05
Qua, Ago

'Jamais me desviei do caminho da lei', diz Witzel sobre delação de ex-secretário

Governador nega envolvimento no caso de corrupação na Saúde - Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

Rio de Janeiro
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, se pronunciou, na tarde desta terça-feira (14), sobre a possível delação de Edmar Santos, ex-secretário de Saúde do estado, sobre as irregularidades nos contratos da pasta durante a pandemia. Em suas redes sociais, Witzel nega envolvimento no esquema. 

"Com relação às informações divulgadas pela imprensa sobre um possível acordo de delação do ex-secretário Edmar Santos com a PGR, reafirmo, com serenidade e firmeza, o meu compromisso com a população do RJ de governar com ética e transparência", publicou o  governador. 

Wilson Witzel ainda disse que não pode ser acusado sem provas. 

"Minha trajetória de vida fala por mim. Jamais me desviei do caminho da lei e, desde janeiro de 2019, do objetivo de reerguer o nosso Estado. Nem eu e nem ninguém pode ser acusado de qualquer irregularidade sem prova", completou. 

Edmar Santos, que foi preso na última semana, firmou um acordo de delação com a Procuradoria Geral da República (PGR) sobre os casos de corrupação na Saúde. O ex-secretário prometeu entregar provas do envolvimento de Wilson Witzel no esquema. O acordo, no entanto, ainda não foi homologado.

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.