25
Dom, Out

Bolsonaro causa aglomeração e volta a exibir a cloroquina

Presidente mostrou a caixa de cloroquina para apoiadores - Foto: Reprodução de TV / RBS

Nacional
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O presidente Jair Bolsonaro causou aglomeração nesta sexta-feira (30), ao cumprir agenda em Bagé, no Rio Grande do Sul. Cumprimentando apoiadores com apertos de mão ao descer do avião, Bolsonaro ainda aproveitou para mostrar uma caixa de cloroquina, defendendo o uso do medicamento no tratamento da covid-19, mesmo sem comprovação científica que aprove e recomende o uso.

Em Bagé, o presidente participou do lançamento de um condomínio residencial para famílias de baixa renda. Durante o evento, Bolsonaro entregou as chaves dos primeiros apartamentos. Ele ainda pegou no colo o filho de uma das beneficiárias do programa habitacional.

Contrariando a orientação das autoridades de saúde, Bolsonaro manteve contato com diversas pessoas, apertou as mãos dos presentes na solenidade, abraçou moradores e pegou presentes.

"Já estou imunizado, se alguém quiser apertar minha mão", disse o presidente.

Após a cerimônia de lançamento, Jair Bolsonaro retirou a máscara do rosto, montou num cavalo e segurou a bandeira do Rio Grande do Sul.

Agenda 

Na quinta-feira, Bolsonaro voltou a participar de eventos públicos, após se curar da covid-19. Ele esteve no Piauí e na Bahia.

No Piauí, o presidente tirou a máscara ao descer do avião e montou num cavalo, em meio à uma aglomeração. Ele também apertou a mão de apoiadores. Bolsonaro também retirou a máscara em vários momentos durante sua agenda na Bahia.

Durante uma transmissão ao vivo em suas redes sociais na quinta-feira, o presidente relatou ter sentido fraqueza e disse que estava com uma infecção, a qual chamou de "mofo no pulmão".