13
Qui, Ago

Interrompida em março por conta da pandemia, a marcação do procedimento poderá ser feita por e-mail para as cirurgias que voltam a ser feitas de segunda a sábado, das 8h às 17h - Foto: Prefeitura do Rio/Subvisa

Rio de Janeiro

A Prefeitura do Rio, por meio da Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses, retomou nesta quarta-feira (12) o agendamento para a castração de cães e gatos nas duas unidades de atendimento veterinário da pasta vinculada à Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Para agilizar o serviço suspenso desde março por conta da pandemia da Covid-19, a marcação das cirurgias para o Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman (IJV) e o Centro de Controle de Controle de Zoonoses Paulo Dacorso Filho (CCZ) será feita, neste primeiro momento, pelos e-mails Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., para até três castrações por CPF.

A Vigilância Sanitária também trabalha no desenvolvimento de um sistema com a Empresa Municipal de Informática (IplanRio) para que, em breve, o agendamento seja feito totalmente on-line. Entre outras medidas adotadas para atender a grande demanda do serviço e evitar aglomeração, as cirurgias voltam a ser realizadas durante todo o dia, das 8h às 17h, de segunda a sábado, dia exclusivo para a castração de gatos, com limite de 70 felinos. E mais: com direito à chipagem e cadastro no Registro Geral de Animais (RGA).

"A castração é uma importante ação de política pública de saúde animal e de toda a coletividade. Previne a multiplicação sem controle dos animais, demonstra a posse responsável e evita a transmissão de doenças e maus-tratos e abandono, crimes com sanções previstas no novo Código de Defesa de Animais do município. Retomamos o agendamento a todo o vapor, agora com marcação por e-mail para evitarmos a aglomeração. Vamos com toda a segurança e facilitando o acesso à população, com direito à chipagem e o cadastro no RGA, que permite, por exemplo, a localização dos pets que se perdem de seus donos", afirma a médica-veterinária Márcia Rolim, subsecretária de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses.

Como a cidade vive ainda um momento de pandemia, os demais serviços das unidades de zoonoses da Vigilância continuam reduzidos, atendendo ao Decreto Rio 47.246 que estabelece medidas de enfrentamento à Covid-19. Em condições normais, o IJV e CCZ fazem juntos até 2.500 castrações por mês, recebendo mais de 500 usuários por dia. A Vigilância Sanitária reforça que, também por precaução, os portões das duas unidades são mantidos fechados, com entrada controlada e restrita a menores de 12 anos.

Centro de Imagem - No processo de ampliação dos serviços veterinários, as duas unidades ganharam esta semana equipamentos de ultrassografia, ecocardiograma e Raio-x digital, para dianósticos por imagem. "Com esses novos equipamentos, o Rio de Janeiro é, sem dúvida, o município mais bem aparelhado em termos de diagnóstico por imagem de todo o país, oferecendo serviços de ponta na Zona Norte e na Zona Oeste da cidade", disse a subsecretária Márcia Rolim.

O que está funcionando no CCZ e no IJV

Clínica Médica

- O IJV faz consultas diariamente, a partir da distribuição de 30 senhas.

- No CCZ as consultas de clínica geral não foram retomadas.

Clínica de Esporotricose

- O tratamento da esporotricose (zoonose transmitida ao homem por animais, principalmente gatos) é feito com 25 senhas por turno no IJV, e 40 por turno no CCZ.

- No primeiro atendimento, é possível atender até cinco animais por CPF em cada uma das unidades. A medida é uma forma de facilitar o acesso a este importante serviço.

Atendimento 1746

- A Vigilância Sanitária mantém os serviços de remoção de cavalos e outros animais de grande e médio portes de vias públicas, assim como as carcaças de morcegos, macacos e micos.

- O atendimento a animais agressores e investigações caninas para leishmaniose são avaliados caso a caso.

Endereços

O Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman (IJV), funciona na Avenida Bartolomeu de Gusmão, 1.020, em São Cristívão, no Complexo Zona Norte da Vigilância, e o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) fica no Largo do Bodegão, 150, em Santa Cruz, no Complexo Zona Oeste do órgão.

Contra ele havia um mandado de prisão - Foto: Divulgação

Rio de Janeiro

Policiais da 20ª DP (Vila Isabel), com base em ações de inteligência e trabalho de monitoramento prenderam, nesta quarta-feira (12), um homem apontado como integrante da maior quadrilha de roubadores de carro da Grande Tijuca, na zona Norte do Rio. Contra ele havia um mandado de prisão expedido pela Justiça com base nas investigações da unidade.

De acordo com os agentes, o autor é responsável por dezenas de roubos de carros ocorridos nos últimos meses na região. Ele foi capturado em um quiosque localizado na Praia da Barra da Tijuca, zona Oeste do Rio e confessou a participação nos roubos.

Proprietário do imóvel foi preso - Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

Rio de Janeiro

Policiais da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) encontraram, nesta quarta-feira (12), uma plantação com 19 pés de maconha no quintal de uma residência na Ilha da Gigóia, na Barra da Tijuca, zona Oeste do Rio. O proprietário do imóvel foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

De acordo com os agentes, no local foram encontradas além das plantas já desenvolvidas, mudas que estavam sendo cultivadas com apoio de luzes, adubos e substratos para crescimento mais rápido. Também foram apreendidos diversos frutos da planta, denominados popularmente como camarões, onde é encontrada a substância alucinógena THC.

Ainda segundo os policiais, o preso realizava o cultivo para a revenda do produto em diversos pontos da Barra da Tijuca. Ele foi encaminhado à SEAP, onde ficará à disposição da Justiça.

Previsão é que o serviço esteja concluído em um mês - Foto: Luciana Carneiro/Prefeitura de Niterói

Niterói

A Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) iniciou o desassoreamento do canal de Itaipu. O objetivo é restabelecer a ligação do mar com a lagoa. O trabalho está sendo feito por equipes da Subsecretaria de Rios e Canais da Seconser e a previsão é que seja concluído em um mês.

De acordo com a secretária municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconser), Dayse Monassa, as correntes marítimas levaram para o local a areia que foi depositada nas últimas ressacas. Aos poucos, a maré se desloca e carrega essa areia para o canal, que agora está sendo retirada e levada para as praias laterais ao canal.

“As equipes vão trabalhar diariamente, inclusive, aos sábados e domingos. A ação consiste na retirada do material que está impedindo a circulação do mar com a lagoa. Estamos repetindo a operação realizada no fim de 2019, quando houve o fechamento do canal. Este é um processo natural de depósito de areia”, explica a secretária.

A Prefeitura de Niterói está atuando para uma melhor gestão das lagoas na cidade em colaboração com o Instituto Estadual de Meio Ambiente (Inea). Vale ressaltar que o sistema lagunar é de responsabilidade do governo estadual legalmente. No entanto, em 2013, o Município assinou um contrato de cogestão das lagoas com o Estado e colabora no processo de recuperação do sistema.

De acordo com o comitê gestor de lagoas da Prefeitura, a abertura do canal foi realizada em 1979, com o objetivo de reduzir o espelho d’água da lagoa de Itaipu e fazer com que as trocas de água entre mar e lagoa se tornassem permanentes. Demorou 40 anos para ocorrer o impedimento deste fluxo, no caso de obstrução no fim de 2019. A prefeitura fez a retirada desta areia com máquinas para manter esta troca. E continua fazendo esta gestão adaptativa, analisando diariamente as variações de marés, depósitos de areia e ressacas.

 

Plataforma vai disponibilizar brindes exclusivos para comemorar o Dia dos Pais - Foto:

Niterói

Um shopping inteiro na palma da mão – em qualquer lugar e a qualquer hora – para realizar compras e receber benefícios exclusivos. Atenta às tendências de comportamento do consumidor cada vez mais conectado e multicanal, o Plaza Shopping Niterói lança, a partir desse mês, o novo aplicativo que permite o cliente adquirir os produtos nas lojas do cadastradas do e- Plaza, plataforma de Marketplace do shopping, e receber em casa ou no trabalho em questão de poucas horas, usando apenas o telefone celular. O app ainda dá acesso ao VIVA, programa de relacionamento criado para oferecer ao usuário conteúdo personalizado, benefícios e vantagens mais do que especiais.  

A iniciativa reforça a estratégia digital da brMalls, que foi acelerada por causa da pandemia. O Plaza vai oferecer a comodidade e conveniência aos consumidores e a oportunidade para lojistas explorarem o e-commerce de forma estruturada, através do “e-shopping”. O marketplace está conectado ao Delivery Center – plataforma integradora de canais de venda – que registra o pedido, roteiriza o envio e realiza a entrega dos produtos no mesmo dia num raio de até 30km do empreendimento, para as compras realizadas até 17 horas. 

“O comportamento do consumidor mudou, está cada vez mais digital. Além disso, estamos nos empenhando cada vez mais como companhia na aceleração das estratégias digitais e de multicanalidade. Objetivo é oferecer mais um canal de compra para o cliente e reforçar o nosso compromisso com o lojista.” explica Rafael Montenegro, Superintendente do Shopping.

 

Para celebrar o Dia dos Pais, o Plaza Shopping Niterói, a partir desta semana, os clientes vão poder começar a acumular pontos para ganhar brindes exclusivos no programa de relacionamento do shopping. Na categoria 1 estrela o cliente automaticamente ganha um chope da cervejaria Noi. Na categoria 2 estrelas, consumidor poderá vai ganhar 2 cervejas artesanais Noi. Na categoria 3 estrelas, a premiação será um kit cerveja artesanal e uma taça personalizada Noi. Já na categoria 4 estrelas, o cliente ganhará 2 cervejas artesanais e um copo personalizado Noi. A retirada dos produtos vai até 14/08, na Praça de Eventos, localizado no 1°piso.

A adesão ao VIVA só pode ser feita através do aplicativo dos shoppings. O simples cadastro já faz o cliente se tornar um membro com acesso aos benefícios da categoria 1, a inicial do programa de relacionamento. O VIVA irá medir o engajamento do consumidor, que será classificado e recompensado por dois critérios simultâneos: valor gasto e quantidade de notas cadastradas. As compras realizadas pelo marketplace geram pontos automaticamente para avançar de categoria. Caso o cliente tenha comprado em loja física também poderá escanear a nota fiscal para contabilizar suas compras no programa.

A análise da pontuação para qualquer alteração de categoria será diária, considerando sempre o histórico dos últimos 3 meses. A interação com os clientes será feita por SMS, e-mail ou push no próprio aparelho celular

Usuários denunciaram a paralisação da circulação de duas linhas da Transnit - Foto: Arquivo / Marcelo Feitosa

Niterói

Fiscais da subsecretaria municipal de Transportes da Prefeitura de Niterói constataram a ausência dos ônibus das linhas 28 e 29, após denúncia de usuários à imprensa sobre a paralisação da circulação de coletivos nos trajetos que ligam bairros da Zona Norte ao Centro. O consórcio Transnit, responsável pelas duas linhas, foi intimado pela subsecretaria a retomar a prestação do serviço. Caso não cumpra a determinação, receberá multa diária de R$ 1.400 até que os ônibus voltem a circular.

O Decreto Municipal que autorizou os consórcios a reduzirem as frotas de ônibus durante os estágios mais graves da pandemia de coronavírus não prevê a extinção de linhas regulares.

Atendimento será disponibilizado aos usuários do SUS - Foto: Alex Ramos

São Gonçalo

O prefeito de São Gonçalo, José Luiz Nanci, anunciou nesta quinta-feira(13), a chegada do primeiro Centro de Oncologia do município. O novo serviço começa a funcionar em setembro e disponibilizará aos usuários do SUS atendimento em quimioterapia e consultas de acompanhamento.

"Este é um marco histórico para a saúde do município. Atualmente, 100% dos nossos pacientes oncológicos realizam tratamento em outras cidades. Agora poderão iniciar perto de suas residências. Isso é muito importante para os pacientes", comemora Nanci.

A unidade, que é um serviço pioneiro na cidade, está localizada no bairro Zé Garoto e irá abrigar consultórios e sala de aplicação de quimioterápicos com 20 cadeiras para atendimento, além de toda estrutura de apoio. O serviço será realizado através de um convênio com o SUS. Segundo o cirurgião oncológico Edmar Lopes, responsável pela unidade, 54% dos pacientes que realizam quimioterapia no serviço de Oncologia de Rio Bonito são de São Gonçalo.

“Esta unidade será a porta de entrada para o tratamento de novos pacientes a partir do próximo mês. Este é só o início do nosso trabalho em São Gonçalo, nossa intenção é ampliar ainda mais e fazer com que o paciente não precise migrar para fazer o tratamento", explica.

A princípio, a unidade será utilizada por pacientes em início de tratamento. Aqueles que já iniciaram o tratamento em outros municípios vão passar, posteriormente, por uma migração organizada, para que não haja prejuízo e interrupções no processo.

"Será oferecido um atendimento humanizado e de alto padrão de qualidade. Esse é um tratamento tão difícil de ser enfrentado e o fato de se poder fazê-lo em sua cidade, perto de sua família, será muito importante para os pacientes", ressalta o secretário de Saúde, Jefferson Antunes.

A medida contempla todos os estudantes, desde as creches - inclusive conveniadas - até as turmas de Educação para Jovens e Adultos (EJA) - Foto: Divulgação/Prefeitura de São Gonçalo

São Gonçalo

A Prefeitura de São Gonçalo está oferecendo nesta quinta e sexta-feira, dias 13 e 14 de agosto, das 8h às 14h, uma nova oportunidade para pais ou responsáveis que, por motivo de força maior, não conseguiram receber na data prevista a 3ª entrega do kit merenda escolar, que foi oferecido aos 47 mil estudantes matriculados nas 150 instituições da Rede Pública Municipal. A ação permanece dividida em nove polos de distribuição, de acordo com cronograma elaborado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), através do Departamento de Alimentação Escolar (DAE), a exemplo do que aconteceu nas etapas anteriores. A medida contempla todos os estudantes, desde as creches - inclusive conveniadas - até as turmas de Educação para Jovens e Adultos (EJA), que não foram buscar o kit na data divulgada no Diário Oficial e no site da Prefeitura.

"Sabemos da dificuldade que muitos pais ou responsáveis estão atravessando devido à pandemia ocasionada pela Covid-19, e não poderíamos ficar insensíveis a esta situação. Por isso estamos felizes em poder atender a tantos pedidos que chegaram à Semed para disponibilizar uma nova data", afirmou o prefeito José Luiz Nanci.

Todas as normas de higiene recomendadas pelas autoridades sanitárias estão sendo seguidas durante a distribuição dos kits, a fim de proteger tanto os funcionários quanto os pais e responsáveis que estão recebendo o material. O uso de máscara é obrigatório e a recomendação é que a pessoa não leve acompanhantes e siga as marcações e o distanciamento, evitando aglomerações. Vale lembrar que para receber o kit, o responsável pelo aluno deve apresentar uma cópia do seu documento de identificação com foto (Carteira de Identidade, Carteira Nacional de Habilitação ou Carteira de Trabalho e Previdência Social). É importante ressaltar que não será permitida a retirada retroativa dos kits distribuídos em junho e julho. Ao receber os alimentos, o responsável precisa assinar um termo de recebimento e compromisso de não vender ou dar destino diferente aos produtos.

Para Eduarda de Jesus Brito, 27 anos, mãe de dois alunos, Arthur de Jesus Brito e Laura de Jesus Brito, respectivamente alunos da E.M. Raul Veiga e Genecy Sueth Lima, uma nova data foi fundamental. "No dia marcado para retirada do kit merenda estava mudando de casa, por esse motivo não consegui buscar o kit. Conversei com as diretoras das escolas, que me avisaram que haveria entrega extra. Esta nova oportunidade caiu do céu, quero agradecer ao prefeito e toda a equipe da Semed, que através do DAE possibilitou estas novas datas", conta.

O kit é composto por arroz, açúcar, feijão, macarrão com ovos, leite integral, biscoito doce, biscoito salgado, , achocolatado e suco. Ao receber os alimentos o responsável pelo aluno assina um termo de recebimento e compromisso de não vender ou dar destino diferente aos alimentos. É necessário também apresentar cópia de um documento oficial de identificação com foto.

Para Regina Célia dos Santos Miranda, de 59 anos, avó do Ricardo Miranda Couto, de 16 anos e da Rachel Miranda Couto, de 6 anos, ambos alunos da Escola Municipal Visconde de Sepetiba, a data extra foi muito importante e a ajudou demais.

"Essa nova data me ajudou muito, porque na antiga data a minha filha, que é mãe das crianças, tinha ido ganhar bebê e então ficamos enroladas, não conseguimos pegar o kit. Então ficamos sabendo de um novo dia para pegar e ficamos muito felizes, eu agradeço por essa nova oportunidade de pegar o kit", disse a avó dos alunos.

O kit merenda foi adquirido com a verba do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), que seria destinada à merenda escolar em tempos sem pandemia. Para garantir a qualidade dos produtos, a Semed contou com aprovação do Conselho de Alimentação Escolar (CAE), que homologou as marcas, garantindo que os produtos fornecem conteúdo nutricional necessário para o desenvolvimento dos alunos. Vale ressaltar que para garantir a lisura do processo de compra, todos os procedimentos foram acompanhados pelo Ministério Público e Defensoria Pública.

Categoria realiza, na manhã desta quinta-feira, manifestação em frente à sede da Prefeitura - Foto: Divulgação

São Gonçalo

A Guarda Municipal de São Gonçalo pode paralisar suas atividades a partir da próxima semana. Na manhã desta quinta-feira (13), a categoria realiza uma manifestação, ainda sem interrupção dos serviços. As razões são duas reivindicações trabalhistas que, segundo representantes da categoria, não têm sido atendidas pela Prefeitura da cidade.

Cerca de 80 trabalhadores participam do ato em frente à sede da Prefeitura de São Gonçalo, no Centro da cidade, desde às 9h. Eles pedem o retorno do desconto previdenciário por risco de vida e o pagamento de gratificação a profissionais que estejam de licença médica.

Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Efetivos (Sindspef), Everton Luiz, poderá haver uma paralisação caso as pautas não sejam atendidas. "Se a Prefeitura não der a solução, a gente vai fazer semana que vem uma paralisação", afirmou.

De acordo com Everton, o desconto por risco de vida foi retirado no mês de setembro de 2019, de forma com que os profissionais que contribuíram por toda sua carreira não o levassem para a aposentadoria.

"A primeira pauta é referente à volta do desconto previdenciário do risco de vida. Temos guardas estão há 25 anos contribuindo e, com essa retirada, eles perdem tudo aquilo que contribuíram durante anos", disse o presidente.

Outra pauta da manifestação desta manhã é a retirada do pagamento da Gratificação por Desempenho Profissional (GDP) de servidores em licença médica. Segundo Everton, o valor é calculado sobre 100% do salário-base dos profissionais.

"Quem entra de licença não recebe a GDP. A Prefeitura, na nova lei, diz que só recebe essa gratificação quem está trabalhando. Fizeram uma nova lei, um novo texto, tirando a possibilidade de que quem está de licença médica receba a gratificação", explicou o presidente.

Procurada, a Prefeitura de São Gonçalo não havia respondido até a publicação. Assim que o fizer, esta matéria será atualizada.

Previsão é que o serviço esteja concluído em um mês - Foto: Luciana Carneiro/Prefeitura de Niterói

Niterói

A Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) iniciou o desassoreamento do canal de Itaipu. O objetivo é restabelecer a ligação do mar com a lagoa. O trabalho está sendo feito por equipes da Subsecretaria de Rios e Canais da Seconser e a previsão é que seja concluído em um mês.

De acordo com a secretária municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconser), Dayse Monassa, as correntes marítimas levaram para o local a areia que foi depositada nas últimas ressacas. Aos poucos, a maré se desloca e carrega essa areia para o canal, que agora está sendo retirada e levada para as praias laterais ao canal.

“As equipes vão trabalhar diariamente, inclusive, aos sábados e domingos. A ação consiste na retirada do material que está impedindo a circulação do mar com a lagoa. Estamos repetindo a operação realizada no fim de 2019, quando houve o fechamento do canal. Este é um processo natural de depósito de areia”, explica a secretária.

A Prefeitura de Niterói está atuando para uma melhor gestão das lagoas na cidade em colaboração com o Instituto Estadual de Meio Ambiente (Inea). Vale ressaltar que o sistema lagunar é de responsabilidade do governo estadual legalmente. No entanto, em 2013, o Município assinou um contrato de cogestão das lagoas com o Estado e colabora no processo de recuperação do sistema.

De acordo com o comitê gestor de lagoas da Prefeitura, a abertura do canal foi realizada em 1979, com o objetivo de reduzir o espelho d’água da lagoa de Itaipu e fazer com que as trocas de água entre mar e lagoa se tornassem permanentes. Demorou 40 anos para ocorrer o impedimento deste fluxo, no caso de obstrução no fim de 2019. A prefeitura fez a retirada desta areia com máquinas para manter esta troca. E continua fazendo esta gestão adaptativa, analisando diariamente as variações de marés, depósitos de areia e ressacas.

 

Segundo ministério, embalagens congeladas não transmitem covid-19 - Foto: Arquivo/Agência Brasil

Nacional

O Ministério da Agricultura pediu nesta quinta-feira (13) à China explicações sobre a suposta contaminação de um lote de frango congelado brasileiro com o novo coronavírus. Em nota, a pasta informou que ainda não foi notificada oficialmente pelo governo chinês e que trata o assunto como “suposta detecção” de covid-19.

Segundo o comunicado, a única notícia sobre a contaminação de um lote de frango partiu da prefeitura de Shenzhen, na província de Guangdong. De acordo com a autoridade sanitária da cidade, material genético do novo coronavírus foi detectado na superfície de uma amostra de asa de frango congelada. Outras amostras do mesmo lote, vindas do Brasil, foram analisadas, com resultado negativo.

“Ainda na noite de ontem, após notícia veiculada na imprensa chinesa, o Mapa [Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento] consultou a Administração-Geral de Aduanas da China, buscando as informações oficiais que esclareçam as circunstâncias da suposta contaminação”, destacou a pasta em nota.

Protocolos rígidos
Citando a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO) e a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Ministério da Agricultura ressaltou que não há comprovação científica de transmissão de covid-19 por meio de alimentos congelados ou de embalagens de alimentos congelados.

O ministério assegurou que todos os produtos fiscalizados pelo Serviço de Inspeção Federal (SIF) são submetidos a protocolos rígidos de controle sanitário. “O Mapa reitera a inocuidade dos produtos produzidos nos estabelecimentos sob SIF, visto que obedecem a protocolos rígidos para garantir a saúde pública”, ressaltou o texto.

Setor privado
O setor privado também analisa as informações vindas da cidade chinesa. Em nota, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) cobrou informações sobre o momento em que teria ocorrido a contaminação. “Ainda não está claro em que momento houve a eventual contaminação da embalagem, e se ocorreu durante o processo de transporte de exportação”, afirmou no comunicado.

A associação informou que avalia o alerta, mas, assim como o Ministério da Agricultura, destacou não haver provas de que carnes congeladas transmitam a doença.

“A ABPA reitera que não há evidências científicas de que a carne seja transmissora do vírus”, destacou a nota, citando, além da OMS e da FAO, a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

País é o 3º do Oriente Médio a criar relações diplomáticas com Israel - Foto: Divulgação

+ Mundo

Israel e os Emirados Árabes Unidos chegaram a um acordo de paz histórico nesta quinta-feira (13), que levará a uma normalização total das relações diplomáticas entre as duas nações do Oriente Médio, em um pacto que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ajudou a intermediar.

Sob o acordo, Israel concordou em suspender a aplicação de soberania a áreas da Cisjordânia que vinha discutindo anexar, disseram autoridades da Casa Branca à Reuters. O acordo de paz foi produto de longas discussões entre Israel, Emirados Árabes e EUA, que se aceleraram recentemente, afirmaram as autoridades da Casa Branca.

O pacto foi selado em um telefonema nesta quinta-feira (13) entre Trump, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e o xeique Mohammed Bin Zayed, príncipe herdeiro de Abu Dhabi. “Enorme avanço hoje! Acordo de paz histórico entre nossos dois grandes amigos, Israel e os Emirados Árabes Unidos”, escreveu Trump no Twitter.

No Salão Oval da Casa Branca, Trump disse que as conversas entre os dois líderes foram tensas em alguns momentos e que acordos semelhantes estão sendo debatidos com outros países da região.

Assinatura de paz
Uma cerimônia de assinatura que contará com delegados de Israel e dos Emirados Árabes Unidos será realizada na Casa Branca nas próximas semanas, acrescentou Trump.

“Todos disseram que isto seria impossível”, disse Trump. “Depois de 49 anos, Israel e os Emirados Árabes Unidos normalizarão totalmente suas relações diplomáticas. Eles compartilham embaixadas e embaixadores e iniciam a cooperação através da fronteira”.

As autoridades norte-americanas descreveram o pacto, que ficará conhecido como Acordos de Abraão, como o primeiro do tipo desde que Israel e a Jordânia assinaram um tratado de paz em 1994. O acordo também dá um trunfo de política externa a Trump em meio à sua busca pela reeleição no dia 3 de novembro.

Signatários
Em seu primeiro comentário sobre o acordo, Netanyahu disse no Twitter que se trata de “um dia histórico para o Estado de Israel”. Por sua vez, o príncipe herdeiro de Abu Dhabi disse no Twitter que um acordo foi acertado e que impedirá uma nova anexação israelense de territórios palestinos. “Durante um telefonema com o presidente Trump e o primeiro-ministro Netanyahu, um acordo foi acertado para deter uma nova anexação israelense de territórios palestinos. Os Emirados Árabes Unidos e Israel também acertaram uma cooperação e a criação de um roteiro para o estabelecimento de um relacionamento bilateral”, disse.

Um comunicado conjunto emitido pelas três nações informou que os três líderes “concordaram com a normalização total das relações entre Israel e os Emirados Árabes Unidos”. “Este avanço diplomático histórico fomentará a paz na região do Oriente Médio e é um testemunho da diplomacia e da visão ousadas dos três líderes e da coragem dos Emirados Árabes Unidos e de Israel para traçar um novo caminho que desencadeará o grande potencial da região”, registra o documento.

 

 

Publicidade

Financeiro

Atualidades

Grid List

Segundo o ministro, vacina russa ainda está muito incipiente - Foto: Carolina Antunes/PR

Coronavírus

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta quinta-feira (13) que a melhor opção de vacina, até agora, é a de Oxford. “Eu posso apensar aos senhores que a AstraZeneca, com Oxford, é ainda a nossa melhor opção, nós estamos nela”, afirmou durante audiência pública na Comissão Mista do Congresso que fiscaliza as ações do governo no combate à pandemia de covid-19.

O Brasil assinou um acordo de US$ 100 milhões com a AstraZeneca-Oxford, que também prevê transferência de tecnologia para a produção da vacina no Brasil. Outras instituições brasileiras também estão colaborando com grandes empresas farmacêuticas internacionais para pesquisa e desenvolvimento de uma vacina para covid-19.

“Vamos fazer a contratação, eu acredito, até sexta-feira, com o empenho de recursos para a empresa AstraZeneca, junto à Fiocruz. Essa é a mais promissora, mas não deixamos de estar atentos a todas as outras”, disse Pazuello.

Vacina russa

Sobre a vacina russa, o ministro afirmou que sua eficácia ainda não está clara. “Está muito incipiente, as posições estão ainda muito rasas, nós não temos profundidade nas respostas, nós não temos o acompanhamento dos números”. A conclusão, acrescentou, foi tirada depois de uma reunião realizada ontem com a participação do governador do Paraná, Ratinho Júnior, representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), representantes da empresa russa e da embaixada daquele país.

Para Pazuello, a vacina russa poderá ser viável mas, até lá, vai depender de muita negociação, muito trabalho para seja avalizada pela Anvisa e, a partir daí, a compra discutida. “Ontem recebi uma empresa, a Covax, americana, com uma sede de fabricação na Tailândia, que também trouxe a possibilidade de fabricação, mas também com prazos um pouco mais dilatados”, adiantou. Nesse último caso, a previsão de produção seria março ou abril de 2021. “Estamos em negociação também para ver se isso cresce, se acelera e se podemos participar. Todas as iniciativas são válidas. Acho que isso vai trazer um somatório e um resultado campeão no final”, ressaltou.

Entidade de SP pede nulidade de acordo entre sindicato nacional e CBF - Foto: Divulgação / CBF

Futebol

O Sindicato de Atletas de São Paulo (Sapesp) entrou na Justiça pedindo a nulidade da medida que muda de 66 para 48 horas o intervalo mínimo entre jogos do Campeonato Brasileiro da Série A deste ano, em caráter excepcional, devido ao impacto da pandemia do novo coronavírus (covid-19) no calendário. O acordo foi anunciado no último dia 7 de agosto e aditado entre a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf).

A ação foi impetrada na última segunda-feira (10), no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, de Campinas (SP), onde o acordo foi homologado. Segundo nota conjunta assinada por CBF e Fenapaf, a medida teve anuência do Ministério Público do Trabalho.

“Fizeram o aditamento sem chamar São Paulo. Estamos pedindo a nulidade do procedimento porque não concordamos com as 48 horas. A nossa tese é que o clube pode jogar todos os dias da semana, desde que o atleta tenha o intervalo [entre partidas] observado e respeitado para ele poder se recuperar e não correr riscos de lesão”, explica o presidente do Sapesp, Rinaldo Martorelli, à Agência Brasil.

Já o presidente da Fenapaf, Felipe Augusto Leite, garante que os jogadores dos clubes paulistas “e de todo o Brasil, que disputam a Série A” foram consultados previamente. “Todos, sem exceção, através dos respectivos capitães. A Fenapaf é a entidade nacional sindical e fala por todos os atletas do Brasil, o sindicato [paulista] querendo ou não”, afirma à Agência Brasil.

As duas entidades sindicais são rachadas. No ofício enviado à CBF na terça-feira (11), em que pede mudanças no protocolo sanitário do Brasileirão, por exemplo, o Sapesp diz que “não compõe a base da Federação Nacional de Atletas Profissionais de Futebol”.

Com restrições
O acordo aditado prevê que a redução do intervalo mínimo de 48 horas entre os jogos se aplique em somente quatro partidas por equipe, que não podem ser consecutivas, respeitando um período de, pelo menos, 15 dias entre elas. A princípio, a medida é válida somente para a Série A.

“Foi criada uma comissão de acompanhamento com membros da Fenapaf, da CBF e um médico eleito pelas duas instituições, respeitando o direito individual de o atleta não disputar uma partida em intervalo reduzido, se ele entender que não é pertinente, sem que incorra em justa causa. As medidas foram tomadas, prioritariamente, ouvindo os atletas, que entendiam ser possível mais uma cota de sacrifício, que não acarretaria em danos e perigo à saúde. Isso é fundamental que fique esclarecido”, explica Leite.

Segundo o presidente da Fenapaf, a ideia é reorganizar o calendário até 2021 e garantir as férias coletivas ao final do próximo ano e um período para descanso aos atletas no fim deste. “Inclusive, já foi mudado no calendário, a 28ª rodada foi adiada para os dias 6 e 7 de janeiro, não será mais no dia 3 [de janeiro]”, afirma.

A previsão era que o Brasileirão começassem em maio e terminasse em dezembro, mas a pandemia do novo coronavírus postergou o pontapé inicial da competição para agosto. A CBF determinou que a Série A de 2020 será concluída em 24 de fevereiro do próximo ano.

Ministério da Educação fala em 'otimização de recursos' - Foto: Divulgação/UFF

Educação

A Universidade Federal Fluminense (UFF) alerta que o Projeto de Lei Orçamentária (PLOA), do Governo Federal, para o ano de 2021, pode comprometer o funcionamento dela e de outras instituições. Apenas para a UFF, está previsto um corte de 18,31% em seu orçamento, uma redução de R$ 32,2 milhões.

De acordo com a instituição, o corte é aplicado de forma vertical a todas as rubricas de despesa discricionária, impactando as verbas de custeio, assistência estudantil e capital da UFF. A redução tingirá todas as universidades e institutos federais em proporções semelhantes, totalizando R$ 1,4 bilhão de reais.

Levantamento prévio realizado pela Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan) prevê um impacto de R$ 31,2 milhões de reais no orçamento de custeio, que é destinado à manutenção da Universidade, em gastos com luz, água, internet, empresas terceirizadas, entre outros; e cerca de R$ 971 mil reais na rubrica de capital, alocada em obras de construção de prédios e compra de equipamentos e material permanente. Com o reajuste proposto, o recurso para assistência estudantil sofrerá um decréscimo de R$ 32,8 milhões para R$ 26,8 milhões em 2021.

Ainda de acordo com a UFF, a proposta orçamentária representa mais uma ameaça de inviabilização do funcionamento das universidades federais. A restrição se soma a um histórico de declínio dos repasses financeiros à educação superior pública no Brasil, como o congelamento do orçamento sem cobertura para consolidar o processo de expansão e bloqueio de 30% mantido durante quase todo o exercício de 2019.

A UFF também afirma que, no PLOA de 2021, que será apreciado pelo Congresso Nacional, foram reajustados para baixo os orçamentos de capacitação para técnicos e docentes, internacionalização, compra de materiais de consumo, passagens, diárias, serviços terceirizados, obras, educação básica, assistência estudantil e fomento às ações de ensino, pesquisa e extensão. Na avalisação da instituição, prejudicaria todas as atividades da universidade.

MEC prega "otimização de recursos"

O Ministério da Educação (MEC) afirma que a pandemia do novo coronavírus causou uma crise econômica, resultando, consequentemente, em uma redução de orçamento para 2021. De acordo com o órgão, a Administração Pública precisará fazer um esforço adicional na otimização dos recursos públicos e na priorização das despesas.

Por meio de nota, o MEC informou que O Ministério da Educação informa que, conforme Referencial Monetário recebido pelo Ministério da Economia, a redução de orçamento para suas despesas discricionárias foi de 18,2% frente à Lei Orçamentária Anual 2020 sem emendas. Esse percentual representa aproximadamente R$ 4,2 bilhões de redução.

A redução para as universidades federais será a mesma aplicada para o MEC nas suas fontes do tesouro, ou seja, 18,2%. Isso representa aproximadamente R$ 1 bilhão. Ressalta-se que as fontes próprias das universidades dependem do potencial arrecadador e da estimativa apresentada por cada universidade em separado. Dessa forma, não houve corte para as receitas próprias por parte do MEC.

Objetivando minimizar o impacto da redução do orçamento para 2021, além da liberação de 100% dos recursos alocados diretamente nas universidades federais na LOA de 2020, o MEC liberou recursos adicionais para as universidades voltados à projetos de redução de despesas como, por exemplo, painéis fotovoltaicos, vigilância eletrônica, conclusão de obras para redução de aluguéis, ações de inovação, combate à pandemia da covid-19, conectividade à internet, entre outras, que totalizaram aproximadamente R$ 450 milhões.

O mágico Alexandre Herbert é uma das atrações do circo - Foto: Divulgação

Entretenimento

A magia do circo toma conta de São Gonçalo de hoje a domingo. Mágicas, shows e muitas atrações nacionais e internacionais estão na programação do Montreal Circus. Em formato drive-in, adultos e crianças assistirão ao espetáculo com segurança dentro do carro. 
 
O circo está instalado na Estrada do Pacheco, no Pacheco dentro do pátio da igreja Católica Nossa Senhora da Conceição. Os shows Baby Shark, As Bonequinhas Lol, a Bela e a Fera, além do Mundo encantado da Disney Mickey e Minnie estão na programação.  
 
Os ingressos custam R$ 50 (Setor BOX PLATEIA) e R$ 70 (Setor BOX VIP), com direito a 4 pessoas por veículo. Horários: hoje e amanhã, às 20h30; sábado e domingo, às 18h30 e às 20h30. Informações pelo WhatsApp (24) 98189-6800.

Meteorologia

Rio de Janeiro Brazil Sunny, 27 °C
Current Conditions
Sunrise: 6:19 am   |   Sunset: 5:36 pm
59%     11.0 km/h     1007.000 bar
Forecast
Qui Low: 21 °C High: 25 °C
Sex Low: 21 °C High: 25 °C
Sáb Low: 21 °C High: 25 °C
Dom Low: 22 °C High: 25 °C
Seg Low: 21 °C High: 23 °C
Ter Low: 21 °C High: 23 °C
Qua Low: 21 °C High: 23 °C
Qui Low: 19 °C High: 21 °C
Sex Low: 17 °C High: 19 °C
Sáb Low: 17 °C High: 19 °C
Niteroi Brazil Sunny, 28 °C
Current Conditions
Sunrise: 6:18 am   |   Sunset: 5:36 pm
51%     9.0 km/h     1006.000 bar
Forecast
Qui Low: 20 °C High: 30 °C
Sex Low: 21 °C High: 29 °C
Sáb Low: 20 °C High: 29 °C
Dom Low: 21 °C High: 28 °C
Seg Low: 20 °C High: 25 °C
Ter Low: 21 °C High: 25 °C
Qua Low: 21 °C High: 26 °C
Qui Low: 19 °C High: 22 °C
Sex Low: 16 °C High: 18 °C
Sáb Low: 16 °C High: 18 °C
Sao Goncalo Brazil Sunny, 30 °C
Current Conditions
Sunrise: 6:18 am   |   Sunset: 5:36 pm
41%     10.0 km/h     1010.000 bar
Forecast
Qui Low: 19 °C High: 32 °C
Sex Low: 18 °C High: 31 °C
Sáb Low: 18 °C High: 32 °C
Dom Low: 19 °C High: 31 °C
Seg Low: 19 °C High: 27 °C
Ter Low: 21 °C High: 27 °C
Qua Low: 22 °C High: 30 °C
Qui Low: 19 °C High: 22 °C
Sex Low: 16 °C High: 18 °C
Sáb Low: 15 °C High: 20 °C
, 0 °C
Current Conditions
Sunrise: am   |   Sunset: pm
%     0.0 km/h     0.000 bar
Forecast
Publicidade