28
Qua, Out

Rede estadual não possui mais vagas no Rio e em Niterói para tratamento da covid-19

Apenas em volta Redonda Há vagas disponíveis. Hospital de campanha no Leblon será inaugurado neste sábado, abrindo 200 novos leitos - Marcelo Casal/Agência Brasil

Rio de Janeiro
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A rede estadual de saúde do Rio de Janeiro está sem vagas para tratamento da covid-19, em Niterói, na Capital e em Vassouras, segundo informações da Secretaria de Saúde. A lotação total, nos leitos de enfermaria e UTI, foi alcançada na manhã desta sexta-feira (24).

Dessa forma, as únicas vagas disponíveis em unidades estaduais de referência passaram a ser no Hospital Zilda Arns, em Volta Redonda, no Sul do Estado. Este que possui 51% de ocupação nas unidades de terapia intensiva (UTIs) e 56% nas enfermarias.

No total, a rede estadual registra ocupação de 80% nas UTIs e 66% em leitos de enfermaria. A fila de espera para internação nas unidades intensivas tem 356 pessoas, sendo 220 com suspeita de covid-19.

Há duas semanas, as taxas eram de 41% e 63%, respectivamente. Ao todo, 2.037 pacientes estão internados na rede estadual. A Secretaria de Saúde informa que, até o momento, 521 novos leitos exclusivos para tratamento de pacientes suspeitos ou confirmados da Covid foram abertos em todo o estado do Rio de Janeiro.

Desse total, 256 são UTIs e 265 enfermarias. Além dessas unidades destinadas, há ainda 137 leitos para o tratamento da Covid em áreas isoladas de outras unidades estaduais.

A inauguração dos hospitais de campanha, prevista para os próximos dias, deve desafogar as demais unidades. Em São Gonçalo, um dos hospitais está sendo erguido no Clube Mauá e contará com 200 leitos, sendo 40 de UTI.

De acordo com a Secretaria, neste sábado (25), o primeiro hospital de campanha do estado será inaugurado, no Leblon, com 200 leitos, sendo 100 de UTI. A unidade é custeada pela iniciativa privada. Outros 400 leitos, no Maracanã, tem previsão de abertura nos primeiros dias de maio.

A Secretaria informa que entregou, nesta quarta-feira (22), 37 novos respiradores às unidades estaduais. O órgão reforça que aguarda a entrega de novos kits com respiradores e monitores pelo Governo Federal para a abertura de leitos no estado e apoio aos municípios na abertura de leitos próprios.

Além da unidade no Leblon, de acordo com o cronograma, a secretaria vai disponibilizar outros 1,8 mil leitos em 8 hospitais de campanha e um modular, que serão inaugurados de forma gradativa no mês de maio em várias regiões do estado, de acordo com a evolução da pandemia.

As unidades de referência para a covid-19 no Estado do Rio são: no Rio de Janeiro: Instituto do Cérebro, Hospital Anchieta, Hospital Universitário Pedro Ernesto e Instituto de Infectologia São Sebastião. Em Niterói: Instituto Estadual do Tórax Ary Parreiras. Em Volta Redonda: Hospital Regional Zilda Arns. E em Vassouras: Hospital Universitário de Vassouras.

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.