19
Sáb, Set

Na segunda-feira (15), Prefeitura reabre inscrições para taxistas e motoristas e auxiliares de transporte escolar no Programa Taxista Amigo. Recarga de cartões pré-pagos para famílias de alunos da rede municipal não inscritas no CadÚnico também começa no dia 15 - Foto: Divulgação

Mais de 20 mil testes rápidos para detectar a infecção por coronavírus foram realizados pela Prefeitura de Niterói. O trabalho de testagem começou em março, quando foram detectados os primeiros casos de Covid-19 cidade. O Município ampliou o número de pontos de testagem e, atualmente, o exame já está disponível em mais de 50 locais. Há, inclusive, a opção de teste por sistema drive-thru, em três regiões diferentes da cidade.

O secretário municipal de saúde, Rodrigo Oliveira, explicou durante vídeo ao vivo nas redes sociais da Prefeitura, na noite desta sexta-feira (12), que a testagem rápida tem gerado um quadro mais realista da propagação do coronavírus na cidade. Graças ao trabalho, de acordo com ele, está sendo possível conhecer o comportamento da Covid-19 e, dessa forma, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) está estabelecendo estratégias mais efetivas no combate à doença.

O protocolo de testagem foi feito pela Prefeitura de Niterói em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Universidade Federal Fluminense (UFF), e determina que o teste sorológico deva ser feito a partir do oitavo dia dos sintomas identificados pela equipe de atenção básica, através do programa Médico de Família.

O secretário destacou, também, a importância da testagem para montar um mapa da evolução da doença pela cidade, desde a faixa etária das pessoas que estão adoecendo até o bairro com maior grau de contaminação.

“Essa ação é fundamental para termos mais clareza de como está a curva de contaminação no município e acompanhar diariamente o plano de transição para o novo normal”, disse Rodrigo Oliveira.

 

Boletim – De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (12), Niterói tem 3.902 casos confirmados de Covid-19, com 962 em isolamento domiciliar sendo acompanhados pela Fundação de Saúde do Município. A cidade registra, até o momento, 159 óbitos e tem 2.658 pacientes recuperados.  

 

Programas sociais – Na segunda-feira (15), será feito o crédito referente ao mês de junho dos cartões pré-pagos para as famílias de alunos matriculados na rede municipal de ensino e que não estão inscritas no CadÚnico. De acordo com o cronograma elaborado a partir de ordem alfabética, no dia 15 será feita a recarga para quem tem a letra inicial do nome de A até J. Na terça-feira (16), será a vez daqueles com as iniciais de K até Z.

A secretária municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão (Seplag), Ellen Benedetti, informou que a entrega dos cartões pré-pagos para os pescadores artesanais será feita na terça-feira, na Secretaria Municipal de Ordem Pública, no Barreto. E os artesãos que não conseguiram realizar o cadastramento na primeira etapa receberão os cartões também no dia 16. Para estes profissionais, a entrega será realizada no Teatro Municipal de Niterói, no Centro.

 

Economia - A Prefeitura de Niterói vai reabrir, na próxima segunda-feira (15), as inscrições para taxistas e motoristas e auxiliares de transporte escolar que perderam a primeira fase de cadastro do Programa Taxista Amigo, que concede um benefício de R$ 500, por três meses, para todos que estão regularizados na Subsecretaria Municipal de Transportes. A inscrição poderá ser feita no site da Secretaria Municipal de Fazenda.  

 

Município já recuperou mais de 2.600 pacientes - Foto: Divulgação

Focada no combate a pandemia do novo coronavírus, o município de Niterói atingiu no boletim atualizado nesta sexta-feira (12) pela prefeitura 3.902 casos de Covid-19 confirmados em moradores da cidade. O número mostra um aumento de 84 casos em relação ao que foi registrado na segunda-feira, quando eram 3.818 pacientes. E nessa nova atualização o município contabilizou mais  6 casos fatais da doença em relação ao último boletim divulgado chegando a um total de 159 óbitos.  Na live de quinta-feira (11) o prefeito divulgou 153 óbitos na cidade.

Dos pacientes confirmados com a covid-19, 962 estão em isolamento domiciliar e sendo acompanhados pela Fundação Municipal de Saúde, 123 se encontram hospitalizados e 2.658 recuperados. Vale ressaltar que o município segue firme no isolamento social que foi prorrogado pelo executivo até o dia 30 de junho, quando será feita uma nova avaliação. Já está em prática na cidade um plano de retomada gradual a um novo normal. O município se encontra atualmente no estágio laranja e espera em breve evoluir para o estágio amarelo. A previsão é que esse estágio mude no próximo dia 22.

A prefeitura ainda lembrou a população que os casos confirmados vão seguir aumentando ainda mais nos próximos dias por conta do programa de testagem massiva em moradores de Niterói através dos testes rápidos, que foram iniciados no dia primeiro de maio. Com isso o município já tem uma proporção de testes em relação a habitantes semelhante a cidades de países desenvolvidos com em média um teste para cada dez pessoas.  O prefeito ainda ressaltou que já foram realizados mais de 15 mil testes em moradores da cidade.

Município já recuperou mais de 2500 pessoas com a doença - Foto: Divulgação

Focada no combate a pandemia do novo coronavírus, o município de Niterói atingiu no boletim atualizado nesta quinta-feira (11) pela prefeitura 3.818 casos de Covid-19 confirmados em moradores da cidade. E nessa nova atualização o município contabilizou mais  4 casos fatais da doença em relação ao último boletim divulgado chegando a um total de 153 óbitos.  Na live de quarta-feira (10) o prefeito divulgou 149 óbitos na cidade.

Dos pacientes confirmados com a covid-19, 982 estão em isolamento domiciliar e sendo acompanhados pela Fundação Municipal de Saúde e 2.558 recuperados. Vale ressaltar que o município segue firme no isolamento social que foi prorrogado pelo executivo até o dia 30 de junho, quando será feita uma nova avaliação. Já está em prática na cidade um plano de retomada gradual a um novo normal. O município se encontra atualmente no estágio laranja e espera em breve evoluir para o estágio amarelo.

Rodrigo Neves ainda lembrou a população que os casos confirmados vão seguir aumentando ainda mais nos próximos dias por conta do programa de testagem massiva em moradores de Niterói através dos testes rápidos, que foram iniciados no dia primeiro de maio. Com isso o município já tem uma proporção de testes em relação a habitantes semelhante a cidades de países desenvolvidos com em média um teste para cada dez pessoas.  O prefeito ainda ressaltou que já foram realizados mais de 15 mil testes em moradores da cidade

Estudo avalia grau de comprometimento do Estado de Direito diante desse cenário - Foto: Divulgação

A pandemia da covid-19 surpreendeu todas as nações do planeta e está desencadeando a busca por mecanismos eficientes para conter a disseminação da doença. Além da crise humanitária, o surto também provoca múltiplos impactos no cenário global e as consequências seguem imprevisíveis. Em função disso, o docente Cleber Alves e o doutorando Diogo Esteves, ambos do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Direito (PPGSD), juntamente pesquisadores internacionais vinculados ao "Global Access, to Justice Project", coordenaram um trabalho pioneiro intitulado “Estudo global sobre os impactos da covid-19 nos sistemas de justiça”. O objetivo é avaliar os impactos ambivalentes da pandemia nos modelos judiciários de todo o mundo e o grau de comprometimento do Estado de Direito diante desse cenário.

Diogo Esteves explica que a pesquisa possui caráter empírico e que foram coletados dados quantitativos e qualitativos de 51 países entre 07 e 27 de abril de 2020: África do Sul, Austrália, Bélgica, Brasil, Bulgária, Camboja, Canadá, Cazaquistão, Chile, China, Cingapura, Colômbia, Cuba, Chipre, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, Equador, Etiópia, Finlândia, França, Geórgia, Holanda, Honduras, Hungria, Índia, Irlanda, Itália, Japão, Kosovo, Lituânia, Macedônia do Norte, Malawi, Maldivas, Mongólia, Namíbia, Nepal, Nova Zelândia, Paquistão, Polônia, Portugal, Quênia, República Democrática do Congo, Serra Leoa, Seychelles, Taiwan, Tajiquistão, Tanzânia, Vanuatu, Zâmbia e Zimbábue.

“Como forma de viabilizar a coleta rápida e uniformizada de dados, a pesquisa utilizou a metodologia de questionário semiestruturado, sendo as respostas apresentadas por pesquisadores dos campos jurídico e sociojurídico, por profissionais de direito dos setores público e privado, diretores de instituições de assistência jurídica, funcionários públicos de elevado escalão e formuladores de políticas públicas de cada país analisado”, relata o doutorando.

A pesquisa apurou, por exemplo, que a maior parte dos países deixou de adotar ações setoriais para conter a violência doméstica e familiar durante o isolamento social e permaneceu omissa na implementação de alternativas habitacionais em prol das pessoas em situação de rua. Diante desses dados, uma das conclusões que Diogo destaca é que, enquanto a epidemia avança por 31% das nações em desenvolvimento analisadas no estudo, violações aos direitos humanos estão sendo cometidas sob o pretexto de mitigar a ameaça da covid-19.

“Em 25% dos países, os governos adotaram medidas de concentração de poder nas mãos do chefe do Executivo ou da autoridade governamental equivalente. O caso mais icônico é o ‘Ato de Autorização’ (Ato XII de 2020 para a Contenção do Coronavírus), aprovado pelo Parlamento da Hungria, que autoriza o governo de Viktor Orbán a introduzir restrições significativas, praticamente sem limite de tempo, sem debate prévio no parlamento ou garantia de revisão constitucional rápida e eficaz”, destaca o doutorando.

Por outro lado, o pesquisador pontua que, no âmbito dos sistemas prisionais, 47% das nações adotaram medidas de soltura temporária de detentos como forma de tentar reduzir o risco gerado pela covid-19, já que na grande maioria dos países a alocação de presos em celas individuais se torna inviável diante da superlotação dos presídios. “As medidas mais empregadas foram as restrições à visitação das pessoas encarceradas, sendo ressalvado, em determinadas nações, o direito à visita por advogados. Para amenizar os efeitos da suspensão, alguns países têm utilizado videoconferências, e também ampliado o direito dos internos a ligações telefônicas e viabilizado mais acesso à televisão”.

O docente Cleber Alves acrescenta que, em relação aos serviços judiciários, um esforço mundial está sendo realizado rumo à sua reorganização frente à pandemia. “Houve a adoção majoritária do trabalho remoto e a opção pela suspensão temporária de audiências, prazos processuais e atendimentos presenciais, salvo em casos considerados urgentes pelas legislações locais. O surto também tem forçado a busca por meios tecnológicos como forma de evitar o contato pessoal e viabilizar o acesso à justiça, garantindo a continuidade do atendimento à população. A insuficiência de recursos e a adoção de soluções improvisadas, entretanto, acabam comprometendo a capacidade de manter níveis normais de acesso à justiça na maioria dos países estudados”, ressalta.

O professor afirma que a conjuntura da covid-19 adiciona novas barreiras de acesso à justiça. “Há algumas décadas, estudos interdisciplinares sobre acesso aos sistemas judiciais identificam obstáculos de diversas espécies que atrapalham os cidadãos a encontrar soluções para a administração dos conflitos que surgem na vida em sociedade. O atual quadro de incerteza aprofunda essas dificuldades e mina a estabilidade desses sistemas. A crise econômica desencadeada pelas medidas de isolamento social já tem gerado em alguns países a perspectiva de cortes no orçamento da assistência jurídica e isso provavelmente perdurará pelo futuro próximo. Para superar essas questões, é preciso muita criatividade e proatividade. Diante disso, a coleta de dados pode ser de grande utilidade na compreensão de possíveis respostas para os empecilhos do acesso à justiça nesse momento de pandemia”, conclui.

 

Indicadores como roubo de veículos e roubo de rua apresentam redução significativa com comparação com o mesmo período do ano passado - Foto: Douglas Macedo / Arquivo

Números do Observatório de Segurança Pública de Niterói mostram que a cidade registrou queda nos índices de criminalidade no mês de maio em comparação com o mesmo período no ano passado. Os números apontam redução de 72,46% nos casos de roubo de veículos e de 81,50% nos roubos de rua. Os roubos de carga diminuíram em 90,91%. O indicador letalidade violenta, composto por homicídios, mortes por intervenção de agente do estado, latrocínios e lesão corporal seguida de morte também registrou recuo de 52% quando comparado a maio de 2019.

No geral, a maioria dos bairros manteve quedas no roubo de veículos. Na área da 76ª DP (Centro), 60%; 77ª DP (Icaraí), 80%; 78ª DP (Fonseca), 60%; 79ª DP (Charitas, São Francisco e Jurujuba), 94,59%; e 81ª DP (Região Oceânica), 68,75%.

Com relação a roubo de rua, os índices também continuaram em queda quando comparados ao mesmo período de 2019. A maior redução, de 90%, aconteceu na área da 76ª DP (Centro). Na área da 79ª DP, a queda foi de 88,89 %. Em Icaraí e adjacências, área de 77ª DP, a redução foi de 81,40 %; na 81ª DP, diminuição de 76,67%, e no Fonseca, área da 78ª DP, 74,64%. O roubo de carga teve uma queda de 90%.

O secretário executivo do Gabinete de Gestão Integrada de Segurança da Prefeitura de Niterói, Gilson Chagas, explicou que a redução vem se mantendo em todas as regiões porque Niterói foi o único município da Região Metropolitana que implementou ações preventivas e continua dando ferramentas para que as forças de segurança estaduais (responsáveis pelo enfrentamento diário à criminalidade), possam atuar.

“Niterói criou programas e acompanha de perto a situação da criminalidade na cidade. Não deixamos somente nas mãos do estado. Por isso estamos conseguindo índices tão expressivos todos os meses”, explicou Gilson Chagas.

 

Apoio a segurança 

Niterói conta com um sistema de cercamento eletrônico que usa inteligência artificial e 70 câmeras para identificar carros roubados ou furtados nas entradas, saídas e principais vias da cidade em fração de segundos.

Os equipamentos também emitem um alerta para que o veículo seja interceptado pela polícia. Além disso, as entradas e saídas da cidade contam com 10 portais de segurança, além de quase 600 câmeras do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), que monitoram o município 24 horas.

Com o cercamento eletrônico, cada vez que um veículo em situação irregular é identificado pelas câmeras inteligentes, um alerta soa no Cisp. Guardas municipais trabalham no monitoramento e, a partir daí, a força policial mais próxima é acionada para que seja feito o cerco e interceptação do veículo. Após a identificação, o veículo também passa a ser rastreado pelas outras câmeras do Cisp para facilitar a abordagem.

Além de identificar veículos em situação irregular, através do cruzamento de dados com os arquivos da polícia, o sistema disponibiliza o registro da ocorrência com informações sobre data, local, características do veículo e circunstâncias do delito.

 

Além disso, Niterói é responsável pelo pagamento do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) para policiais trabalharem em horário de folga e pagamento de Regime Adicional de Serviço (RAS) para guardas municipais, entre outras iniciativas.

Na atual gestão, o número de guardas passou de cerca de 300 para mais de 700 agentes, todos concursados, e a meta da Prefeitura é chegar a mil guardas, que é o limite permitido por lei.

 

Também foi implantado o Pacto Niterói Contra a Violência, um Plano Municipal de Segurança Pública que prevê investimento de R$ 304 milhões até 2020 em 18 projetos nos eixos de prevenção, policiamento e Justiça, convivência e engajamento dos cidadãos e ação territorial integrada.

 

A Prefeitura também é responsável pelo custeio do programa Niterói Presente, um convênio entre a Prefeitura de Niterói e o Governo do Estado. Os agentes hoje atuam nos bairros do Barreto, Icaraí, Santa Rosa, Centro, Fonseca, Charitas, São Francisco e Jurujuba, com uma média de 488 agentes nas ruas.

Objetivo é promover a cooperação internacional contra a covid-19 e aprofundar a parceria estratégica abrangente sino-brasileira - Foto: Divulgação

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, participa, na próxima terça-feira (16), às 9 horas, do evento online inaugural que vai marcar a série de webinars (videoconferências) sobre cooperação internacional contra a covid-19. O projeto é uma iniciativa do Consulado-Geral da República Popular da China no Rio de Janeiro. O objetivo é promover a cooperação internacional contra a covid-19 e aprofundar a parceria estratégica abrangente sino-brasileira.

As webinars terão como temas as experiências de tratamento da covid-19, o fortalecimento da pesquisa médica tradicional e aprofundar a cooperação econômica entre a China e o Brasil. O evento terá a participação do embaixador da República Popular da China no Brasil, Yang Wanming, do cônsul-geral da República Popular da China no Rio de Janeiro, Ly Yang, do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, do secretário de governo do estado de Minas Gerais, Igor Mascarenhas, entre outros.

Ele havia acabado de ficar viúva do médico Nedio Mocarzel, que também morreu vitimado do novo coronavírus - Foto: Reprodução / Arquivo pessoal

Mãe do cantor niteroiense Biafra, a geógrafa e auditora da Receita Federal, Delva Ione Lucas Pinheiro morreu na tarde desta quarta (10) vítima de Covid-19, aos 92 anos.   

Ela foi internada logo após a morte do marido, o médico Nedio Mocarzel, há 15 dias atrás, que também foi contaminado pelo novo coronavírus. 
 
 Encaminhada para o  Hospital Icaraí, Delva foi logo entubada e colocada em coma induzido, chegando a apresentar alguma melhora, mas não resistiu.   
 
Além do cantor, sucesso nos anos 80, ela deixa mais dois filhos.

Testagem em massa está permitindo ao município mapear a doença na cidade e a implementar políticas de combate à pandemia - Foto: Douglas Macedo/Prefeitura de Niterói

A Prefeitura de Niterói já fez mais de 20 mil testes rápidos para detectar a infecção por coronavírus. O trabalho de testagem começou em março, quando foram detectados os primeiros casos da doença na cidade. O número de pontos de testagem foi sendo ampliados e hoje o teste já está disponível em mais de 50 locais. Há inclusive a opção de teste através do sistema drive thru, em três regiões diferentes da cidade.

A testagem rápida tem gerado um quadro mais realista da propagação do coronavírus na cidade. Graças ao trabalho está sendo possível conhecer o comportamento da Covid-19 e, dessa forma, A Fundação Municipal de Saúde (FMS) está estabelecendo estratégias mais efetivas no combate à doença.

O protocolo de testagem foi feito pela Prefeitura de Niterói, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Universidade Federal Fluminense (UFF), e determina que o teste sorológico deva ser feito a partir do oitavo dia dos sintomas identificados pela equipe de atenção básica, através do programa Médico de Família.

O prefeito Rodrigo Neves lembra que o plano da Prefeitura seguiu as experiências internacionais com a testagem em massa. Ao longo da curva da pandemia, o Município espera testar um a cada 10 habitantes.

“Niterói foi a primeira cidade da Região Metropolitana a enfrentar com força o coronavírus e, dessa forma, estamos conseguindo evitar uma tragédia humanitária e sanitária até aqui. Foram diversas ações como a realização da testagem rápida, a abertura do centro de referência de quarentena, os bloqueios sanitários, sanitização de comunidades, além das medidas sociais e de apoio econômico. Somado a isso, temos a conscientização da população que vem cumprindo o isolamento social. Por isso,é tão importante que a gente persevere seguindo as orientações das autoridades de saúde e fique em casa, indo à rua apenas para as atividades essenciais e as permitidas na atual fase”, enfatiza Rodrigo Neves.

O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, destaca a importância da testagem para montar um mapa da evolução da doença pela cidade, desde a faixa etária das pessoas que estão adoecendo, até o bairro com maior grau de contaminação.

“Já foram mais de 20 mil testes realizados na rede municipal de saúde. Essa ação é fundamental para termos mais clareza de como está a curva de contaminação no município e acompanhar diariamente o plano de transição para onovo normal”, diz o secretário.

 

Testagem

A Prefeitura de Niterói realiza a testagem rápida para a Covid-19 nas policlínicas regionais, unidades básicas de saúde e módulos do programa Médico de Família. Outra alternativa para a população é a testagem no sistema drive thru, por meio do aplicativo Dados do Bem, em outros três pontos da cidade: Cafubá, São Francisco e Caminho Niemeyer. Os testes são feitos em pessoas com sintomas leves, de acordo com o protocolo desenvolvido pela FMS, UFF e Fiocruz, e tem o objetivo de identificar, isolar e monitorar o maior número de pessoas confirmadas com a Covid-19 para diminuir a proliferação do vírus.

Unidades de saúde - A recomendação é que pessoas com sintomas leves, como febre baixa, coriza e tosse, procurem uma das unidades de saúde para passar por avaliação profissional e realizar o teste conforme indicação médica. Em casos de sintomas mais graves, como febre alta e falta de ar, a recomendação é para que a pessoa procure imediatamente os serviços de emergência.

 

Drive thru

É mais uma modalidade para auxiliar no mapeamento da doença na cidade. É necessário acessar o aplicativo “Dados do Bem” e fazer o autoatendimento. Quem apresentar sintomas da doença e/ou teve contato com algum infectado e estiver dentro do protocolo de testagem, receberá um convite para realizar o exame, com data e hora marcados, em um dos pontos de drive thru. Casos identificados como graves serão orientados a buscar um atendimento imediato em unidade de emergência. Esse serviço não exclui a possibilidade do atendimento em uma unidade de saúde caso seja necessário.

 

Dados do Bem

Desenvolvido pelo Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino em parceria com a Zoox Smart Data, Dados do Bem é um projeto de monitoramento epidemiológico que reúne tecnologia de geolocalização e metodologia para acompanhamento, em tempo real, da evolução da epidemia do coronavírus nos centros urbanos. Criado por pesquisadores, infectologistas e equipe de inteligência, a ferramenta, cedida gratuitamente à população e ao Poder Público, fornece um mapa de distribuição do vírus e dados estratégicos sobre a Covid-19 para tomadas de decisão das autoridades. O aplicativo faz parte de uma série de iniciativas de pesquisa do Instituto D’Or, “Ciência IDOR contra a Covid”, que ainda inclui outras nove frentes de estudo.

No dia 16, artesãos e pescadores artesanais poderão retirar o cartão pré-pago. Pagamento do benefício para motoristas de aplicativo inicia sexta-feira.

A Prefeitura de Niterói vai reabrir as inscrições para taxistas e motoristas e auxiliares de transporte escolar que perderam a primeira fase de cadastro do Programa Taxista Amigo, que concede um benefício de R$ 500, por três meses, para todos que estão regularizados na Subsecretaria Municipal de Transportes. O anúncio foi feito durante pronunciamento do prefeito Rodrigo Neves nas redes sociais.

Além disso, as empresas que se cadastraram nos programas Empresa Cidadã 1 e 2 terão um prazo entre os dias 16 de junho e 2 de julho para entrar no site da Secretaria Municipal de Fazenda para revalidar o termo de adesão aos programas. Como o programa foi prorrogado e vai auxiliar as empresas na folha de pagamento de seus funcionários por cinco meses, e não mais por três meses, as empresas terão que se comprometer, em novo termo de adesão, a não reduzir postos de trabalho por até oito meses.

“Esse apoio às empresas é muito importante para a economia de Niterói. Nós temos também um grupo de trabalho com entidades empresariais que está estruturando um plano de retomada da atividade econômica que será apresentado até o fim deste mês”, afirmou o prefeito Rodrigo Neves.

A secretária municipal de Fazenda, Giovanna Victer, informou também que os microempreendedores individuais do setor de beleza que se cadastraram no site da Secretaria de Fazenda receberão o auxílio de R$ 1 mil no próximo dia 15. Disse ainda que a Prefeitura segue em conversações com outras instituições bancárias para ampliar a oferta de crédito através do programa Niterói Supera.

 
Programas sociais – Nesta quarta-feira (10), começou o depósito do crédito para as famílias beneficiadas pelo Renda Básica Temporária que são inscritas no CadÚnico, e com representantes com a letra inicial do nome de A até F. Nesta quinta-feira (11), será realizada a recarga para quem tem iniciais de G até M, e no dia 12, das letras N até Z.  

Para as famílias de alunos matriculados na rede municipal de ensino e que não estão inscritas no CadÚnico, a recarga será feita a partir do dia 15. Neste dia, o crédito será depositado para quem tem a letra inicial do nome de A até J. No dia 16, será a vez daqueles com as iniciais de K até Z.

A secretária municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão (Seplag), Ellen Benedetti, informou que a entrega dos cartões pré-pagos para os pescadores artesanais será feita no próximo dia 16, na Secretaria Municipal de Ordem Pública, no Barreto. Já os artesãos que não conseguiram realizar o cadastramento na primeira etapa, receberão os cartões também no dia 16. Para estes profissionais, a entrega será realizada no Teatro Municipal de Niterói, no Centro. Ellen Benedetti explicou também que os motoristas de aplicativos que se cadastraram no site da Prefeitura irão receber a partir de sexta-feira.

 
Antecipação de feriado - A Prefeitura de Niterói resolveu antecipar os feriados municipais de 24 de junho, São João, e 22 de novembro, aniversário da cidade, para a próxima semana. A proposta foi aprovada na Câmara de Vereadores e foi publicada no Diário Oficial do município (Lei Nº 3511) nessa quarta-feira (10). Com a antecipação, o feriado de São João será comemorado na segunda (15) e o aniversário da cidade na terça-feira (16).

De acordo com o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, esse é um esforço concentrado para manter o distanciamento social em período crítico na Região Metropolitana.

“Niterói está fazendo o dever de casa, conseguimos o que parecia impossível: achatar a curva e salvar 1.468 vidas, evitando a explosão de contaminação e de nossos leitos públicos e privados. É preciso perseverar no distanciamento social e no uso de máscara quando tiver que ir à rua”, reforçou o prefeito.

Nesta terça-feira (9), o prefeito já tinha decretado ponto facultativo para o dia 12 de junho no diário oficial (DECRETO N° 13.628/2020) para complementar com o feriado nacional de Corpus Christi, comemorado nesta quinta-feira (11). A antecipação dos feriados municipais vale apenas para 2020, para manter os altos índices de isolamento que Niterói têm durante a pandemia do novo coronavírus.

 
Boletim – De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (10), Niterói tem 3.726 casos confirmados de Covid-19, com 992 em isolamento domiciliar sendo acompanhados pela Fundação de Saúde do Município. A cidade registra, até o momento, 149 óbitos e tem 2.463 pacientes recuperados.  


Redução nos indicadores de criminalidade - O secretário executivo do Gabinete de Gestão Integrada de Segurança da Prefeitura de Niterói, Gilson Chagas, divulgou, durante o vídeo ao vivo nas redes sociais da Prefeitura, na noite desta quarta-feira (10), que em maio a cidade registrou expressiva redução nos indicadores de criminalidade. De acordo com Gilson Chagas, foi verificada uma redução de 52% no índice de crimes violentos, redução de 81% no roubo de rua e de 72% no número de roubos de carros.

“No acumulado de janeiro a maio, tivemos menos 44 mortes na cidade, um dos maiores índices de toda a Região Metropolitana, proporcionalmente, e menos 572 roubos de carros”, detalhou Gilson Chagas.  

 

Curso será dividido em três módulos e com um total de 13 vídeos-aula - Foto: Divulgação

Estão abertas as inscrições para o curso Interação Mediada por Animais, oferecido pela Escola Superior Pestalozzi. As aulas são todas no sistema on-line e ministradas pela professora Vivian Gomes, médica veterinária, doutoranda pela Universidade Federal Fluminense. O investimento é de apenas R$60,00 em uma única parcela no ato da inscrição. Outras informações podem ser obtidas no endereço eletrônico www.pestalozzi.edu.br.

Dividido em três módulos e com um total de 13 vídeos-aula, o curso é destinado a profissionais e estudantes da área de saúde, educação e reabilitação que desejam se aprofundar na técnica do uso de animais como apoio ao tratamento de pessoas com deficiência ou idosos, além de familiares desse público. “Cresce a cada ano estudos na área da medicina veterinária sobre os benefícios do relacionamento entre animais e humanos visando o bem estar físico e emocional do homem. Nosso curso visa estimular e orientar profissionais que desejam aprimorar essa técnica”, enfatiza a professora Vivian.

Por ser um curso livre, ele é destinado a qualquer pessoa interessada no tema, independente de ter graduação ou não. O objetivo é promover um treinamento básico sobre a técnica, exemplificar os estudos sobre os benefícios já aplicados, mostrar a sua aplicação em diversas esferas, definir o que é necessário para a aplicação da terapia e enumerar os cuidados que se deve ter com o animal terapeuta.

“Estamos nesse momento de pandemia e quando a nossa instituição se encontra com suas atividades suspensas, oferecendo esse curso livre a distância, feito totalmente de forma on-line e não presencial”, explica o professor José Raymundo Martins Romeo.

Cidade vai aumentar o número de leitos na próxima sexta-feira - Foto: Divulgação

Durante mais uma live diária para atualizar a população sobre o combate ao coronavírus na cidade de Niterói, o prefeito Rodrigo Neves anunciou que a prefeitura já projeta com muito trabalho a mudança de estágio da flexibilização na cidade. O chefe do executivo citou que está confiante que em breve a cidade poderá afrouxar novas atividades para manter ativa a economia na cidade.

Segundo Rodrigo, Niterói registra 50% de ocupação dos leitos hospitalares e vai aumentar ainda mais essa retaguarda hospitalar já na próxima sexta-feira, apesar de não ter dado muitos detalhes. Ele confirmou que isso da uma margem ainda maior para que a cidade evolua no plano de transição gradual para um novo normal podendo levar Niterói ao estágio amarelo.

O prefeito reforçou a importância da perseverança do cidadão em sair de casa só quando necessário e também na se adaptação aos novos métodos de higiene, tão importantes para conter o contágio do vírus.

Mais Artigos...

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.