28
Seg, Set

Agências bancárias podem ser multadas se não evitarem aglomerações em Niterói

Filas enormes têm se formado nas agências da Caixa por causa do auxílio emergencial - Foto: Marcelo Feitosa

Niterói
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A Prefeitura de Niterói pode multar agências bancárias que não evitarem aglomerações em suas portas. O prefeito Rodrigo Neves encaminhará, nesta quarta-feira (6) uma lei emergencial que determina que estabelecimentos comerciais privados, sobretudo os bancos, tenham agentes de aglomeração.

A decisão, anunciada em transmissão ao vivo pelas redes sociais da prefeitura, na noite desta terça-feira (5), parte das constantes filas formadas por pessoas em busca do auxílio emergencial em agências da Caixa Econômica Federal.

Rodrigo Neves classificou com irresponsável a falta de organização das filas, que acabam deixando as pessoas mais expostas ao contágio do novo coronavírus.

"O que está acontecendo é inaceitável. Nesse momento gravíssimo da epidemia no Brasil, as pessoas estão sendo levadas para ficarem aglomeradas nas agências. É uma irresponsabilidade", declarou Neves.

O prefeito ainda alertou que, caso a lei seja aprovada pelo Legislativo, multas serão aplicadas ao estabelecimentos que não cumprirem a determinação.

"Vamos multar os estabelecimentos que não cumprirem isso. Nós não vamos permitir esse tipo de situação em Niterói. Não pode uma ação desorganizada e irresponsável colocar tudo a perder", reclamou o prefeito, citando as ações já tomadas no município.

Além disso, Rodrigo também afirmou que novas medidas poderão ser tomadas "para evitar que Niterói sofra como outras cidades" e reforçar a necessidade de isolamento social. No entanto, o prefeito não detalhou que ações poderiam ser.

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.