SG bate recorde de vacinação

O município começa a vacinar hoje idosos a partir de 63 anos em onze pontos, quatro deles com drive-thru, das 8h às 17h - Foto: Lucas Alvarenga / Prefeitura de São Gonçalo

Cidades
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

A Secretaria de Saúde de São Gonçalo registrou, nesta quarta-feira (14), 6.767 pessoas vacinadas com a primeira dose da vacina contra o coronavírus, um recorde de vacinação na cidade em um único dia. Destas, 6.744 foram de idosos a partir de 64 anos e outras 65 foram aplicadas em trabalhadores da saúde. Outras 1.135 doses imunizaram idosos e trabalhadores da saúde com a segunda dose da vacina. Nesta quinta-feira (15), o município começa a vacinar idosos a partir de 63 anos em onze pontos de vacinação, quatro deles com drive-thru, das 8h às 17h.

Além dos idosos, a cidade vacina dois grupos diferentes de trabalhadores de saúde. Vale lembrar que os gonçalenses não precisam ir aos pontos de vacinação nas primeiras horas da manhã, já que há vacina suficiente disponível para os munícipes e a procura é menor no período da tarde.

Como os municípios vizinhos estão com os estoques de vacina zerados ou perto do fim, São Gonçalo está priorizando os moradores da cidade na vacinação. É imprescindível que os gonçalenses levem o comprovante de residência para se vacinarem com a primeira dose. Nesta quarta-feira (14), a secretaria já registrou procura excessiva pelos postos de vacinação contra covid-19 em São Gonçalo por moradores de Niterói, que suspendeu a vacinação por falta do imunizante.

A Prefeitura de São Gonçalo lembra que o número de doses enviadas pelo Ministério da Saúde, através da Secretaria de Estado de Saúde, é reservado aos munícipes e que houve indicação para vacinar exclusivamente os gonçalenses. Moradores de outras cidades estão sendo orientados a retornar aos municípios de origem e aguardar a chegada de novas doses para procurar o atendimento onde residem.

Os trabalhadores da saúde da linha de frente dos hospitais de São Gonçalo que ainda não se vacinaram por serem recém-contratados e os que trabalham em hospitais da cidade que não são da linha de frente e têm mais de 50 anos podem se vacinar com a primeira dose. Os trabalhadores dos serviços de saúde públicos e privados da linha de frente são aqueles que estão envolvidos diretamente na atenção/referência para os casos suspeitos e confirmados de covid-19 - tanto da urgência e emergência quanto da atenção básica. Neste grupo estão todos os trabalhadores envolvidos na unidade de saúde (faxineiros, atendentes, recepcionistas, maqueiros, médicos, enfermeiros, copeiras, cozinheiras, técnicos…).

Para se vacinarem, eles devem comprovar o vínculo empregatício em unidade de saúde do município que seja da linha de frente. Ou se trabalham em outra cidade, devem apresentar o vínculo de trabalho em unidade que seja linha de frente e o comprovante de residência. Estão na lista dos profissionais de saúde com mais de 50 anos que trabalham em hospitais da cidade ou que moram em São Gonçalo e atuam em hospitais de outros municípios e que podem se vacinar com a primeira dose: técnico em radiologia, enfermeiro, técnico e auxiliar de enfermagem, médico, fisioterapeuta, nutricionista, odontólogo, fonoaudiólogo, psicólogo, biólogo, farmacêutico, assistente social, biomédico e auxiliar e técnico de saúde bucal.

A secretaria também imuniza com a segunda dose da vacina CoronaVac, idosos e funcionários da saúde que têm mais de 21 dias de vacinados. Para a segunda dose, todos devem estar munidos com o comprovante da primeira dose da vacina CoronaVac aplicada pela Secretaria Municipal de São Gonçalo. Aqueles que não levarem o comprovante ou apresentarem comprovante de outra cidade, não serão imunizados. Os que foram vacinados com o imunizante Oxford/Astrazeneca devem aguardar o intervalo da vacina, que é de 12 semanas, e ainda não está disponível.

Idosos acamados com mais de 63 anos que são atendidos pela Estratégia Saúde da Família (ESF) estão sendo vacinados em casa. Parentes e responsáveis de acamados ou com mobilidade reduzida, com mais de 63 anos, que não são atendidos pelo programa, podem procurar unidades de saúde mais próximas de suas residências para cadastrar o idoso para receber a vacina em casa ou podem fazer o cadastro através do email [email protected] Os acamados serão vacinados dependendo da disponibilidade das equipes.

Desde o início da campanha de vacinação contra o covid-19, o município de São Gonçalo vem cumprindo o que determina o Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, tanto na utilização e reserva das vacinas quanto ao atendimento aos grupos prioritários. A população pode acompanhar o site www.saogonçalo.rj.gov.br e as redes sociais da Prefeitura, que informam sobre a vacinação e quem tem prioridade.

Balanço - Desde o início da campanha, a cidade vacinou com a primeira dose 118.800 pessoas, sendo 23.283 trabalhadores da saúde, 91.162 idosos com mais de 64 anos, 1.648 funcionários e pessoas em Instituições de Longa Permanência (Ilpis), 105 pessoas de residências terapêuticas, dois indígenas e 2.600 acamados. Até as 16h desta quarta-feira (14), 35.281 pessoas tinham sido imunizadas com a segunda dose.

Calendário - Quinta-feira (15): idosos a partir de 63 anos; sexta-feira (16): idosos a partir de 62 anos e sábado (17): idosos a partir de 61 anos.

Documentos solicitados: identidade, CPF ou cartão do SUS, comprovante de residência e carteira de
vacinação.