mirella Marchito Condé, na palestra “Os cuidados e perspectivas para quem vai abrir o próprio negócio”. A especialista alertou sobre o alto índice de pessoas que querem empreender sem inovar no mercado, oferecendo produtos e serviços já existentes. Segundo ela, antes de tudo, é preciso o autoconhecimento e a vontade de fazer.

“O empreendedor é aquele que, não importa a adversidade, acredita e faz. Se a gente tem a vontade e conhecimento, é possível fazer”, declarou Mirella, que avaliou o cenário do empreendedorismo no Estado.

Mais de 100 pessoas, entre consultores, recrutadores, professores e estudantes, lotaram o auditório da Ucam em Niterói

Foto: Douglas Macedo

“O Estado do Rio está proeminente nas cervejarias artesanais. E Niterói é um desses polos. Era um setor que inexistia há pouco tempo. Alguns poucos começaram a se aventurar, desenvolvendo profissionalmente o que era um hobby, e hoje já se tornou uma atividade econômica importante”, acrescentou.

Estágio - Após a palestra, foi iniciado o debate sobre “A conquista do primeiro emprego – a qualificação profissional e a experiência do estágio”, sob mediação do consultor empresarial, professor e psicopedagogo da Ucam Marcelo Lessa. A mesa ainda contou com a presença da presidente do Instituto RH-LF, Edmara Uchoa, do superintendente do CIEE-RJ, Paulo Pimenta, além da própria Mirella Condé.

Dicas comportamentais e qualificação profissional nortearam a apresentação de Edmara, que alertou sobre a importância da dedicação aos trabalhos acadêmicos, que poderão render frutos na conquista do primeiro emprego.

“É importante frequentar as aulas e ter total disponibilidade, além de fazer os trabalhos solicitados. Quanto mais se faz, mais se aprende. Um desempenho acima da média no ambiente acadêmico traz muitos resultados positivos”, frisou Uchoa.

A busca por conhecimento, na visão da presidente da RH-LF, deve ser incessante. Segundo ela, empresas tendem a investir mais naquele que tem mais atitudes na sua área de atuação. Dessa forma, esse pode ser um fator determinante diante da cada vez mais frequente redução de funcionários nas empresas.

“Autoconhecimento é importante para fazer uma avaliação de si mesmo, se perguntar o que falta como profissional e avaliar quais são as tendências de mercado na sua área de atuação. Deve-se estar atento à gestão da rede de contatos profissionais também. O profissional de sucesso nunca está satisfeito com o que sabe. Está sempre em busca de saber mais”, disse Edmara.

A mesma visão foi compartilhada pelo superintendente do CIEE-RJ, Paulo Pimenta, que explicou como a instituição trabalha para inserir jovens no mercado de trabalho. Além de fazer a “ponte” entre a empresa e o estagiário, o centro oferece vários tipos de atendimento, como acolhimento social, fortalecimento de vínculos familiares e capacitação profissional e pessoal.  

“O estágio é o ponto final do trabalho do CIEE. A nossa preocupação é preparar o jovem para o mercado de trabalho. O estágio não é o único, mas é o melhor meio de conquistar o primeiro emprego”, garantiu.

Tema desta quarta-feira será economia e empregos

O ciclo de debates e palestras do Seminário “Desenvolvimento Econômico - Leste Fluminense” prossegue nesta quarta-feira, das 9h às 12h30, com objetivo de traçar soluções para a retomada do crescimento da economia e da geração de empregos. As inscrições para participar estão esgotadas.

Dessa vez, o assunto será voltado para “Diagnósticos e estratégias dos principais setores econômicos”.

A primeira mesa, “Diagnóstico e estratégias da indústria”, recebe nomes de peso. Como mediador, Rogério Rocco, bacharel em Direito pela UCAM , mestre em Direito da Cidade pela UERJ e Doutorando em Ciências Jurídicas e Sociais pela UFF. Os convidados e especialistas para discutir o assunto são o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro no Leste Fluminense, Luiz Césio Caetano, e o secretário de Desenvolvimento Econômico de Niterói, Luiz Paulino Moreira Leite, que também é presidente da Associação Comercial e Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Acierj). 

A roda de conversa, em seguida, passa a analisar as estratégias de comércio. O convidado para debater a pauta é o diretor do Sindicato dos Lojistas do Comércio (Sindilojas) de Niterói, Renato Sheeny Pinto, que irá apresentar o panorama e as perspectivas do município. Além dele, quem participa da mesa é o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói, Luiz Vieira. 

Amanhã será o último dia de seminário, tendo a retomada do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) como tema central. 

Seminários - O evento integra as comemorações dos 140 anos de O FLUMINENSE, completados nesta terça-feira. Desde 2015, o Grupo Fluminense Multimídia realiza seminários voltados para assuntos de interesse da sociedade, em busca de soluções e desenvolvimento. Entre os assuntos já abordados estão sustentabilidade, mobilidade urbana e turismo,sempre discutidos entre autoridades e especialistas da área.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Veja também

Scroll To Top