Assine o fluminense

Seminário de meio ambiente começa a receber inscrições

Serão dois dias de debates na UCAM, envolvendo áreas de proteção, sistema lagunar e tragédias ambientais

A Praia do Sossego, na Região Oceânica de Niterói, integra uma das áreas protegidas do município que estão recebendo atenção especial para sua conservação

Foto: Marcelo Feitosa

Já estão abertas as inscrições para o 2º Seminário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, promovido pelo Grupo Fluminense Multimídia, com apoio institucional da Universidade Candido Mendes. Serão dois dias de debates e palestras, nos dias 14 e 15 deste mês, a partir das 9 horas, no auditório da UCAM Niterói, no Centro da cidade. O evento tem o patrocínio da concessionária Águas de Niterói e apoio da Predialnet.

Desde 2015, o Grupo Fluminense Multimídia vem realizando seminários, em parceria acadêmica com a Universidade Candido Mendes, para debater os principais assuntos de interesse de Niterói e de toda a região Leste Fluminense. Além de meio ambiente, já foram organizados seminários de mobilidade urbana e de turismo, sempre com a participação de autoridades dos setores envolvidos, organizações não governamentais e entidades da sociedade civil. 

Neste 2º Seminário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, serão abordadas questões que vêm tendo amplo espaço na mídia, como as tragédias ambientais, a degradação das lagoas de Itaipu e Piratininga, na Região Oceânica de Niterói, e a atuação dos governos nas áreas de proteção ambiental. No caso mais recente, a revisão do Plano Diretor de Niterói - cujo texto foi enviado à Câmara Municipal - será discutida no que se refere às áreas protegidas da cidade. 

Além das mesas de debate, este segundo seminário apresentará duas palestras. A primeira será sobre saneamento ambiental de Niterói, com representante da concessionária Águas de Niterói. O outro painel irá apresentar o tema “Proteção legal dos animais”, quando a professora Ana Lucia Camphora fará uma abordagem ampla sobre composição de direitos e políticas contemporâneas.

Sobre o seminário, Ana Lucia Camphora elogiou a iniciativa: “É extremamente gratificante acolher ideias sobre proteção, bem-estar e direito animal neste espaço de debate sobre meio ambiente e sustentabilidade. De fato, o animal (em suas diversas constituições) é, desde sempre, parte fundamental das sociedades humanas, e isto nem sempre se traduz a partir de uma perspectiva integrada, inter e multidisciplinar, de aspectos humanitários, ambientais, econômicos e científicos que merecem uma abordagem mais detalhada e maior visibilidade. Sobretudo para o Brasil contemporâneo, que abriga uma das maiores biodiversidades de fauna do planeta, é um dos líderes globais na produção animal (bovinos, frangos e suínos) e um dos maiores mercados mundiais de produtos e serviços para animais de estimação”. 

Professor da Universidade Candido Mendes, o ex-secretário de Meio Ambiente de Niterói Rogério Rocco estará presente na mesa sobre tragédias ambientais. Um dos colaboradores na formatação deste segundo seminário, Rocco destacou a importância do evento: “Essa nova iniciativa do Grupo Fluminense e da Universidade Candido Mendes vem fortalecer a atuação das corporações modernas, que passaram a adotar processos de formação e conscientização em seus ambientes de trabalho e com o público externo, já que a questão ambiental e os desafios da sustentabilidade são responsabilidades de todo cidadão, mas especialmente das instituições de uma forma geral. O seminário traz a diversidade de visões técnicas e políticas dos problemas ambientais da atualidade, fornecendo ao público os subsídios necessários para que forme sua opinião e se envolva com as políticas públicas em curso.” 

Inscrições – Para participar do seminário, os interessados deverão efetuar a inscrição prévia, a partir de hoje, exclusivamente por e-mail - seminariosoflu@ofluminense.com.br. Para os alunos da Universidade Candido Mendes de Niterói, as inscrições serão realizadas a partir desta segunda-feira, através do sistema acadêmico da instituição. O evento é gratuito, mas o número de vagas é limitado. O seminário foi dividido em três módulos (ver quadro com a programação ao lado) e os interessados deverão especificar, no e-mail, em qual (ou quais) desejam se inscrever, informando também nome completo, profissão, cidade de origem  e instituição que representa (se for o caso). Após o envio da solicitação de inscrição, os interessados deverão aguardar a confirmação, que também será feita por meio eletrônico. Aos alunos da UCAM serão atribuídas seis horas de atividades complementares por cada módulo. Os demais participantes poderão receber certificado, mediante comprovação de presença nos três módulos e solicitação por e-mail após o evento, num prazo de até três dias. 

PROGRAMAÇÃO

MÓDULO 1
 Dia 14, às 9 horas  

Mesa de debates “Sistema Nacional de Conservação e Áreas Protegidas de Niterói”
O Sistema Nacional de Unidades de Conservação – Andréia Mello, gerente de Projetos do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade
As Áreas Protegidas de Niterói e seu Reordenamento – Amanda Jevaux, subsecretária de Meio Ambiente da Prefeitura de Niterói
A revisão do Plano Diretor e as Áreas Protegidas de Niterói – Daniel Marques, coordenador da Coordenadoria Especial dos Direitos dos Animais da Prefeitura de Niterói

Mediação: Tainá Mocaiber, membro da Comissão de Direito Ambiental da OAB/Niterói
 
Palestra:  Saneamento Ambiental em Niterói, com representante da Águas de Niterói

MÓDULO 2
Dia 14, às 19 horas  

Mesa de debates “Acidentes Ambientais e as ferramentas jurídicas para sua reparação”
O rompimento da barragem de Mariana – Cristiane Jaccoud, doutora e mestre em Direito Ambiental, advogada e professora da Escola de Magistratura do Rio de Janeiro
O desastre do Morro do Bumba – Axel Grael, engenheiro florestal, ex-vice-prefeito e atual secretário Executivo da Prefeitura de Niterói
O vazamento da Petrobras na Baía de Guanabara – Rogério Rocco, doutorando em Ciências Jurídicas e Sociais na UFF, professor e ex-secretário de Meio Ambiente de Niterói

Mediação: Emanuel Alencar, jornalista e autor do livro “Baía de Guanabara: descaso e resistência”

MÓDULO 3
Dia 15, às 9 horas  

Mesa de debates “Gestão do Sistema Lagunar de Niterói”
As competências de atuação do Inea – Paulo Cunha, superintendente do Inea
A degradação das lagoas de Niterói – Paulo Bidegain, biólogo, consultor e especialista em sistemas lagunares
O Projeto Região Oceânica Sustentável – Dionê Marinho, coordenadora do PRO Sustentável, da Prefeitura de Niterói

Mediação: Leila Heizer, representante do Comitê das Lagoas de Itaipu e Piratininga (Clip)
 
Palestra: A Proteção Legal dos Animais, com Ana Lucia Camphora, doutora em Ciências Sociais e professora universitária

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

Scroll To Top