Prefeitura de Niterói prorroga medidas de restrição de circulação até 31 de julho

Aulas também seguem suspensas até o fim de julho. Comércio de rua poderá abrir de 8h às 20h aos sábados. Cidade ultrapassa 4 mil recuperados da Covid-19 - Foto: Marcelo Feitosa

Niterói
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A Prefeitura de Niterói vai prorrogar as medidas de restrição de circulação na cidade até 31 de julho. O anúncio foi feito prefeito Rodrigo Neves em pronunciamento nas redes sociais nesta sexta-feira (26). Também foi anunciado que será publicado no Diário Oficial deste sábado (27) um decreto que mantém a suspensão das aulas até o dia 31 de julho. Motoristas de aplicativos e taxistas de municípios limítrofes continuam impedidos de circular na cidade até 31 de julho.  

O comércio de rua de Niterói, que reabriu no último dia 22, quando a cidade entrou no estágio amarelo nível 2, poderá ampliar seu horário de funcionamento aos sábados. Com isso, as lojas que têm permissão para funcionar poderão abrir de segunda a sexta-feira, de meio-dia às 20 horas, e aos sábados, de 8h às 20 horas.

Segundo o prefeito Rodrigo Neves, ao longo do mês de julho será feita uma avaliação do ciclo da epidemia em Niterói para que a volta às aulas só aconteça de uma forma que não coloque em risco a saúde das crianças.

“Esses ajustes são feitos com base nas análises e avaliações do nosso Conselho Científico que, está assessorando a Prefeitura de Niterói nas medidas que estão sendo tomadas nesses últimos 100 dias de guerra contra o coronavírus. Quando iniciamos o Plano de Transição Gradual para um Novo Normal, no dia 21 de maio, muitos achavam que nós teríamos uma segunda onda de casos. É claro que isso não está descartado, ainda pode acontecer, mas as nossas decisões, sempre baseadas na ciência e em um planejamento sério, têm dado certo”, afirmou o prefeito Rodrigo Neves.

O decreto trará, ainda, uma alteração no que diz respeito à regra que estabelece que crianças até 12 anos não podem acompanhar os pais em supermercados durante o período da pandemia coronavírus. Neste caso, esta determinação passa a ser uma recomendação para os pais e responsáveis.

O prefeito Rodrigo Neves informou também que hoje foi rodada novamente a métrica do plano, que leva em conta, entre outros indicadores, a taxa de transmissão, taxa de letalidade, adesão ao distanciamento social, taxa de recuperados, taxa de ocupação de leitos e capacidade da abertura de novos leitos.

“Niterói atingiu o índice 7.6 e é preciso atingir a nota 5 para atingir o estágio Amarelo 1, que esperamos atingir nos próximos 10 dias, se continuarmos evoluindo. Niterói tem hoje a menor taxa de letalidade da Região Metropolitana e também o melhor índice de adesão ao isolamento social da Região Metropolitana.  E isso sobretudo graças à participação e conscientização de cada niteroiense no engajamento às medidas de proteção e protocolos sanitários”, declarou o prefeito.

Nessa nova fase do plano de transição para o novo normal não houve aumento da procura por unidades de saúde. Esta semana, segundo a Fundação Municipal de Saúde (FMS), o número de atendimentos nos hospitais permaneceu com a mesma média de procura da semana anterior, assim como internações.

 As unidades da Atenção Básica continuaram realizando os atendimentos prioritários, como já estavam fazendo e, com o retorno de outras atividades, foi criado um plano para auxiliar a organização dos atendimentos, como tempo das consultas de acordo com a classificação da cidade pelas bandeiras de sinalização, taxa de ocupação da unidade compatível com a sinalização das bandeiras, normas para limpeza e utilização dos espaços.

 Segundo o secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, com a melhora dos indicadores foi possível abrir novas atividade, porém o monitoramento continua e é importante manter as medidas de prevenção contra a Covid-19, como uso de máscaras, higienização das mãos e evitar aglomeração.

“O Plano de Transição para o Novo Normal prevê a análise sistemática de 12 indicadores que levam em consideração a situação da epidemia e da circulação do vírus na cidade e também a capacidade de atendimento da rede hospitalar. Com a melhora desses indicadores, foi possível passar para fase amarelo 2, onde retomamos algumas atividades nesta semana, mas sempre com muita segurança. Seguimos monitorando esses indicadores para organização do novo normal”, explica o secretário.

Boletim – De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (26), Niterói tem 4.857 casos confirmados de Covid-19, com 523 em isolamento domiciliar sendo acompanhados pela Fundação de Saúde do Município. A cidade registra 192 óbitos e tem 4.027 pacientes recuperados.