09
Qui, Jul

Prefeitura de Niterói lançará projeto do Castramóvel em agosto

Veículo percorrerá os bairros da cidade para fazer castrações e também funcionar como serviço de educação sobre proteção animal - Foto: Berg Silva / Prefeitura de Niterói

Niterói
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Com o objetivo de ampliar o trabalho e as políticas públicas de proteção animal, a Prefeitura de Niterói lança em agosto o Castramóvel, que é um caminhão que percorrerá os bairros realizando a castração de animais domésticos. O veículo terá quatro salas: de preparação, pré e pós cirurgia e sala de cirurgia. Inicialmente, a unidade terá uma autonomia para até 100 cirurgias por mês.

O Centro de Controle Populacional de Animais Domésticos (CCPAD), órgão da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, que completa três anos em julho, já realizou em torno de 4000 castrações de cães e gatos de moradores da cidade.

“Com esse trabalho, já diminuímos não só o abandono de crias de animais, mas também ajudamos na saúde dos animais que passam por esse procedimento cirúrgico. Temos também um projeto em andamento para instalação de uma unidade de castração no Parque Rural do Engenho do Mato e estudos para implantação de containers em alguns pontos da cidade”, explica Eurico Toledo, secretário de Meio Ambiente de Niterói. “Vale ressaltar que a cidade ainda conta com uma Unidade de Castração situada em Icaraí, que é administrada pelo Controle de Zoonoses da Prefeitura”, completa o secretário.

A Secretaria de Meio Ambiente informa que já existe um mapeamento com números de castrações realizadas em cada bairro da cidade. Esses dados serão utilizados para preparar a programação do veículo por toda a cidade.

Quando o Castramóvel estiver em funcionamento, ele ficará 15 dias na mesma localidade, somente atendendo moradores da região, com isso evitando o deslocamento das pessoas que precisam castrar seus animais e não têm condições de levar os animais até os centros fixos de castração. Também será dada prioridade a locais mais carentes.

"Estaremos embasados em estudos e sempre seguindo as legislações sobre o tema”, explica o secretário Eurico Toledo.

Além do trabalho de controle populacional através das castrações, o veículo será também uma unidade de educação sobre proteção animal. Serão distribuídos cartilhas e folhetos sobre o tema nos bairros onde o veículo estiver. A educação somada a castração são os eixos principais para um desenvolvimento de políticas públicas solidas de proteção animal. Já foram distribuídas mais de 10 mil cartilhas nas escolas municipais.

Segundo Marcelo Pereira, coordenador do CCPAD, o Castramóvel irá atender as regiões mais carentes da cidade conseguindo a lei federal 13.426/2017, que incentiva esse tipo de prática como a própria proteção animal e controle de crias.

“Com esse controle teremos a possibilidade de reduzir significativamente o abandono de animais. Serão quatro veterinários, uma anestesista e ajudantes. Também não deixaremos de fazer as campanhas de adoção que realizamos habitualmente”, afirma o coordenador.  

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.