28
Seg, Set

Pelo menos 14 rodoviários morreram em consequência do coronavírus e 37 casos deram positivo segundo levantamento divulgado nesta sexta - Foto:

Testes gratuitos para detecção do covid-19 serão realizados em rodoviários nas próximas terça (9) e quarta-feira (10), a partir das 9h, na sala do Sindicato das Empresas de Ônibus (Setrerj), no Terminal João Goulart, em Niterói. A aplicação de um total de 550 exames, 275 por dia, auxiliará na compreensão da disseminação da doença na categoria e na elaboração de medidas preventivas para os profissionais, expostos em seu cotidiano ao contágio da doença.

Pelo menos 14 rodoviários morreram em consequência do coronavírus e 37 casos deram positivo até esta sexta-feira (5), dados que chegaram ao conhecimento do Sindicato dos Rodoviários de Niterói a Arraial do Cabo (Sintronac). A entidade começou um levantamento junto às empresas para determinar a quantidade de afastamentos de profissionais por causa da pandemia. Esse estudo será essencial para a formulação de estratégias de emprego de pessoal, diante de um cenário de reabertura gradual das atividades econômicas nos municípios, fato que repercutirá nas operações das linhas de ônibus.

A testagem dos rodoviários na próxima semana é fruto de parceria entre Setrerj, Sintronac e SEST/SENAT. O local para a realização dos exames é estratégico, pois o terminal detém um grande movimento diário de veículos e passageiros. Antes da pandemia, por exemplo, registrava a circulação de 1.645 ônibus, distribuídos em 74 linhas intermunicipais e 29 municipais, e um fluxo de 535 mil pessoas, de acordo com a Teroni, administradora do João Goulart.

“A realização dos testes será fundamental para dimensionarmos o impacto da doença entre os rodoviários e a parceria mostra que somente unidos venceremos essa pandemia. Não há dinheiro público envolvido na realização dos exames, embora os dados coletados a partir dos resultados possam ajudar na elaboração de políticas públicas de combate à doença”, afirma o presidente do Sintronac, Rubens dos Santos Oliveira.

As empresas têm fornecido máscaras e álcool em gel para os rodoviários, realizam a higienização dos veículos a cada turno e algumas adotaram o isolamento dos profissionais por um plástico. Diretores do Sintronac realizam, há duas semanas, ações de fiscalização em pontos finais e terminais de ônibus. Vários passageiros foram flagrados entrando sem máscara nos coletivos, o que reforça a necessidade de o poder público intervir para evitar essa prática.

Pelo menos uma pessoa ficou ferida - Foto: Divulgação

Um incêndio deixou pelo menos uma pessoa ferida, na madrugada desta sexta-feira (5), no apartamento de um prédio, localizado na Alameda São Boaventura, no Fonseca, Zona Norte de Niterói.

De acordo com informações iniciais, os moradores do edifício deixaram o local, mas uma família ficou presa em um dos apartamentos. O Corpo de Bombeiros foi acionado, debelou o incêndio e resgatou a família.

Uma pessoa precisou de atendimento em unidade de saúde da região.

Em atualização.

Projeto foi aprovado por unanimidade nesta quarta-feira - Foto: Reprodução/TV Globo

A Câmara de Vereadores de Niterói revogou, por unanimidade, a lei que autorizava o repasse no valor de R$ 45 milhões para o hospital de campanha de São Gonçalo. A justificativa dos parlamentares para a anulação é de que não foi apresentado um plano de trabalho detalhado de execução de serviços, o que era prerrogativa para a liberação do recurso. De acordo com o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, o decreto legislativo será sancionado já nesta quinta-feira (4).

"Vou sancionar o decreto legislativo arquivando a autorização legislativa pra conceder um apoio ao hospital de campanha de São Gonçalo no valor de R$ 45 milhões. Assinamos um protocolo de intenções há 45 dias, quando a gente vislumbrava o agravamento dessa pandemia em São Gonçalo, que está, infelizmente, com o dobro de óbitos de Niterói. São Gonçalo ainda vive uma situação muito específica. Conversei com o prefeito da cidade e não vamos fazer nenhum repasse pois não chegou um plano de trabalho detalhado de como esse recurso seria aplicado da secretaria estadual de saúde para a secretaria municipal de saúde de Niterói", disse Rodrigo durante live diária da Prefeitura de Niterói para atualizar a população sobre o combate ao coronavírus na cidade. 
 
O projeto de lei é de autoria da Comissão de Orçamento, presidida pelo vereador Carlos Macedo (Patriota), mas foi assinado por todos os membros da Comissão de Fiscalização Financeira, Controle e Orçamento, com aval do conjunto dos vereadores.  
 
No início de abril, os prefeitos de Niterói e de Maricá assinaram um protocolo que previa a doação de R$ 90 milhões, sendo  R$ 45 milhões de cada cidade, para a construção do Hospital de Campanha em São Gonçalo. A medida visava garantir a segurança da população do município, além das cidades vizinhas, dando maior controle sobre a taxa de contágio da covid-19 na região. No entanto, as semanas se passaram e nenhum projeto foi apresentado. 
 
A prefeitura de Maricá foi questionada se irá cancelar o repasse, mas ainda não se pronunciou. 
 
O hospital de campanha de São Gonçalo tinha a promessa de receber os pacientes no final do mês de abril, mas, desde então, já teve cinco datas de abertura anunciadas e segue em um grande impasse para o início do funcionamento, como obras inacabadas e falta de respiradores. A intenção é que a unidade ofereça 200 leitos, sendo 80 de CTI e 120 de enfermaria. 
 
Apesar da revogação, Rodrigo Neves afirmou que irá ajudar São Gonçalo com medidas sanitárias e cedendo respiradores para o tratamento de pacientes graves com covid-19. 
 
“Conversei com o prefeito de São Gonçalo e vamos continuar apoiando as ações de sanitização nos bairros limítrofes com Niterói e faremos o empréstimo de 20 respiradores”, disse Rodrigo Neves.

Parte do asfalto cedeu após um deslizamento de terra - Foto: Arquivo / Leonardo Simplício / Prefeitura de Niterói

A Estrada da Garganta, na Zona Sul de Niterói, foi liberada pela NitTrans, no sentido Santa Rosa, ao trânsito de ônibus e caminhões nesta quinta-feira (4). De acordo com a Empresa Municipal de Moradia Urbanização e Saneamento (Emusa), o trecho da via, na altura da comunidade do Viradouro, precisou ser interditado no dia 12 de fevereiro devido a um deslizamento de terra. Desde então, a Prefeitura de Niterói iniciou as obras emergenciais no local com a contenção de encosta, colocação de novo guarda-corpo nesta área, plantio de vegetação e pavimentação do trecho.

No dia que ocorreu o deslizamento de terra, uma equipe da Defesa Civil vistoriou o entorno do local e interditou um imóvel, que fica em uma área abaixo da via. Segundo a Prefeitura de Niterói, na época, a família foi atendida pela equipe da Secretaria de Assistência Social, que ofereceu acolhimento em abrigo do Município.

Por conta das obras emergenciais, a Nittrans interditou a pista sentido Santa Rosa da Estrada da Garganta. Dessa forma, os motoristas tinham que seguir pela Estrada da Cachoeira eo tráfego no sentido Largo da Batalha ficou autorizado apenas para carros de passeio durante esse período.

Por conta do incidente, cinco linhas de ônibus tiveram alteração nos seus itinerários: 35, 44, 36, 39 e 40. Os ônibus que passavam pela Estrada da Garganta tiveram que seguir pela Estrada da Cachoeira, Avenida Presidente Roosevelt, Avenida Almirante Ary Parreiras e Rua Doutor Mário Vianna, onde retomavam seu itinerário normal.

Apenas moradores terão entrada permitida. De acordo com o prefeito medida serve para evitar aglomeração nesses locais - Foto: Marcelo Feitosa

O prefeito Rodrigo Neves em mais uma live diária da Prefeitura de Niterói que atualiza a população a respeito do combate ao coronavírus no município, destacou que serão retomadas, a partir de sexta-feira (05) as medidas de restrição de circulação nas praias da Região Oceânica de Niterói.

Segundo Neves, o motivo da retomada da restrição é o fato de terem ocorrido incidências de aglomerações, porque algumas pessoas estavam usando a areia como lazer, como em um dia normal, ao invés da prática de atividades físicas individuais, prevista no estágio laranja (atenção máxima) do Plano de Transição Gradual para o Novo Normal.

Ainda de acordo com o Prefeito, outro problema foi o acesso de pessoas que não moram em Niterói, que, em sua visão, não compreenderam a gravidade da pandemia tal qual os niteroienses.

"Eu só queria reforçar uma situação que a gente vai ter que fazer, porque muita gente compreendeu que a abertura dos calçadões é para atividade física individual. Então, na Região Oceânica, talvez porque temos muita gente de fora de Niterói que não compreende a gravidade da pandemia como nós compreendemos, muita gente acaba ocupando as areias como se fosse um lazer de um dia normal", afirmou o prefeito.

Na retomada da restrição do acesso à Região Oceânica, serão montados pontos de bloqueio nas entradas dos bairros e somente moradores terão acesso, mediante apresentação de comprovante de residência. O objetivo, segundo Rodrigo, é evitar aglomerações nesses locais. "Não podemos perder o controle sobre essa pandemia", complementou Neves.

Cidade apresenta a menor taxa de letalidade da Região Metropolitana devido às ações da prefeitura - Foto: Luciana Carneiro / Prefeitura de Niterói

A Prefeitura de Niterói segue com as medidas de prevenção na cidade. Mesmo após mais de 70 dias de isolamento social, é imprescindível manter o cuidado com a higienização dos ambientes. Com isso, a sanitização de ruas e comunidades se torna ainda mais importante para combater o novo coronavírus. Nos últimos dias, os caminhões pipas da Companhia de Limpeza Urbana de Niterói (Clin) percorreram os bairros do Caramujo, Jacaré, Boa Esperança, Largo da Batalha, Poço Largo e orlas do Gragoatá, Boa Viagem, Icaraí, São Francisco, Charitas, Itaipu e Piratininga. 

O presidente da Clin, Luiz Carlos Fróes Garcia, destaca a importância desse trabalho contínuo pelas ruas de Niterói. 

“Mesmo após já termos feito a sanitização por todas as principais vias da cidade, seguimos com os caminhões fazendo a limpeza com o ‘Sais Quaternários de Amônio de Quinta Geração’. Nessa nova etapa, estamos passando também pelas vias secundárias e entrada das principais comunidades. Nossa equipe trabalha dia e noite e já chegamos a todos os bairros de Niterói, proporcionando um ambiente mais higienizado para toda a população. Seguiremos atuantes para vencermos essa guerra contra o coronavírus”, explicou o presidente da Companhia. 

O produto age como uma película que mata os micro-organismos que estão no local (vírus, bactérias, fungos e ácaros) e forma uma camada protetora que mantém a superfície desinfetada por semanas, dependendo da circulação de pessoas. A solução química é a mesma usada pela China e outros países da Europa para desinfecção das ruas. 

Essa semana, diversos locais foram novamente higienizados. A equipe da Clin percorreu os bairros Boa Viagem, Icaraí, Gragoatá, São Francisco, Charitas, Centro, Engenho do Mato, Itaipu, Barreto, Fonseca, Caramujo, Baldeador, Santa Bárbara, Rio do Ouro e Maria Paula. O trabalho seguirá enquanto for necessário para manter as ruas de Niterói em boas condições de higiene e saúde. 

Primeira Etapa - Os trabalhos já foram realizados em todos os bairros de Niterói e também em grande parte das comunidades: 30 de Outubro, Abacaxi, Africano, Alarico, Alberto Laurentino /Sape, Arroz, Bela Vista Atalaia, Bela Vista/Sape, Beltrão, Bernardino, Boa Esperança, Boa Vista, Bomfim, Bonsucesso, Brasiliana, Bumba Velho, Buraco da Bacia, Caniçal, Cantagalo, Capim Melado, Caranguejo, Cascarejo, Castro Alves, Cavalão, Chácara, Cocada, Coelho, Coreia, Coronel Leôncio, Coruja, Cravinho, Cruz, Cutia, Dionisio Mendes, Dona Inês, Dona Zinha, Erasmo Braga, Estevão, Eucalipto, Facciotti/Sape, Fatima, Fazendinha/Badu, Formiga, Galinha, Grota, Guaporé, Herdy, Holofote, Iara, Ignácio Bezerra de Menezes, Igreja de Jurujuba, Igrejinha, Jacaré, Jonathas Botelho, Juca Branco, Lara Vilela 94, Maceió, Marcia Valéria, Makenze, Mams, Marítimo, Maruí, Mato Grosso, MIC (Morro da Ilha da Conceição), Monan, Morro da Luz, Morro do Estado, Morro do Pires, Nova Brasília, Oliveira Lima, Palácio, Palmeiras, Papagaio, Pátio da Leopoldina, Penha, Poço Largo, Ponte Velha, Preventório, Rato Molhado/Sape, Recanto das Garças, Ribeiro de Almeida (Rua 28), Rua 1, Rua C, D e F, Rua do Rumo, Sabão, Salinas, Santo Cristo, São Luiz,  Sem Terra, Serrão, Silvino Pinto, Sítio Ferro, Souza, Souza Soares, Terreirão, Travs. Alice e Odete, Travessa da Fonte, Trav. Oto, Travessa 600, União, Vila Ipiranga, Vital Brasil e Zulu.

O aumento no número de casos aconteceu por conta da testagem massiva feita na cidade - Foto: Douglas Macedo / Prefeitura de Niterói

Niterói atingiu os 3.317 casos confirmados de coronavírus após dias de testagem rápida em "drive-thrus" na cidade, de acordo com o boletim atualizado divulgado nesta quarta-feira (3), contabilizando 200 a mais em relação ao último boletim. O número de casos fatais também aumentou, a cidade registra 127 óbitos em decorrência da covid-19.

Entre os confirmados, 117 estão hospitalizados e 1.318 se encontram em isolamento domiciliar, com a supervisão da Secretaria Municipal de Saúde. O número de recuperados em Niterói é um dos maiores do país, quando se trata de regiões metropolitanas, a cidade registra 1.755 pacientes curados do novo coronavírus.

O prefeito de Niterói Rodrigo Neves reiterou que ainda é necessário manter o isolamento social no presente momento da cidade e que os niteroienses só devem sair de casa quando houver necessidade, também lembrou da obrigatoriedade do uso da máscara para transitar pela cidade.

Além disso, o prefeito citou a pesquisa feita pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), apontando que com o lockdown, Niterói evitou quase 1.500 mortes por covid-19. A cidade é conhecida por ter parte significativa de sua população idosa, que fazem parte do grupo de risco, e por conta disso, o vírus poderia atuar com muito mais força sem as restrições sanitárias. 

Pequenos produtores vão poder expor e vender seus trabalhos pelo Instagram - Foto: Divulgação

Uma feira online de pequenos produtores neste fim de semana (5 a 7 de junho) vai apresentar o trabalho de poetas e escritores, além de outros empreendedores. Por meio de lives no Instagram (@retoke), eles vão poder expor e vender seus trabalhos. O foco desta edição é o Dia dos Namorados. Por isso, os apaixonados que prestigiarem a feira - e que estão com saudade de uma boa festa junina - também poderão mandar um correio do amor para o seu amado ou amada.

Uma das poetas participantes será Maria Rezende, que também faz celebrações de casamento com textos poéticos personalizados. Outras que já confirmaram participação são Carol Stuart, uma das autoras do livro Chorar de Alegria, além de Nalu Romano, brasileira que mora em Nova York e autora do livro You.

Correio do amor

Em tempos de pandemia e de isolamento social, aqueles que fizerem compras durante o evento poderão mandar um correio do amor para o seu amado ou amada. O recadinho será enviado no dia 12 de junho, por e-mail ou por WhatsApp, pela equipe da Retoke, que organiza a feira.

A feira reúne cerca de 50 pequenos empreendedores e terá também buquê de maquiagem, quadros e canecas, itens de jardinagem e decoração, além de gastronomia, cerveja, vinho, bijuterias, roupas femininas e masculinas, moda praia, entre outras opções.

"Estamos indo para a quarta edição da nossa feira online, um projeto que começou de forma despretensiosa e sem saber onde chegaríamos. Nessa próxima falaremos de amor. Vamos impulsionar a arte com escritoras e poetas que falarão das suas obras, vamos preparar ações especiais para o Dia dos Namorados com nossos produtores das mais diversas áreas, gastronomia, moda e decoração. Queremos que através da nossa iniciativa e do nosso trabalho, o amor chegue à casa das pessoas através da arte e dos nossos produtos feitos manualmente", disse Marina Carneiro, organizadora da feira.

Sobre a Retoke

A Retoke é um projeto de democratização de moda, arte e empreendedorismo. Nasceu há seis anos, a partir de feiras físicas de moda e gastronomia no Rio, em Niterói e em Belo Horizonte. Em 2016 foi criada a primeira loja física colaborativa, que fica no Shopping Tijuca.

Serviço
Feira Online Retoke
Quando: 5 a 7 de junho, a partir das 10h
Onde: Instagram / @retoke

 

Empresas terão auxílio para o pagamento da folha por cinco meses. Câmara aprova criação do programa de crédito Supera Mais e prorrogação do benefício para MEIs até dezembro - Foto: Divulgação

A Prefeitura de Niterói vai ampliar o apoio às pequenas e médias empresas de Niterói, graças a dois projetos de lei aprovados nesta quarta-feira (03) pela Câmara de Vereadores. O prefeito Rodrigo Neves anunciou, em pronunciamento em suas redes sociais, que os programas Empresa Cidadã 1 e 2, que originalmente valeriam por três meses, agora terão duração de cinco meses. Como contrapartida, as empresas não poderão reduzir postos de trabalho por até oito meses após a adesão.

O programa Empresa Cidadã 1 atende empresas com até 19 funcionários, que terão auxílio no pagamento de um salário mínimo para até nove empregados. Já o Empresa Cidadã 2 prevê o depósito de um salário mínimo para até nove empregados de empresas, entidades religiosas e organizações sindicais com até 40 funcionários sediadas na cidade. Como contrapartida, as empresas se comprometem a não reduzir seu número de funcionários até seis meses após a adesão ao programa. O Empresa Cidadã 2 inclui clubes e entidades filantrópicas de Niterói, que terão o auxílio no pagamento de até 20 funcionários. Para essas instituições, não há limite de empregados. A expectativa é preservar pelo menos 12 mil empregos com os dois programas.

“Nós enviamos uma mensagem à Câmara de Vereadores, que aprovou nesta quarta-feira a extensão do Empresa Cidadã 1 e 2 por mais dois meses.  Essa ampliação atende pedidos da Associação Comercial de Niterói e da Câmara de Dirigentes Lojistas da cidade. Vamos fazer um esforço grande de gestão fiscal, mas esse apoio direto às nossas pequenas e médias empresas será determinante para que Niterói saia ainda mais forte desse momento de crise provocada pela pandemia”, afirmou o prefeito Rodrigo Neves.

O prefeito informou que a Câmara de Vereadores aprovou, também nesta quarta-feira, o programa Supera Mais, com uma linha de crédito em condições facilitadas para pequenas empresas de faturamento anual de até R$ 1 milhão. Além disso, em outra mensagem legislativa, foi aprovada a extensão do pagamento do auxílio de R$ 500 aos microempreendedores individuais até dezembro.

“O nosso comitê cientifico sinaliza que teremos um segundo semestre ainda com restrições de circulação. Isso certamente trará reflexos para a atividade econômica, tornando necessária a ampliação desse apoio aos microempreendedores individuais. E o Supera Mais é uma medida para agilizar a concessão de crédito para capital de giro. Ao mesmo tempo, seguimos negociando com o Banco do Brasil para que o programa Niterói Supera seja acelerado”, explicou o prefeito.

A secretária municipal de Fazenda, Giovanna Victer, informou ainda que 996 microempreendedores individuais do setor de beleza já solicitaram o auxílio. O prazo para solicitar o auxílio termina no dia 10 e o benefício será pago em parcela única no dia 15 de maio. Além disso, nessa semana foi feito o pagamento da segunda folha das empresas inscritas no programa Empresa Cidadã 1. E o crédito da segunda parcela do benefício dos microempreendedores individuais será feito na próxima segunda-feira (08).

“Nenhuma prefeitura no Brasil desenvolveu um projeto tão complexo de apoio à economia como o que foi feito em Niterói. Sabemos que isso será essencial para ajudar a nossa economia a passar por esse momento tão difícil. E continuaremos trabalhando para que a retomada da atividade econômica aconteça de forma rápida e robusta”, afirmou a secretária.

Novo calendário para recarga de cartões pré-pagos – No próximo dia 9, será efetuada a recarga para quem foi atendido pelo programa Busca Ativa, como os trabalhadores em economia solidária, artesãos, catadores de recicláveis e os vendedores ambulantes. No dia 10, começa o depósito do crédito para as famílias beneficiadas pelo Renda Básica Temporária que são inscritas no CadÚnico, com o atendimento para aqueles que tem a letra inicial do nome de A até F. No dia 11, serão atendidos os que tem iniciais de G até M, e no dia 12, das letras N até Z.  

Para as famílias de alunos matriculados na rede municipal de ensino e que não estão inscritas no CadÚnico, a recarga será feita a partir do dia 15 para quem tem a letra inicial do nome de A até J. No dia 16, será a vez daqueles com as iniciais de K até Z.

Restrições na Região Oceânica - O prefeito Rodrigo Neves destacou que serão retomadas, a partir de sexta-feira (05) as medidas de restrição de circulação nas praias da Região Oceânica de Niterói. Serão montados pontos de bloqueio nas entradas dos bairros e somente moradores terão acesso, mediante apresentação de comprovante de residência. O objetivo é evitar aglomerações nesses locais.

Hospital de Campanha de São Gonçalo - O prefeito informou que, nesta quarta-feira (3), a Câmara de Vereadores de Niterói revogou a lei que autorizava o repasse no valor de R$ 45 milhões para o hospital de campanha de São Gonçalo. Rodrigo Neves ressaltou que não houve repasse para a Secretaria Estadual de Saúde neste valor para a construção do hospital de campanha em São Gonçalo porque não foi apresentado um plano de trabalho detalhado de execução de serviços, o que era prerrogativa para a liberação do recurso.

“Conversei com o prefeito de São Gonçalo e vamos continuar apoiando as ações de sanitização nos bairros limítrofes com Niterói e faremos o empréstimo de 20 respiradores”, disse Rodrigo Neves.

Boletim – De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (3), Niterói tem 3.317 casos confirmados de Covid-19, com 1.318 em isolamento domiciliar sendo acompanhados pela Fundação de Saúde do Município. A cidade registra, até o momento, 127 óbitos e tem 1.755 pacientes recuperados.  

Empresas não poderão reduzir postos de trabalho por até oito meses após a adesão - Foto:

A Prefeitura de Niterói vai ampliar o apoio às pequenas e médias empresas de Niterói, graças a dois projetos de lei aprovados nesta quarta-feira (3) pela Câmara de Vereadores. O prefeito Rodrigo Neves anunciou, em pronunciamento em suas redes sociais, que os programas Empresa Cidadã 1 e 2, que originalmente valeriam por três meses, agora terão duração de cinco meses. Como contrapartida, as empresas não poderão reduzir postos de trabalho por até oito meses após a adesão.

O programa Empresa Cidadã 1 atende empresas com até 19 funcionários, que terão auxílio no pagamento de um salário mínimo para até nove empregados. Já o Empresa Cidadã 2 prevê o depósito de um salário mínimo para até nove empregados de empresas, entidades religiosas e organizações sindicais com até 40 funcionários sediadas na cidade. Como contrapartida, as empresas se comprometem a não reduzir seu número de funcionários até seis meses após a adesão ao programa. O Empresa Cidadã 2 inclui clubes e entidades filantrópicas de Niterói, que terão o auxílio no pagamento de até 20 funcionários. Para essas instituições, não há limite de empregados. A expectativa é preservar pelo menos 12 mil empregos com os dois programas.

“Nós enviamos uma mensagem à Câmara de Vereadores, que aprovou nesta quarta-feira a extensão do Empresa Cidadã 1 e 2 por mais dois meses. Essa ampliação atende pedidos da Associação Comercial de Niterói e da Câmara de Dirigentes Lojistas da cidade. Vamos fazer um esforço grande de gestão fiscal, mas esse apoio direto às nossas pequenas e médias empresas será determinante para que Niterói saia ainda mais forte desse momento de crise provocada pela pandemia”, afirmou o prefeito Rodrigo Neves.

O prefeito informou que a Câmara de Vereadores aprovou, também nesta quarta-feira, o programa Supera Mais, com uma linha de crédito em condições facilitadas para pequenas empresas de faturamento anual de até R$ 1 milhão. Além disso, em outra mensagem legislativa, foi aprovada a extensão do pagamento do auxílio de R$ 500 aos microempreendedores individuais até dezembro.

“O nosso comitê cientifico sinaliza que teremos um segundo semestre ainda com restrições de circulação. Isso certamente trará reflexos para a atividade econômica, tornando necessária a ampliação desse apoio aos microempreendedores individuais. E o Supera Mais é uma medida para agilizar a concessão de crédito para capital de giro. Ao mesmo tempo, seguimos negociando com o Banco do Brasil para que o programa Niterói Supera seja acelerado”, explicou o prefeito.

A secretária municipal de Fazenda, Giovanna Victer, informou ainda que 996 microempreendedores individuais do setor de beleza já solicitaram o auxílio. O prazo para solicitar o auxílio termina no dia 10 e o benefício será pago em parcela única no dia 15 de maio. Além disso, nessa semana foi feito o pagamento da segunda folha das empresas inscritas no programa Empresa Cidadã 1. E o crédito da segunda parcela do benefício dos microempreendedores individuais será feito na próxima segunda-feira (08).

“Nenhuma prefeitura no Brasil desenvolveu um projeto tão complexo de apoio à economia como o que foi feito em Niterói. Sabemos que isso será essencial para ajudar a nossa economia a passar por esse momento tão difícil. E continuaremos trabalhando para que a retomada da atividade econômica aconteça de forma rápida e robusta”, afirmou a secretária.

Novo calendário para recarga de cartões pré-pagos – No próximo dia 9, será efetuada a recarga para quem foi atendido pelo programa Busca Ativa, como os trabalhadores em economia solidária, artesãos, catadores de recicláveis e os vendedores ambulantes. No dia 10, começa o depósito do crédito para as famílias beneficiadas pelo Renda Básica Temporária que são inscritas no CadÚnico, com o atendimento para aqueles que tem a letra inicial do nome de A até F. No dia 11, serão atendidos os que tem iniciais de G até M, e no dia 12, das letras N até Z.

Para as famílias de alunos matriculados na rede municipal de ensino e que não estão inscritas no CadÚnico, a recarga será feita a partir do dia 15 para quem tem a letra inicial do nome de A até J. No dia 16, será a vez daqueles com as iniciais de K até Z.

Somente sete exames tiveram resultado positivo para covid-19. Diagnóstico é enviado através do app - Foto: Divulgação / Pfrefeitura de Niterói

Desde ontem, os moradores de Niterói passaram a contar com mais dois locais para realizar o teste rápido para covid-19, no modelo drive-thru, em São Francisco e no Cafubá, onde não será necessário sair do carro. No primeiro dia do novo modelo de testagem, 127 pessoas fizeram o exame e, destas, sete foram diagnosticadas com o novo coronavírus, receberam orientações da equipe médica e cumprirão o isolamento social com o acompanhamento da Fundação Municipal de Saúde.

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, destacou que essa ação faz parte das medidas de combate à pandemia, que já estão dando resultados.

"Essa testagem integra o plano de combate à covid-19 e permite fazer um rastreamento cada vez maior dos infectados na cidade, com as orientações relacionadas ao isolamento domiciliar adequado, evitando a contaminação das pessoas e salvando vidas", informou Rodrigo Neves.

O prefeito também destacou que, em caso de necessidade de ir às ruas, a população precisa usar máscaras.

Para realizar a testagem é necessário ser morador de Niterói, acessar o aplicativo "Dados do Bem" e fazer o autoatendimento. O aplicativo é uma parceria da prefeitura com o Instituto D'Or de Pesquisa e Ensino, sem custo para o Município. Os 50 mil testes rápidos, aprovados pela Anvisa, foram comprados pela Prefeitura, com recursos próprios.

Quem apresentar sintomas da doença e estiver dentro do protocolo de testagem receberá um convite para realizar o exame, com data e hora marcados, em um dos pontos de drive-thru. Casos identificados como graves serão orientados a buscar um atendimento imediato em unidade de emergência.

No drive-thru, um profissional de saúde checa os dados e encaminha os veículos para a tenda. O paciente, dentro do carro, higieniza as mãos com álcool gel e tem o dedo furado por um profissional de saúde. Para o exame, basta pingar uma gota de sangue no kit, adicionar o reagente e aguardar 10 minutos. O resultado é enviado pelo aplicativo.

A dentista Carolina Tavares, de 40 anos, foi uma das primeiras a realizar o testar rápido na tenda do Cafubá. O marido dela está com suspeita de covid-19 e decidiu cumprir a quarentena afastado.

"Achei importante fazer a testagem, por causa da minha profissão. O aplicativo é autoexplicativo, fácil de usar para responder o questionário. Recebi o agendamento, com hora marcada. A rapidez com que fui atendida me surpreendeu. Foi ótimo", contou Carolina, que realizou a testagem e foi liberada em poucos minutos.

Testes - O local do teste só poderá ser acessado por meio de carro. É necessário levar o celular com o voucher (um QR code) gerado pelo aplicativo Dados do Bem e a carteira de identidade. Não haverá atendimento médico no local, nem realização do teste por demanda espontânea. O resultado é enviado ao usuário por meio do aplicativo.

O drive thru vai funcionar todos os dias, das 8h às 17h, no Skate Parque Carlos Alberto Parizzi, localizado na orla do bairro de São Francisco, e na Avenida Dr. Raul de Oliveira Rodrigues, na saída do Túnel Charitas-Cafubá, no Cafubá, na Região Oceânica.

A Prefeitura de Niterói também realiza o exame em outros 54 pontos: nas policlínicas regionais, unidades básicas de Saúde e módulos do programa Médico de Família. De acordo com o protocolo desenvolvido pela Fundação Municipal de Saúde, Universidade Federal Fluminense e Fundação Oswaldo Cruz, o teste rápido pode ser realizado em pessoas com sintomas de covid-19 a partir do oitavo dia.

 

Mais Artigos...

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.