28
Seg, Set

São ao todo sete imóveis. O leilão está aberto a pessoas físicas e jurídicas - Foto: Akemi Nitahara/Agência Brasil

O primeiro leilão de imóveis públicos no estado do Rio de Janeiro será realizado em outubro, após a aprovação da Lei 14.011, publicada em 10 de junho deste ano, que agiliza a venda desses imóveis em todo o país. Outras unidades da Federação, como o Distrito Federal e São Paulo, já tiveram processos licitatórios.

No Rio de Janeiro, são ao todo sete imóveis, sendo dois apartamentos na capital; três terrenos em Volta Redonda, e o antigo Hotel da Moeda, em Paulo de Frontin, ambos municípios do sul fluminense, além um terreno em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

O edital estipulou como preço mínimo para o conjunto de imóveis o valor de R$ 20 milhões. O superintendente da Secretaria do Patrimônio da União (SPU) no estado, Paulo da Silva Medeiros, disse que, “como é um processo licitatório, uma concorrência pública, os valores podem ficar acima disso. Porque o valor do edital é o piso”.

O leilão está aberto a pessoas físicas e jurídicas. Detalhes e fotos dos imóveis em processo de alienação podem ser vistos no site https://imoveis.economia.gov.br/ .

Características

Na capital, está sendo ofertado o apartamento 201, Casa 4, situado na Rua Conde de Itaguaí, 61, Tijuca, zona norte da cidade, que foi utilizado anteriormente por servidor público sob regime de aluguel, com desconto em folha, o que não está mais em vigor. O valor previsto alcança R$ 454 mil. A data do leilão é 21de outubro, às 14h.

Ainda na capital, será leiloado o apartamento 101, localizado na Avenida General San Martin, 841, no Leblon, zona sul, entregue em 1998 para a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e, em 2017, revertido para a SPU. O imóvel tem valor inicial de R$ 4,887 milhões. A venda está marcada para 21 de outubro, às 14h.

No município de Duque de Caxias, será ofertado no dia 13 de outubro, às 14h, terreno próximo ao entroncamento do Canal Santo Antônio com a Rodovia BR-040, sem número. A área foi objeto de cessão gratuita para a Agencia Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) em 2015, e revertida para a SPU em 2018. O lance mínimo é de R$ 4,2 milhões.

Em Volta Redonda, no sul do estado, serão alienados três terrenos: o lote 1, situado na Rua 535, s/n, adquirido pela União em 1987 por compra feita à Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e revertido à SPU em 2020, com valor mínimo de R$ 4,070 milhões; Área 1-A s/n, situada entre as ruas 570 e 539, no bairro Nossa Senhora das Graças, também adquirido da CSN pela União em 1987 e revertido à SPU em 2020, com valor no edital de R$ 2,527 milhões; e a Área 1-B s/n, situada entre as ruas 570 e 539, no mesmo bairro, também comprado da CSN pelo governo federal na mesma data e entregue, em 2012, para o Tribunal Regional Federal da 2ª Região. O terreno se acha em processo de reversão para a União. O valor inicial atinge R$ 2,527 milhões. Os leilões dos três terrenos estão programados para o dia 13 de outubro, às 14h.

No dia 21 de outubro, também às 14h, será licitado o Retiro Paraíso, em Paulo de Frontin, antigo Hotel da Moeda, localizado na Rodovia Luciano Medeiros, 2.250, que já foi referência de turismo na cidade. O imóvel foi construído em 1943 e tem área edificada de 3,5 mil metros quadrados e área total de 335 mil metros quadrados. Em 1946, se tornou Colônia de Férias da Aeronáutica, passando a ser Colônia de Férias da SPU, em 1966. O valor mínimo estipulado, da ordem de R$ 1,25 milhão, pode ser considerado atrativo para investidores.

Edifício A Noite

Símbolo da cidade do Rio de Janeiro, considerado o primeiro arranha-céu da América Latina, o Edifício A Noite, situado na Praça Mauá, região portuária da capital, sede da Rádio Nacional durante muitos anos, está no momento em fase de análise na consultoria jurídica do Ministério da Economia, em Brasília. “Trabalhamos com o horizonte de o edital ser lançado ainda este ano”, informou o superintendente da SPU no estado. O objetivo é que o leilão ocorra também em 2020. O preço mínimo estimado pelo mercado para o Edifício A Noite oscila entre R$ 90 milhões e R$ 100 milhões. O valor exato, porém, será estabelecido somente quando sair o edital.

Paulo da Silva Medeiros disse que a secretaria está trabalhando pela regularização cartorial de uma série de imóveis no estado do Rio, para que possam ser licitados. “Nós, regionais, trabalhamos na ponta da linha identificando, do portfólio de imóveis da União, aqueles que reúnem condições de serem alienados”. Uma vez identificadas essas condições e reunida toda a documentação cartorial, um comitê, dirigido pelo próprio secretário da SPU, faz a análise, passa pela consultoria jurídica e, por fim, os imóveis aptos são colocados em edital para venda. “Temos uma boa perspectiva para o ano que vem”, assegurou o superintendente.

Embora seja a terceira unidade da Federação em termos de tamanho, depois de Alagoas e Sergipe, o estado do Rio apresenta boa perspectiva de leilão de imóveis públicos, afirmou Medeiros. “O universo do patrimônio da União aqui no Rio é muito grande”. O superintendente lembrou que o fato de ter sido capital do Império e, posteriormente, da República, fez com que a União tivesse um acervo considerável de imóveis no estado.

Arrecadação

O Ministério da Economia espera vender 465 imóveis em todo o Brasil até dezembro deste ano, com perspectiva de arrecadação em torno de R$ 6 bilhões. A estratégia do governo é leiloar imóveis sem uso para a administração pública e que estão em situação de abandono, economizando também em custos de gestão de patrimônio e estimulando desenvolvimento urbano.

Nova data ainda não foi definida - Foto: Prefeitura do Rio

Não haverá desfile em fevereiro de 2021 por causa da pandemia da Covid-19. O adiamento é uma decisão da sessão da plenária realizada pela Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa), na noite desta quinta (24). A nova data ainda não está definida.

Jorge Castanheira, presidente da liga, afirmou ao final da reunião que não havia possibilidade manter o calendário tradicional do desfile de carnaval, e ainda, que esse adiamanto também só pode se dar até determinado período do próximo ano, uma vez que, atrasar demais em 2021 também poderia prejudicar o desfile do ano seguinte. 

"Não é um cancelamento. Estamos aguardando para saber se teremos uma vacina. Não temos segurança ainda para definir uma data. Como ainda não se sabe se haverá uma vacina até o carnaval, não haverá tempo hábil para as agremiações se prepararem", declarou.

A Liesa continuará acompanhando a situação da pandemia e fará novas reuniões para decidir se será possível realizar os desfiles em uma nova data em 2021 ou se o evento terá mesmo que ser cancelado.

 

O texto seguirá para o governador em exercício, Cláudio Castro, que tem até 15 dias úteis para sancioná-lo ou vetá-lo - Foto: EBC

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro aprovou, em discussão única, nesta quinta-feira (24/09), o projeto de lei 2.168/20, que regulamenta a vacinação na modalidade “drive thru” em território fluminense. O texto seguirá para o governador em exercício, Cláudio Castro, que tem até 15 dias úteis para sancioná-lo ou vetá-lo.

O programa de vacinação consiste em usar pátios de postos do Departamento de Trânsito do Estado do Rio (Detran) ou de grandes estacionamentos e grandes áreas públicas, através de parcerias, para atender vacinação exclusiva de idosos, pessoas com deficiência ou com dificuldade de locomoção, bebês de até 1 ano, gestantes e mulheres até 45 dias após o parto, profissionais das forças de Segurança e salvamento (policiais militares, policiais civis, bombeiros) e trabalhadores da Saúde e Assistência Social. Todas as pessoas contempladas na medidas devem ser devidamente identificadas. Os beneficiados poderão tomar, de dentro dos veículos estacionados, vacinas aplicadas por profissionais capacitados. O projeto será gerido pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Para serem postas em prática, as medidas precisarão da regulamentação o governo. A medida é dos deputados Marcos Muller (SDD), Léo Vieira (PSC), Renato Cozzolino (PP), Bruno Dauaire (PSC) e André Ceciliano (PT).

Também foi entregue Unidade Operacional, na Rodovia Presidente Dutra, para combater roubos de cargas, de veículos e dentro dos ônibus - Foto: Rafael Campos

O governador em exercício, Cláudio Castro, participou nesta quinta-feira (24/9), ao lado do presidente Jair Bolsonaro, da inauguração da nova infraestrutura da Superintendência da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no bairro de Vigário Geral, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Além de inaugurar novas instalações, como o Núcleo de Operações Especiais, a Unidade de Operações com Cães e o centro de treinamento, o Governo Federal entregou mais de 100 fuzis e dezenas de viaturas blindadas para a instituição.

Assumindo o compromisso de ajudar no desenvolvimento do Rio, Bolsonaro também anunciou a entrega da Unidade Operacional (UOP) Rio de Janeiro, na Rodovia Presidente Dutra, no bairro da Pavuna, ponto estratégico para diminuir roubos de cargas, de veículos e dentro dos ônibus.

Em sua fala, Cláudio Castro destacou a importância no investimento na Segurança Pública, pois desta forma é possível gerar resultados positivos em todos os setores do estado.

– Agradeço essa decisão do Governo Federal de investir na área de segurança. Aprimorando a infraestrutura, o trabalho da PRF será sentido por cada um que mora no estado do Rio, por aqueles que passam pelas nossas estradas, e vai gerar impactos positivos também no comércio e na indústria. Agradeço também a PRF pela parceria que tem tido com a PM, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Secretaria de Administração Penitenciária, pois é assim que vamos construir um estado melhor para todos – disse.

O superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Rio, Silvinei Vasques, destacou a redução do índice de mortes nas rodovias e o empenho das equipes na atuação contra o crime organizado.

– Desde janeiro deste ano, o índice de mortes nas rodovias federais do estado caiu e este ano foi registrado o menor número de mortes no carnaval, da última década. Desde janeiro de 2019, prendemos mais de cinco mil criminosos no estado, recuperamos mais de 1.200 veículos roubados e apreendemos 34 toneladas de maconha no território fluminense – afirmou.

Também participaram do evento o Diretor Geral da PRF, Eduardo Aggio; o Secretário Nacional de Segurança Pública, Carlos Renato Machado Paim; o Secretário de Estado da Polícia Militar, coronel Rogério Figueiredo, além de parlamentares.

Os cerca de 70 mil pais que não buscaram o benefício deverão comparecer à Coordenadoria Regional de Educação da área em que o aluno estuda - Foto: Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Educação, informa aos cerca de 70 mil pais e responsáveis de alunos da Rede Municipal de Ensino que não buscaram os cartões KIT MERENDA dos estudantes - relativos ao mês de agosto – que eles estão sendo aguardados para receber o benefício. Estes pais e responsáveis foram convocados pela SME, o calendário de entrega do cartão alimentação foi amplamente divulgado a todos, mas não compareceram nos dias e horários marcados para pegarem o KIT MERENDA.

Ao longo de agosto e na primeira quinzena de setembro, os cartões KIT MERENDA estavam sendo entregues nas escolas municipais. Agora, os cerca de 70 mil pais que não buscaram o benefício deverão comparecer à Coordenadoria Regional de Educação da área em que o aluno estuda para receber o benefício. As entregas serão feitas de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h.

CABE DESTACAR que a Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Educação, já distribuiu mais de 1 milhão de KITS MERENDA entre cestas básicas e cartões desde o início da pandemia para as famílias de alunos da Rede Municipal de Ensino. Ou seja, até o momento, durante a pandemia, a SME já entregou mais de 2,5 milhões de quilos de alimentos neste processo. Esse é o maior programa nacional de entrega de KITS MERENDA para alunos de uma rede municipal de ensino do país.

LISTA DAS CRES COM OS ENDEREÇOS

1 CRE - Rua Edgard Gordilho 63 - Praça Mauá
2 CRE - Pça. General Álcio Souto s/nº - Lagoa
3 CRE - Rua 24 de Maio 931 Fundos- Engenho Novo
4 CRE - Rua Professor Luis Rondelli 150 - Olaria
5 CRE - Rua Marupiara - Rocha Miranda
6 CRE - Rua dos Abacates s/nº - Deodoro
7 CRE - Av. Ayrton Senna 2001 - Barra da Tijuca
8 CRE - Rua Biarritz 31 - Bangu
9 CRE - Rua Amaral Costa 140 - Campo Grande
10 CRE- Av. Padre Guilherme Decaminada 71 - Santa Cruz
11 CRE- Estrada dos Maracajás 1294 - Ilha do Governador

Histórico de entrega do KIT MERENDA

A Secretaria Municipal de Educação iniciou nova etapa de entrega de KITS MERENDA no dia 17/8, em parceria com a Defensoria Pública. E Todos os 641 mil alunos da Rede Municipal de Ensino estão sendo atendidos e seguirão recebendo os cartões KIT MERENDA.

Inclusive, além da distribuição dos KITS MERENDA, para ampliar o atendimento às famílias dos alunos da Rede Municipal de ensino, a SME já distribuiu também 244 mil litros de leite para alunos de creche – este é um atendimento complementar que deve ser somado ao KIT MERENDA que já é entregue aos responsáveis.

O cartão do KIT MERENDA está carregado com créditos referentes aos 22 dias letivos de um mês.

Lembrando que o valor é para a compra de GÊNEROS A SEREM DESTINADOS À ALIMENTAÇÃO DOS ALUNOS, CONFORME DETERMINA A LEGISLAÇÃO. O valor É compatível para a compra de alimentos que atendem às porções que uma criança dentro da faixa etária escolar consome nas refeições oferecidas na unidade, que são desjejum e almoço. É uma alimentação complementar.

Número de óbitos ultrapassa os 18 mil - Foto: Reprodução de vídeo

O estado do Rio de Janeiro registra, até esta quinta-feira (24), 3.100 novos casos, totalizando 257.985 casos confirmados e 126 mortes, chegando a 18.037 óbitos em decorrência do coronavírus (covid-19). Há ainda 469 óbitos em investigação e 364 foram descartados. Entre os casos confirmados, 234.581 pacientes se recuperaram da doença.

O municípios com maior incidência de casos são:

Rio de Janeiro - 99.882

Niterói - 12.890

São Gonçalo - 12.004

Duque de Caxias - 9.418

Belford Roxo - 9.246

Macaé - 8.171

Volta Redonda - 6.568

Nova Iguaçu - 6.393

Campos dos Goytacazes - 5.651

Teresópolis - 5.631



Já as cidades que registram maior número de mortes em decorrência da doença estão distribuídas da seguinte maneira:

Rio de Janeiro - 10.730

Duque de Caxias - 700

São Gonçalo - 695

Nova Iguaçu - 578

São João de Meriti - 427

Niterói - 415

Campos dos Goytacazes - 367

Belford Roxo - 288

Magé - 220

Itaboraí  - 219

 

Protocolo prevê liberação de 30% da capacidade total dos estádios - Foto:

O governador em exercício do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, publicou, na última quarta-feira (23) no Diário Oficial, um decreto que autoriza a presença de torcida em estádios de futebol. De acordo com o texto, somente municípios das regiões de saúde que estejam na bandeira amarela ou verde poderão receber torcedores.

O decreto 47.290 exige a apresentação de um protocolo para cada estádio de futebol, validado pelas entidades desportivas e sanitárias locais. O protocolo deverá ser apresentado em até 72 horas antes da data da realização da partida, e precisa seguir as diretrizes do Plano de Retorno dos Torcedores aos Estádios de Futebol da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Os protocolos apresentados deverão respeitar a lotação máxima de 30% da capacidade total dos estádios, com distanciamento de, no mínimo, dois metros entre as pessoas, exceto grupos familiares. Além disso, será obrigatório o uso de máscara facial, a realização de aferição de temperatura e triagem de sintomáticos respiratórios no momento do acesso ao estádio, o fornecimento de álcool em gel 70% (ou preparações antissépticas ou sanitizantes de efeito similar) a toda a torcida presente, e a contratação de equipe para higienização dos corrimãos, assentos e locais de circulação do estádio.

Em relação ao comércio, lojas, restaurantes, lanchonetes e bares serão abertos com o restrito cumprimento das orientações sanitárias locais. O protocolo também exige a realização de Campanha de Conscientização sobre a prevenção, diagnóstico e tratamento precoce da Covid-19, com divulgação de informativos do Ministério da Saúde, Secretaria Estadual e Municipais de Saúde junto à torcida.

Quem descumprir o decreto poderá sofrer advertência, multa de 5 mil UFIR-JR na primeira reincidência, e a proibição de realização de novas partidas de futebol no local por 15 dias corridos, em caso de segunda reincidência.

Ação desarticulou quadrilha que furtava os itens de bronze para revender - Foto: Divulgação

Policiais da 6ª DP (Cidade Nova) realizaram, na madrugada desta quinta-feira (24), uma operação para prender integrantes de uma quadrilha que roubava estátuas e outros materiais, especialmente em bronze, em praças do Rio de Janeiro. Dois homens foram presos durante a ação.

De acordo com os agentes, eles chegaram no momento em que quatro homens tentavam realizar mais um furto,na Praça Onze. Ao perceberem a presença dos policiais, houve troca de tiros e dois deles conseguiram fugir, em direção ao Morro da Providência, no centro do Rio. Eles usavam uma kombi para transportar o material furtado.

Com os criminosos foram encontrados uma cabeça de Rosária Trotta, mãe de Frederico Trotta, militar e político brasileiro; estátua de uma criança em homenagem a Álvaro Dias, professor da Igreja Presbiteriana; e uma placa em bronze. Além disso, um item histórico e secular também foi apreendido: um canhão usado na Guerra do Paraguai, o maior conflito internacional armado ocorrido na América do Sul, de dezembro de 1864 a março de 1870, que é Patrimônio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Sessão realizada nesta quinta (24) - Foto: Fernando Frazão / EBC / Divulgação

Por unanimidade, o Colegiado do TRE-RJ confirmou, na sessão plenária desta quinta-feira (24), a inelegibilidade por oito anos do prefeito do Rio, Marcelo Crivella (Republicanos), a contar das eleições de 2018. Ele foi condenado por abuso de poder político  e conduta vedada a agente público. Crivella também vai pagar a multa no patamar máximo de R$ 106,410 mil. A decisão prevê a imediata comunicação ao Juízo Eleitoral responsável pelo registro das candidaturas à eleição deste ano, independentemente de recurso.

Em 13 de setembro de 2018, o prefeito Marcello Crivella comandou uma reunião eleitoral com funcionários da Comlurb na quadra da Escola de Samba Estácio de Sá, para beneficiar as candidaturas do filho, Marcelo Hodge Crivella, e de Alessandro Costa, a deputado estadual, cargo para o qual nenhum deles foi eleito. Os dois também foram condenados por abuso de poder político e conduta vedada e ficam inelegíveis por oito anos, além de pagar a multa de R$ 106,410 mil, cada.

 A Corte do TRE-RJ entendeu haver provas de que dezenas de funcionários da Comlurb haviam sido transportados para o evento eleitoreiro na quadra da Escola de Samba Estácio de Sá em veículos oficiais e que pelo menos os motoristas estavam em horário de expediente. O uso de carro oficial para levar trabalhadores da Comlurb à reunião chegou a gerar punição interna de advertência a oito gerentes, por decisão da diretoria de Compliance da empresa.

De acordo com o relator do processo, desembargador Cláudio Luís dell’Orto, os profissionais “foram levados por engodo”, a participarem do comício eleitoral, acreditando tratar-se de reunião de trabalho. A participação dos funcionários da Comlurb havia sido estimulada por gerentes e superintendentes da companhia, que enviaram convites aos subordinados, sugerindo que os assuntos tratados no evento seriam de interesse profissional da categoria. "Funcionários foram induzidos ao erro e atraídos para um ato de campanha. No convite, foi omitido propositadamente que se tratava de um evento eleitoral", afirmou o relator do processo, desembargador Cláudio Luís dell’Orto. 

A  Ação de Investigação Judicial Eleitoral foi ajuizada pelo Partido Socialismo e Liberdade (Psol) e pela coligação Psol/PCB. A decisão da Corte Eleitoral determina que a condenação seja comunicada aos Juízos eleitorais onde os políticos estão inscritos como eleitores, bem como ao Juízo responsável pelo registro das candidaturas neste ano. Haverá ainda a extração de cópia dos autos para remessa à Promotoria de Justiça com atribuição de apurar a prática de improbidade administrativa, para que sejam tomadas as medidas cabíveis.

Café da Comunhão

O Psol também pediu a condenação de Crivella pela realização do evento “Café da Comunhão”, em 4 de julho, no Palácio da Cidade, sede do governo municipal. Havia também uma ação ajuizada pelo Ministério Público Eleitoral com o mesmo pedido, que foi julgada em conjunto. O Colegiado do TRE-RJ, entretanto, entendeu que não ficou comprovado o caráter eleitoreiro do evento.

“A ênfase do discurso do prefeito foi na divulgação de serviços públicos disponibilizados pela municipalidade, sem haver alusão ao pleito ou à pré-candidatura de Rubens Teixeira, nem pedido de votos”, disse o relator do processo, desembargador Cláudio Luís dell’Orto. O desembargador destacou a presença do candidato Rubens Teixeira no evento, que, entretanto, não teria realizado discurso nem distribuído material de campanha na ocasião.

Nesta sexta serão publicadas normas para formação do Tribunal Misto - Foto: Divulgação

O Diário Oficial do Poder Legislativo publicou hoje (24), a Resolução 294/2020, que autoriza o processo por crime de responsabilidade contra o governador afastado Wilson Witzel. O texto foi aprovado ontem (23), em plenário da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), por 69 votos a 0. Apenas um deputado não votou por estar afastado por motivo de doença.

Com a publicação da resolução, ficam informados o governador afastado, o governador em exercício, Claudio Castro, e o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Cláudio de Mello Tavares, por meio de arquivos eletrônicos correspondentes à decisão encaminhados a eles.

Nesta sexta-feira (25), será publicado no Diário Oficial o edital com as regras e trâmites para a eleição dos parlamentares que integrarão o Tribunal Especial Misto. Farão parte do grupo os cinco deputados com mais votos, entre os postulantes às vagas, e a escolha deve ser feita durante a ordem do dia da próxima terça-feira (29).

Witzel está afastado do cargo em decorrência de um processo criminal comum. No momento em que o Tribunal Misto receber a denúncia, o governador estará duplamente afastado. No caso do processo de impeachment, por motivo de crime de responsabilidade.

Decisão Inédita


A aprovação da Resolução 294 em plenário marcou a trajetória do Parlamento fluminense, por ser a primeira sessão de impeachment do estado. A denúncia de crime de responsabilidade foi baseada em supostos desvios financeiros na área da Saúde, conforme relatório apresentado pela Comissão Especial do Impeachment aprovado na última semana. A sessão, que durou mais de sete horas, contou com o discurso de 28 deputados. Witzel fez sua própria defesa por videoconferência, negando todas as acusações. Em sua defesa, com duração de uma hora antes da votação, o governador afastado atacou os parlamentares:

"Estou sendo amputado do meu cargo. A responsabilidade não é só minha. É de todos. Se erros, omissões, aconteceram não foi só da minha parte, todos temos responsabilidade. Se os deputados fizessem trabalho de investigação, fossem às organizações sociais, olhassem os contratos, não teríamos chegado aqui".

O presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), que comandou a sessão, explicou que todo o trâmite respeitou decisões judiciais e os entendimentos do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o julgamento de crimes de responsabilidade. Ceciliano ressaltou que Witzel teve direito à ampla defesa. “Não atropelamos o processo. Ficou claro que havíamos feito tudo de forma correta”, avaliou.

A Alerj vem analisando a questão desde o dia 10 de junho, quando a denúncia protocolada pelos deputados Luiz Paulo e Lucinha, ambos do PSDB  foi referendada por unanimidade em plenário. No dia 18 de junho, o Parlamento instalou a Comissão Especial que analisou o pedido de impeachment. Composta por 25 deputados, de todos os partidos com representação na Casa, a comissão chegou a ter seus trabalhos suspensos, no dia 27 de julho, por decisão do então presidente do STF, Dias Toffoli, mas foi restabelecida em 28 de agosto por voto do relator ministro Alexandre de Moraes.

Escolha dos desembargadores

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, desembargador Claudio de Mello Tavares, fará na próxima segunda-feira (28), às 11h, no Tribunal Pleno do Fórum Central, o sorteio dos cinco desembargadores que participarão do Tribunal Misto que vai julgar o processo de impeachment do governador Wilson Witzel . O TJ tem 180 desembargadores.

São cumpridos mandados de busca e apreensão - Foto: Divulgação

Mandados de busca e apreensão foram cumpridos da manhã desta quinta-feira (24) na sede da Cedae e na Estação de Tratamento do Guandu. A ação foi coordenada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) em ação que investiga a crise da geosmina.

O alvo da ação são documentos que haviam sido solicitados pelo MPRJ, mas jamais foram entregues pela companhia. O material, segundo a investigação, irá ajudar a apurar o caso, que afetou a água de 9 milhões pessoas, moradoras de 60 bairros da capital e Baixada Fluminense.

Na ocasião, nos dois primeiros meses de 2020, á água estava com coloração escura além de gosto e cheiro de terra. O evento foi atribuído à presença do composto químico geosmina no Rio Guandu.

Mais Artigos...

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.