21
Seg, Set

Crivella diz que pode bloquear ruas e calçadões para reforçar o isolamento

Lojistas não estão respeitando o decreto que estabelece a quarentena na cidade - Foto: Divulgação/ Seop

Rio de Janeiro
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, disse nesta quarta-feira (6) que pode adotar, a qualquer momento, o bloqueio parcial de calçadões e ruas da Zona Oeste do Rio. Segundo o prefeito, mesmo sendo "uma medida antipática e radical", agirá nesse sentido, caso comerciantes e a população continuem não atendendo os apelos de afastamento social.

A declaração de Crivella surgiu após a constatação de grande movimentação de pedestres e lojas abertas em vários pontos da cidade, como no calçadão de Campo Grande. De acordo com o prefeito, essas lojas abertas não fazem parte dos serviços considerados essenciais. Agentes da Guarda Municipal vêm realizando, diariamente, uma fiscalização para coibir quem está desrespeitando o decreto. No entanto, após a saída da equipe, os comerciantes voltam a abrir os estabelecimentos. O desrespeito ao isolamento, segundo Crivella, vem preocupando a comunidade científica, à medida que eleva os riscos de disseminação do novo coronavírus.

"Temos um grande problema hoje nos calçadões de Campo Grande, de Bangu e de Santa Cruz. A Guarda Municipal fecha o estabelecimento, vai embora e, meia hora depois, abrem tudo. Isso não pode. O que vamos fazer é deixar uma guarnição da Guarda lá. Se não obedecerem, vamos fazer o shutdown (fechamento)", alertou o prefeito, apelando para que a população respeite as regras da quarentena:

"A prefeitura gostaria de contar com a consciência de todos. Gostaria de fazer, mais uma vez, um apelo aos nossos companheiros do calçadão de Bangu, de Campo Grande, da região comercial de Santa Cruz, para só permanecer aberto quem é de atividades essenciais, dentro das regras que foram estabelecidas", pediu Crivella.

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.