02
Ter, Jun

Principais Notícias

Grupo extorquia moradores e comerciantes na região da Freguesia - Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

Rio de Janeiro

A 1ª Vara Criminal Especializada do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decretou hoje (2), a pedido do Ministério Público estadual, a prisão preventiva de 23 acusados de integrar uma milícia que age em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro. 

O grupo é acusado de extorquir moradores e comerciantes na região da Freguesia, principalmente no Morro do Tirol. Além de extorsão, a milícia também instala e cobra pontos de internet e televisão clandestinos, explora ilegalmente a atividade imobiliária na região, com invasão de terrenos e construções irregulares, e comercializa botijões de gás, cobrando um preço muito acima das revendas de gás. Os moradores são obrigados a comprar os botijões de gás somente dos milicianos.

A ação foi originada a partir de um inquérito policial que investiga o homicídio de Sergio Luiz de Oliveira Barbosa, vulgo Serginho, em março do ano passado. Um dos denunciados é Fabiano Vieira da Rocha, conhecido como Fabi, apontado como o líder da milícia. Ele assumiu a liderança do grupo depois da prisão de Orlando Oliveira de Araújo, o Orlando Curicica, que chegou a ser preso acusado de envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.. 

“Há fortes e robustos elementos probatórios acerca dos fatos imputados, consistente no delito de promover, constituir ou integrar organização criminosa, majorado pelo emprego de arma de fogo, que teria como palco principal de suas atividades o Morro do Tirol, bairro da Freguesia”, destaca a decisão. A Justiça mantém em segredo o nome do juiz que decretou a preventiva do grupo por medida de segurança.

A exploração de transporte alternativo, como vans e kombis, é exercida não só para lucrar com o serviço, mas também para subornar agentes públicos e monitorar operações policiais no local, segundo as investigações.  

Um dos denunciados é Anderson Soares de Avelar, vulgo Peixe, que por ser habilitado a dirigir veículos de transporte de passageiros, informava sobre a presença de forças policiais aos outros integrantes do grupo enquanto fazia as rondas e trajetos. 

Denúncia

De acordo com a denúncia, a estrutura da organização criminosa é composta de um núcleo geral, um local e um de auxiliares. Além de Fabi, o comando geral era exercido  por Anderson Gonçalves de Oliveira, conhecido como Andinho, e Almir Rogério Gomes da Silva. 

Interceptações telefônicas, acesso a dados armazenados em celulares de suspeitos e depoimentos de testemunhas colhidos durante a investigação evidenciam o uso da violência e coação como formas controle e exploração da população local.  

A decisão da Justiça ressalta a organização e a estrutura da milícia, sendo necessária a prisão preventiva como forma de impedir que os denunciados interfiram nas investigações. 

Operação

A Delegacia de Homicídios da capital informou que os agentes saíram de madrugada para cumprir 24 mandados de prisão e 35 mandados de busca e apreensão. Durante a ação 15 pessoas foram presas.

Com base em investigações e ações de inteligência, a unidade policial  identificou o grupo criminoso e conseguiu na Justiça os mandados de prisão. Entre os presos estão quatro policiais militares que integram a organização criminosa.

Posicionamento da PM

Em nota, a  Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que, desde a manhã desta terça-feira (2), a Corregedoria da corporação está atuando em apoio à Polícia Civil e ao Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro.

Até o momento, três policiais militares foram presos. Um está sendo procurado. As diligências ainda estão em andamento.

A nota diz ainda que “a Polícia Militar reafirma que não compactua com quaisquer desvios de conduta que venham a ser cometidos por parte de seus integrantes, apurando com rigor e senso de justiça os fatos denunciados”.

PL autoriza a redução para 3% na base de cálculo do ICMS em operações para a extração e produção de petróleo e gás - Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

Rio de Janeiro

As comissões de Tributação, de Orçamento e de Economia da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) analisaram, nesta terça-feira (2), as 42 emendas apresentadas ao projeto de lei nº 1771/19, que autoriza a redução para 3% na base de cálculo do ICMS em operações para a extração e produção de petróleo e gás natural no estado. O presidente da comissão de tributação e um dos autores do projeto de lei, deputado Luiz Paulo (PSDB), informou que vai compilar as sugestões apresentadas na reunião em um texto substitutivo que será enviado ao presidente da Casa, deputado André Ceciliano (PT), também autor do projeto, até esta quarta-feira (3), quando a proposta está na pauta de votações do plenário.

O desconto é referente à aquisição no mercado interno ou à importação de bem ou mercadoria do exterior por empresas detentoras de cessão onerosa, de contrato em regime de partilha e de concessão ou autorização para exercer atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural no Brasil. A medida também vale para empresas terceirizadas contratadas pelas empresas listadas acima, além de importadoras. De acordo com o texto, o Poder Executivo ainda regulamentará a medida.

Luiz Paulo explicou que o projeto foi apresentado pela primeira vez aos deputados no terceiro trimestre de 2019, quando ainda não existia o convênio 220/19 do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) - que definiu novas normas sobre a isenção e redução de base de cálculo do ICMS em operação para exploração e produção de petróleo, alterando, inclusive o Convênio 3/18, que também tratava sobre o tema dentro do Regime Aduaneiro Especial de Exportação e de Importação de Bens Destinados às Atividades de produção de petróleo e gás (Repetro). "Por isso, apresentamos muitas emendas ao texto, precisamos adequar o projeto a nova realidade. Fui o que mais apresentou emendas, a maioria delas com característica de aperfeiçoamento, tendo em vista o que já aconteceu do último trimestre do ano passado até hoje”, justificou o parlamentar.

Luiz Paulo ainda reiterou que o projeto avança em três vertentes. "Com ele, mudamos a tributação no destino, esse é um avanço que não tinha no convênio 3. Também tiramos das empresas nacionais a alíquota zero e, agora, elas passariam a pagar 3%. Além disso, não existirá em hipótese alguma o creditamento. Esses são os três avanços significativos que propomos com esse texto"” explicou o parlamentar. O tucano ainda lembra que 80% das empresas que exploram o pré-sal no território fluminense estão fora do Rio de Janeiro e só 20% da cadeira produtiva se instala no estado, que, por outro lado, produz mais de 75% do petróleo nacional.

Propostas do Executivo

Entre as sugestões que serão incluídas no substitutivo, estão as propostas da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz). O analista tributário da Sefaz, Rogério Dias, explicou que foram apresentadas emendas por parte do Executivo a fim de sistematizar a matéria. "Entendemos que no art. 1, quando se fala da redução na base de cálculo é preciso especificar qual é o objeto dessa matéria e, em seguida, no art. 2, definir quais são os incentivos dados descritivamente, para que seja preservado o papel da Alerj e a lei não sofra mudanças no futuro" pontuou Dias. O atual secretário de Estado de Fazenda, Guilherme Mercês, também compareceu a reunião e destacou que, caso o texto seja sancionado, o Rio de Janeiro será pioneiro no país. "Essa norma protege os interesses do Rio, que detém 80% da produção do pré-sal no país", ressaltou.

A pedido da Sefaz, Luiz Paulo, antecipou que vai propor também uma subemenda deixando claro que o recolhimento de ICMS no destino não poderá ser abatido do pagamento da participação especial. "Esse ponto é muito importante pois a Fazenda tem sofrido dificuldade de chegar nos valores exatos para conseguir monitorar as ações e vamos precisar ter um acompanhamento muito grande disso", justificou o auditor fiscal da Fazenda, Carlos Eduardo Fortunato.

Investir no Rio

O presidente da Casa, deputado André Ceciliano (PT), também autor do texto, frisou que o estado do Rio precisa ter um percentual de ICMS diferenciado. "80% do pré-sal está no Rio, 12% em São Paulo e 8%, no Espírito Santo. Não é justo que o nosso lucro não seja proporcional a nossa exploração. Temos que levar em consideração ainda que é muito melhor produzir no pré-sal, haja vista que as grandes empresas do mundo estão no pré-sal, do que produzir na Arábia Saudita, que é o único lugar que tem um custo menor do que no Brasil, mas tem o risco do transporte", concluiu o parlamentar.

Também participaram da reunião os deputados Chico Machado (PSD), Renan Ferreirinha (PSB), Waldeck Carneiro (PT), Márcio Pacheco (PSC), Gustavo Tutuca (MDB), Dionísio Lins (PP), Welberth Rezende (PPS), Zeidan (PT), Martha Rocha (PDT) e Márcio Canella (MDB).

 

Informação foi dada pela presidente da Fiocruz, Nísia Trindade - Foto: Divulgação

Rio de Janeiro

A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, anunciou que até setembro deste ano serão produzidos e entregues 11 milhões de testes para detecção do coronavírus. A declaração foi feita durante o debate on-line realizado pelas Comissões de Ciência e Tecnologia e de Educação da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), presididas pelos deputados Waldeck Carneiro (PT) e Flávio Serafini (Psol) respectivamente. O encontro com o tema “120 anos da Fiocruz e a luta contra a pandemia”, realizado nesta terça-feira (02/06), faz parte do ciclo de debates “Ciência e Soberania Nacional”.

“Temos um trabalho dedicado aos testes diagnósticos moleculares (PCR) para detecção do vírus no início dos sintomas na Bio-Manguinhos, que também produz vacinas em parceria com o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP)”, explicou Nísia. Ela disse ainda que foi criado um centro hospitalar dedicado à covid-19, com 195 leitos. “Essa unidade depois será importante para atendimento de outras pesquisas sobre doenças infecciosas”, disse Nísia.

Quanto à vacina para combater a covid-19, ela destacou que o assunto ainda é um grande desafio. “Temos um grupo de pesquisa dedicado de Minas Gerais e estamos ainda discutindo o tema com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde para construir matrizes sobre qual caminho o Brasil deve seguir no prazo mais curto possível. A Bio-Manguinhos tem um papel fundamental para a elaboração dessa vacina”’, ressaltou a presidente da Fiocruz.

Medidas de flexibilização

Sobre a retomada gradual das atividades econômicas na cidade do Rio de Janeiro, após um plano elaborado pela prefeitura do Rio, Nísia disse que o risco de contaminação ainda existe até por causa da “subida da curva” do vírus. “A população ainda não tem imunidade para a doença. Vejo esse afrouxamento como uma preocupação se não houver medidas de vigilância ativas”, alertou.

O deputado Flávio Serafini (Psol), que está à frente da Comissão de Educação da Casa, afirmou que a medida mostra uma negação ao conhecimento científico por parte da sociedade podendo agravar ainda mais a crise da pandemia. “O isolamento social ainda é o principal instrumento para a contenção da doença. E isso vem de análises científicas. Estamos vivenciando uma crise na saúde e também civilizatória permeada por movimentos anticientíficos”, frisou o parlamentar.

Mediador do debate, o deputado Waldeck Carneiro também foi enfático sobre a preocupação em torno da normalização gradativa das atividades econômicas na cidade do Rio. “Ficar em casa é o que temos de mais importante para enfrentar essa pandemia. Sair às ruas sem uma vacina ou remédio contra esse vírus pode agravar ainda mais a crise na saúde que estamos vivendo”’, concluiu.

 

Sistema vai funcionar todos os dias, das 8h às 17h, no Skate Parque Carlos Alberto Parizzi e na saída do Túnel Charitas-Cafubá - Foto: Divulgação/Prefeitura de Niterói

Niterói

A partir de quarta-feira (3), Niterói vai ampliar a oferta de testagem rápida para covid-19 em dois pontos da cidade, no modelo de drive thru. O sistema, no qual não é necessário sair do carro para realizar o exame, vai funcionar todos os dias, das 8h às 17h, em dois locais: Skate Parque Carlos Alberto Parizzi, na orla do bairro de São Francisco, Zona Sul, e na Avenida Dr. Raul de Oliveira Rodrigues, saída do Túnel Charitas-Cafubá, no Cafubá, na Região Oceânica.

Esta ação é resultado de uma parceria da Prefeitura com o Instituto D´Or de Pesquisa e Ensino, e será possível ser realizada por meio do aplicativo Dados do Bem (www.dadosdobem.com.br), desenvolvido pelo Instituto com a Zoox Smart Data. O uso desta tecnologia foi cedido à Prefeitura de Niterói através de um convênio sem custos aos cofres públicos. O local de testagem só poderá ser acessado por meio de carro. É necessário levar o celular com o voucher (um QR code) e a carteira de identidade. O resultado é enviado ao usuário pelo aplicativo.

A população será orientada pelo aplicativo caso seja necessário se encaminhar aos locais para fazer o teste rápido. Após responder a um questionário de autoatendimento na plataforma digital, o usuário receberá uma mensagem que informa se ele tem indicação para realizar a testagem naquele momento. Se confirmada, é enviado um convite para agendamento, com data e hora marcados. Casos identificados como graves serão orientados a buscar um atendimento imediato em unidade de emergência.

Na próxima semana, será efetuada a recarga para quem foi atendido pelo Busca Ativa - Foto: Douglas Macedo/Prefeitura de Niterói

Niterói

O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão de Niterói, Axel Grael, divulgou o novo calendário de recarga dos cartões pré-pagos para os programas Busca Ativa e Renda Básica Temporária, desenvolvidos pelo Município por conta da pandemia do coronavírus.

Na próxima terça-feira (9), será efetuada a recarga para quem foi atendido pelo Busca Ativa, como os trabalhadores em economia solidárias, artesãos, catadores de recicláveis e os vendedores ambulantes. No dia 10, começa o depósito do crédito para as famílias beneficiadas pelo Renda Básica Temporária que são inscritas no CadÚnico, com o atendimento para aqueles que tem a letra inicial do nome de A até F. No dia 11, serão atendidos os que tem iniciais de G até M, e no dia 12, das letras N até Z.

Para as famílias de alunos matriculados na rede municipal de ensino e que não estão inscritas no CadÚnico, a recarga será feita a partir do dia 15 para quem tem a letra inicial do nome de A até J. No dia 16, será a vez daqueles com as iniciais de K até Z.

Axel Grael lembrou, ainda, que o cadastramento dos motoristas de aplicativos que moram em Niterói foi concluído e que cerca de 600 profissionais serão beneficiados com o auxílio emergencial de R$ 500 por mês, durante três meses.

“Outra medida importante adotada pelo Município para atender as famílias que mais precisam neste momento foi o arrendamento de um hotel no Centro da cidade para que pessoas em situação de rua pudessem cumprir o isolamento social em segurança. Até sexta-feira, será disponibilizado mais um hotel para atender a novas demandas dessa população”, disse o secretário.

Novos equipamentos irão possibilitar expansão de leitos - Foto: Reprodução de vídeo

Niterói

Niterói passa a contar com o reforço de 80 novos respiradores, que chegaram de Pequim, na China, na última sexta (29), para atender pacientes da covid-19.

 

De acordo com a Prefeitura, os respiradores irão reforçar o atendimento no Hospital Oceânico, unidade referência no tratamento do novo coronavírus. Os equipamentos chegaram de avião, no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, e foram levados de caminhão ao hospital. Os respiradores deverão entrar em operação já nos próximos dias, o que proporcionará uma expansão nos leitos para tratamento da covid-19.

De acordo com o prefeito Rodrigo Neves esses novos equipamentos vão garantir o pleno cumprimento do Plano de expansão da retaguarda Hospitalar. Segundo o chefe do executivo, uma operação de guerra foi estruturada para evitar sobressaltos nessa conquista para Niterói. Em uma postagem em sua conta oficial no Facebook, o prefeito deu detalhes da chegada dos novos aparelhos e como eles irão acrescentar no combate a pandemia do coronavírus.

"Desde o início da epidemia da COVID-19, quando Niterói foi a primeira cidade a registrar óbito em 19/03, ampliamos com planejamento e técnica, em mais de 400% a quantidade de leitos para infectados pelo novo coronavírus na rede pública municipal. Poucas cidades fizeram isso no Brasil. Com seriedade e com base na ciência estruturamos e implantamos nosso Plano de combate à pandemia em Niterói. Esses respiradores e mais 1.300 profissionais de saúde garantem que vamos seguir salvando centenas de vidas! É Niterói unida vencendo a batalha pela vida contra o coronavírus!" disse a publicação"

 

Hospital Oceânico

Inaugurado no dia 10 de abril em prazo recorde, o Hospital Oceânico, localizado em Piratininga, Região Oceânica de Niterói, foi o primeiro hospital público preparado exclusivamente para o tratamento do coronavírus do país. A unidade começou a operar, segundo informações divulgadas pela prefeitura, com 40 leitos de UTI, de um total de 140 anunciados pelo prefeito Rodrigo Neves por ocasião do arrendamento da unidade. Agora o local já teve o número de leitos aumentado para atender uma maior demanda de pacientes com a doença.

O hospital não atende emergência e é destinado exclusivamente para pacientes em estado grave e transferidos de outras unidades como Carlos Tortelly, Mário Monteiro, Policlínica do Largo da Batalha e Policlínica da Engenhoca.

(Colaborou Matheus Falcão)

Objetivo é prevenir os adolescentes - Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

São Gonçalo

Indicada para prevenir adolescentes de 11 a 12 anos da doença meningocócica, a nova vacina ACWY foi incluída no calendário de rotina de vacinação dos adolescentes e substitui a vacina Meningocócica C. Os danos causados pela doença podem ser permanentes, incluindo a perda de membros, perda auditiva ou paralisia.

O objetivo é prevenir os adolescentes, independente de terem recebido qualquer dose da vacina meningocócica C, além de proteger de outras tipologias da doença. Será dada uma dose e a meta inicial é imunizar cerca de 80% da população adolescente do município de São Gonçalo. Nos outros anos, a procura pela imunização foi baixa e não atingiu a metade da meta estipulada.

Segundo o coordenador do Programa de Imunizações, Rafael Vidal Marques, a vacina é importante pois a doença meningocócica está migrando para os adolescentes.

“Desde 2017, a vacina Meningocócica C está sendo dada para imunizar adolescentes. Neste momento, está sendo alterada para a Meningocócica ACWY, pois é quadrivalente e protege de quatro sorogrupos. No Brasil, os casos de doença desenvolvidas pelo sorogrupo W vem crescendo em adolescentes e por isso, se faz indispensável a imunização.”

A doença meningocócica pode surgir em diversas formas, as manifestações mais comuns são meningite ou septicemia. Mas também podem desenvolver-se como artrite séptica, pericardite e pneumonia.

O serviço já está sendo prestado em todas as 71 salas de vacinação e atende de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

SALAS DE VACINAÇÃO:

Polo Sanitário Washington Luiz Lopes – Zé Garoto; USF Getúlio Vargas – Brasilândia; USF Juvenil Francisco Ribeiro – Engenho Pequeno; USF Armando Leão Ferreira – Morro do Castro; USF Madre Tereza de Calcutá – Estrela do Norte; UBS Haroldo Pereira Nunes – Porto Novo; USF Bocayuva Cunha – Gradim; UBS Robert Koch – Porto da Madama; USF Wally Figueira da Silva – Rocha; USF Barbosa Lima Sobrinho – Porto da Pedra; USF Bento da Cruz – Porto Novo; USF Ana Nery – Gradim; Clínica Municipal Gonçalense do Barro Vermelho; USF Luiz Carlos Prestes – Santa Catarina;

Polo Sanitário Paulo Marcos Rangel – Porto do Rosa; USF Alberto Farah – Mutuapira; USF Mahatma Gandhi – Jardim Califórnia; USF Alexander Fleming – Boaçu; USF Carlos Chagas – Fazenda dos Mineiros; USF Neuza Goulart Brizola – Palmeiras; USF Davi Capistrano Filho – Recanto das Acácias; USF Itaúna; USF Porto do Rosa; USF Albert Sabin – Itaoca; USF Jair Abrantes – Boa Vista; USF Mutuá; USF Mutuaguaçu; USF Leoncio Correa – Fazenda dos Mineiros;

Polo Sanitário Hélio Cruz – Alcântara; USF Irmã Dulce – Trindade; USF Tancredo Neves – Luiz Caçador; USF Bandeirantes; USF Oswaldo Cruz – Amendoeira; USF Adolfo Lutz – Pacheco; Clínica Municipal Gonçalense – Mutondo; USF Josyandra Mesquita – Colubandê; PAM Coelho;

Polo Sanitário Rio do Ouro; UBS Santa Izabel; UBS Doutel de Andrade – Maria Paula; UBS Hiparco Ferreira – Engenho do Roçado; USF Manoel de Abreu – Eliane; USF Badger Silveira – Tribobó; Clínica Dr Zerbini – Arsenal; USF Luiza de Marilac – Novo México; USF Marechal Cândido Rondon – Colubandê; USF Emílio Ribas – Barracão; USF Almerinda; USF José Avelino – Tribobó; USF Vila Candoza; USF Flávio Henrique Brito – Jóquei; USF José Jorge Cortes Freitas – Itaitindiba; USF Marileia Cardoso – Jóquei;

Polo Sanitário Jorge Teixeira de Lima – Jardim Catarina; UBS João Goulart – Jardim Catarina; USF Jardim Catarina; USF Roberto Silveira – Bom Retiro; USF Santa Luzia; USF Largo da Ideia; Clínica da Família Marambaia; USF Floriano Barbosa – Jardim Catarina; USF Juarez Antunes – Laranjal; USF Luiz Paulo Guimarães – Laranjal; USF Aníbal Porto – Monjolos; USF Ary Teixeira – Bom Retiro; USF Louis Pasteur – Guaxindiba; USF Geremias Mattos Fontes – Bom Retiro; USF Elza Maria Borges – Santa Luzia; USF Agenor José da Silva – Jardim Catarina; PAM Neves.

Carregamento está sendo transportado em três etapas - Foto: Divulgação / Prefeitura de São Gonçalo

São Gonçalo

A Prefeitura de São Gonçalo recebeu nesta terça-feira (2), da cidade de Yuncheng, na China, doação de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para atuar no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

O prefeito José Luiz Nanci recebeu o carregamento pessoalmente no almoxarifado do governo municipal. "Estamos extremamente gratos. A pandemia nos trouxe essa solidariedade internacional. Agradeço em nome de toda a população gonçalense pela ajuda humanitária a nós encaminhada pela cidade-irmã de Yuncheng. Todos os EPIs irão ser incorporados ao arsenal direcionado ao combate à covid-19", anuncia o chefe do executivo.

Os utensílios de segurança serão destinados aos profissionais da área de saúde que atuam diretamente com pacientes com a covid-19. O carregamento está sendo transportado em três etapas, totalizando 38 caixas com o carregamento repleto de máscaras, luvas e roupas de proteção. A entrega foi realizada pelo coordenador do Programa de Intercâmbio da Câmara de Comércio e Indústria Brasil- China de Macau, Edgard Reinoso.

"Toda operação de logística para que esta carga chegasse a São Gonçalo foi bastante extensa mas tivemos êxito. A ajuda humanitária vem consolidar esta parceria que poderá se estender pós-pandemia, visando a recuperação econômica de São Gonçalo, com a chegada de indústrias chinesas na cidade", ressalta.

A ação, batizada carinhosamente de "Quentinhas do Coração", viralizou nas redes sociais e nos corredores do hospital de SG - Foto: Divulgação

São Gonçalo

A alimentação dos pacientes internados no Pronto Socorro de São Gonçalo, no bairro do Zé Garoto, chega agora com mensagens motivacionais e com desenhos de muitas carinhas felizes e corações. O carinho vem do núcleo de nutrição e faz parte do processo de humanização que a InSaúde, Instituto que administra o hospital, vem implantando na unidade. 

A ação, batizada carinhosamente de "Quentinhas do Coração",  viralizou nas redes sociais e nos corredores do hospital, colocando uma pitada de motivação no dia a dia de quem está em tratamento. "Tenha Fé! Juntos venceremos esta fase" e "Estamos cuidando de você! Tudo vai dar certo" foram algumas das mensagem enviadas aos pacientes na hora do almoço desta terça-feira. 

"Muito legais estas mensagens. Ontem fizemos fotos e colocamos no grupo de WhatsApp da família. Todo mundo gostou", disse a neta da paciente Waldeline Soares Almeida, Brenda Almeida, que fará cirurgia ortopédica nesta quinta-feira.   

Nutricionistas e pessoal de apoio, logo após arrumarem as quentinhas seguindo as orientações médicas para cada paciente, sentam e começam a escrever as mensagem nas marmitas e palavras de carinho nos potinhos de sobremesa. Hoje, a salada de frutas seguiu para os leitos com as palavras Fé, Amor, Luz, Ore, Saúde, Deus, Sorria, Força entre muitas outra.

"Isso nos dá uma sensação maior de segurança, confiança, carinho. Eles alimentam o nosso corpo e principalmente a nossa alma. Um gesto muito abençoado", garantiu o paciente Paulo César. 

Única unidade de urgência e emergência de São Gonçalo, o pronto socorro de São Gonçalo atende diariamente cerca de 600 pacientes nas especialidades de clinica médica, ortopedia, cirurgia geral, dentista e trauma. De acordo com o diretor da InSaúde, Diego Pereira, as mensagens motivacionais garantem um carinho maior ao paciente, refletem um olhar diferenciado e motiva uma recuperação mais rápida. "Um paciente não é só um paciente. Ele é o grande amor na vida de alguém. Temos que cuidar com carinho". 

Comunicação - Visando um controle ainda maior de entrada e saída de pacientes e acompanhantes no Pronto Socorro de São Gonçalo, a direção da unidade adquiriu rádios transmissores para todos os coordenadores de setores espalhados pelos três andares do hospital. A ideia principal é resguardar ainda mais a integridade física do paciente e dos funcionários e neste momento de pandemia do coronavírus evitar aglomeração no interior do pronto socorro. 

Atendimento ao Usuário - Há uma semana os pacientes que procuram atendimento no Pronto Socorro de São Gonçalo contam com um novo serviço: o setor de atendimento ao usuário. Funcionando paralelo ao hall de espera e junto aos consultórios médicos, o projeto tem como objetivo prestar qualidade e humanização no atendimento para solucionar as demandas internas e atender possíveis queixas, sugestões e elogios dos pacientes.     

Cerca de 97% da população já foi vacinada - Foto: Vinícius Manhães / Prefeitura de Maricá

Maricá

A Secretaria de Saúde de Maricá prorrogou até o dia 30/06, seguindo o calendário estadual, a campanha de vacinação contra o vírus Influenza H1N1. Até esta segunda-feira (1º) já foram vacinadas 45.200 pessoas, o que representa 97% do total da população do município. Para se imunizar é necessário procurar um dos 24 postos de saúde disponíveis em todo o município das 8h às 17h.

Desde seu início, no último dia 23/03, já foram 39.208 doses aplicadas nos que são classificados como grupos de risco: idosos, profissionais de saúde, adolescentes, povos indígenas, caminhoneiros, profissionais de transporte coletivo e público, crianças até 6 anos de idade, puérperas, deficientes, gestantes, adultos – de 55 a 59 anos - e professores de escolas públicas e privadas.

“Mesmo num contexto tão desfavorável às ações de saúde, lançamos mão de estratégias, como a vacinação domiciliar de idosos e a vacinação 'in loco' dos motoristas de ônibus, profissionais de segurança, da Defesa Civil, e da saúde, além dos acamados. Isso nos dá a segurança e o conforto de que a nossa população não adoecerá de outras formas graves de gripe, como a H1N1, deixando, assim, os leitos livres, necessários para o enfrentamento da Covid-19”, disse a subsecretária da Rede de Atenção e Saúde Coletiva da Secretaria de Saúde, Solange Oliveira.

Segundo dados da Secretaria de Saúde foram vacinadas 70% das crianças, 97% das gestantes, 115% trabalhadores de saúde, 122% das puérperas, 243% indígenas, 120% dos idosos e 73% dos adultos. Este último é representado pelos 7.801 dos vacinados. Os grupos que ultrapassam os 100% de cobertura se deve pelo fato de uma desatualização do sistema de informação do Ministério da Saúde, para onde os dados são encaminhados. No caso dos idosos, por exemplo, esse número é acrescido em razão de não serem cadastrados na rede municipal de saúde, por estarem temporariamente em Maricá com seus filhos, devido à pandemia da Covid-19, mesmo assim são vacinados.

 

Cerca de 200 profissionais serão treinados - Foto: Divulgação

Maricá

Muito se fala sobre respiradores, mas tão importante quanto esses equipamentos de ventilação mecânica é a equipe treinada para utilizá-los corretamente no paciente. Ainda em março, no início da pandemia no Brasil, a Prefeitura de Maricá iniciou a capacitação dos profissionais envolvidos no enfrentamento da doença. Agora a Secretaria de Saúde está treinando cerca de 200 profissionais da pasta no curso “Manuseio Emergencial de Vias Aéreas – Covid-19”, teórico e prático, por simulação realística, ministrado e desenvolvido por equipes do Centro de Treinamento Berkeley – um dos mais reconhecidos do Brasil –, com emissão de certificado.

A primeira etapa do treinamento é destinada para profissionais de nível superior: enfermeiros, fisioterapeutas e médicos. Participam cerca de 100 profissionais do Hospital Municipal Conde Modesto Leal, 100 do Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara, 20 da UPA de Inoã e 10 do Posto de Saúde Santa Rita. A capacitação acontece de 25 a 31 de maio, nas instalações do Hospital Che Guevara. Serão 12 horas/aula para cada turma e os profissionais terão a missão de multiplicarem seu aprendizado com as demais equipes de trabalho de suas unidades de atuação.

Segundo Fernando Lamblet, médico anestesiologista e professor de manejo de via aéreas em pacientes com Covid-19, as turmas foram divididas em seis estações de simulação para evitar aglomerações. O treinamento é fornecido com a utilização de um simulador, um boneco que reage às ações que são feitas, o que torna a percepção dos participantes ainda mais precisa. No caso de uma entubação incorreta, por exemplo, o boneco pode ter o dente "quebrado".

“O curso proporciona um treinamento eficaz para o profissional saber como lidar na prática, já que o comprometimento das vias aéreas é o fator que mais rapidamente causa a morte no paciente, portanto é primordial uma abordagem segura das vias aéreas para um bom prognóstico”, comenta Fernando.

Na próxima semana serão capacitados 91 profissionais de enfermagem (enfermeiros e técnicos de enfermagem), com foco no gerenciamento e na classificação de risco, e prestação de assistência direta aos pacientes internados com a Covid-19. “Eles trazem a teoria com um enfoque completamente prático e é exatamente isso que a gente enfrenta na ponta do combate. Necessitamos dessa habilidade prática para lidar com essa nova doença”, comenta Juliana Nogueira, diretora médica da UPA de Inoã e do PS Santa Rita.

“Estamos priorizando os profissionais da linha de frente ao atendimento aos enfermos com Covid-19. Chefias de equipes vão levar o conhecimento, ser multiplicadores de saberes para as suas equipes de plantão em cada unidade de saúde”, destaca a subsecretária de Saúde Solange Oliveira.

De acordo com o enfermeiro coordenador do Núcleo Educacional Permanente em Saúde (NEPS) de Maricá, Rafael Dias, PhD em Saúde Pública, ao final do treinamento as instituições envolvidas poderão constituir os Times de Resposta Rápida, ou seja, grupo de profissionais atuantes em cada plantão responsável pela obtenção da via área dos pacientes em insuficiência respiratória e manutenção da ventilação mecânica dos mesmos.

No site da Escola Municipal de Administração (EMAR - www.emarmarica.com.br), foram disponibilizados pelo NEPS três cursos online para acesso de todos os profissionais de saúde de Maricá com foco na doença, manejo e atendimento do paciente com Covid-19, incluindo cuidados específicos com o corpo após a morte. Todos os cursos seguem as recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde (OMS). Para acessar basta o profissional se cadastrar no site. Os cursos são certificados pelo NEPS-Maricá.

Em seu primeiro dia de inscrição, o PAE recebeu o cadastro de 30 empresas - Foto: Clarildo Menezes/Divulgação

Maricá

Em seu primeiro dia de inscrição, o Programa de Amparo ao Emprego (PAE) recebeu o cadastro de 30 empresas. Para efetuar a inscrição, que vai até a próxima sexta-feira (5), é necessário acessar o portal do SIM, realizar o preenchimento do formulário com as informações cadastrais da empresa como CNPJ, razão social, data de abertura, informar e-mail, telefone para contato, endereço, entre outros requisitos. Em caso de dúvidas, basta entra em contato pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo telefone (21) 97047-1790 (WhatsApp).

O PAE consiste na concessão de benefícios no valor de um salário mínimo, R$ 1.045,00, por funcionário registrado na forma da legislação trabalhista em vigor, durante três meses, pagos mensalmente em decorrência da situação de emergência provocada pelas medidas restritivas para conter a disseminação da Covid-19.

Somente terão a concessão dos benefícios os empregados dos Microempreendedores Individuais (MEIs), microempresas e empresas de pequeno porte localizadas no município, aquelas com até 49 funcionários, como é o caso de uma escola de idiomas localizada no centro da cidade.

De acordo com seu proprietário, Jorge Luiz Braga, para manter funcionando parte dos serviços administrativos, já que a unidade está fechada, foi necessário reduzir os salários dos seus 48 funcionários e adotar o sistema de rodízio. Para Braga, que reuniu a documentação e se inscreveu no PAE, essa iniciativa da Prefeitura veio em bom momento, uma vez que o faturamento da unidade sofreu uma queda brusca provocada pela pandemia do novo coronavírus.

“Tenho visto que a Prefeitura está tendo uma preocupação com Maricá. Está criando caminhos para, mesmo aqueles que estão fechados, acharem uma solução. Acreditar em um município que tem uma gestão pública que está permitindo negociar, cria uma maior tranquilidade”, avaliou ele, que também preside a Associação Comercial da cidade.

Além do PAE, Jorge Luiz Braga também está separando a documentação para se inscrever no Fomenta Maricá. Trata-se de outra medida do pacote econômico da Prefeitura de enfrentamento à pandemia. Nesta iniciativa serão oferecidas duas linhas de crédito: a primeira de microcrédito a juro zero, de R$ 300 até R$ 21 mil, e a segunda de R$ 21.001 até R$ 40 mil, com juros de 3% ao ano e tarifas subsidiadas.

“Quando se fala da Bolsa Mumbuca (Renda Básica de Cidadania), do Fomenta Maricá, do Programa de Amparo ao Trabalhador (PAT) e do PAE, é dinheiro entrando na cidade. E se fossemos de outro município que não tivesse acontecido alguma ajuda? Como estaria esse pessoal? A gestão pública está tendo um trato muito especial em lidar com isso. Graças a Deus somos maricaenses”, afirmou.

Meteorologia

Rio de Janeiro Brazil Fair (day), 22 °C
Current Conditions
Sunrise: 6:27 am   |   Sunset: 5:15 pm
79%     13.0 km/h     1011.000 bar
Forecast
Ter Low: 20 °C High: 23 °C
Qua Low: 20 °C High: 22 °C
Qui Low: 21 °C High: 22 °C
Sex Low: 21 °C High: 23 °C
Sáb Low: 20 °C High: 24 °C
Dom Low: 21 °C High: 23 °C
Seg Low: 21 °C High: 22 °C
Ter Low: 21 °C High: 22 °C
Qua Low: 20 °C High: 25 °C
Qui Low: 22 °C High: 31 °C
Niteroi Brazil Fair (day), 22 °C
Current Conditions
Sunrise: 6:26 am   |   Sunset: 5:14 pm
80%     11.0 km/h     1009.000 bar
Forecast
Ter Low: 18 °C High: 25 °C
Qua Low: 18 °C High: 23 °C
Qui Low: 20 °C High: 23 °C
Sex Low: 20 °C High: 25 °C
Sáb Low: 19 °C High: 26 °C
Dom Low: 20 °C High: 26 °C
Seg Low: 21 °C High: 22 °C
Ter Low: 20 °C High: 23 °C
Qua Low: 20 °C High: 28 °C
Qui Low: 21 °C High: 30 °C
Sao Goncalo Brazil Fair (day), 22 °C
Current Conditions
Sunrise: 6:26 am   |   Sunset: 5:14 pm
74%     8.0 km/h     1014.000 bar
Forecast
Ter Low: 16 °C High: 27 °C
Qua Low: 17 °C High: 25 °C
Qui Low: 19 °C High: 25 °C
Sex Low: 19 °C High: 26 °C
Sáb Low: 18 °C High: 28 °C
Dom Low: 18 °C High: 28 °C
Seg Low: 20 °C High: 25 °C
Ter Low: 19 °C High: 25 °C
Qua Low: 18 °C High: 30 °C
Qui Low: 21 °C High: 31 °C
, 0 °C
Current Conditions
Sunrise: am   |   Sunset: pm
%     0.0 km/h     0.000 bar
Forecast
Publicidade