22
Qui, Out

Apontado como líder do tráfico no Cavalão é único sobrevivente de confronto com a PM

"Rato" estava em carro com outros quatro criminosos quando iniciaram confronto com policiais - Foto: Divulgação/Leitor OFlu

Niterói
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O traficante conhecido como Rato, apontado como líder da organização criminosa na Comunidade do Cavalão, em Charitas, Zona Sul de Niterói, foi o único sobrevivente entre os cinco suspeitos que trocaram tiros com a Polícia Militar, no domingo (1º), em Charitas, também na Zona Sul, nos arredores do Morro do Preventório.

Segundo a PM, ele foi socorrido ao Hospital Estadual Azevedo Lima e, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, apresenta quadro de saúde estável. Na ação, outro suspeito baleado também foi socorrido, mas morreu na unidade de saúde. Outros três suspeitos, que trocaram tiros com os militares, morreram na hora.

De acordo com a corporação, policiais militares do 12ºBPM (Niterói) receberam a informação de que um veículo com homens armados trafegava próximo a comunidade do Preventório, em Niterói. O Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) foi acionado e cedeu imagens que mostravam o automóvel entrando na comunidade citada. 

Um cerco tático foi montado pelos policiais e quando o carro deixou o local as equipes tentaram interceptá-lo. Eles resistiram e houve confronto. No local, cinco criminosos foram encontrados, três deles tiveram a morte constatada no local pelo Corpo de Bombeiros, e outros dois foram socorridos ao Hospital Estadual Azevedo Lima, um deles não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI), que registrou o caso, foi instaurado inquérito para apurar as circunstâncias em que Willker Pinto Marinho, Eduardo Madureira Festas de Oliveira, Gabriel Marte de Oliveira e Mayco de Moura Pacheco morreram e uma pessoa ficou ferida. A perícia foi realizada no local e diligências estão em andamento para apurar o caso.

Morro do Estado

Policiais militares do 12º BPM, também no domingo, foram à comunidade do Morro do Estado, também na Zona Sul, verificar informação de uma possível invasão de criminosos à localidade. Os agentes, no entanto, não encontraram indícios de confronto ou quaisquer anormalidades.

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.