10
Sex, Jul

Foram aplicadas 78.840 doses de vacina em idosos - Foto: Divulgação/Berg Silva

A Prefeitura de Niterói já vacinou mais de 78 mil idosos em Niterói segundo o balanço divulgado pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) nesta segunda-feira (13). Essa primeira fase, que segue até o dia 16 de abril, é para pessoas acima de 60 anos e profissionais de saúde.

De acordo com os dados da FMS, foram aplicadas 78.840 doses de vacina em idosos, o que corresponde a 93,43% deste público alvo. Também foram imunizados 14.961 profissionais de saúde – 77,49% do total. A Prefeitura disponibiliza a imunização em mais de 50 salas de vacina do município, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h.

Idosos acamados ou com dificuldades de locomoção podem ser vacinados em casa. Para isso, é necessário o envio dos seguintes dados: nome, idade, endereço com ponto de referência, contato telefônico e de uma pessoa da casa para o e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou no telefone (21) 2613-0593. As marcações ocorrem das 9h às 16h30.

A partir do dia 16, a Campanha de Vacinação contra a Gripe será direcionada para professores das escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais - que devem levar a prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina.

A terceira e última fase, iniciada 9 de maio, visa crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas (mãe nos últimos 45 dias), adultos de 55 a 59 anos de idade, povos indígenas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

 

Salas de vacina

Policlínicas: Dr. Carlos Antônio da Silva - Rua Jansen de Mello s/nº, São Lourenço; Dr. Sérgio Arouca, Praça Vital Brazil s/nº – Santa Rosa; Dr. Guilherme Taylor March - Rua Desembargador Lima Castro, 238, Fonseca; Dr. Francisco da Cruz Nunes - Rua Ver. Armando Ferreira, 30, Largo da Batalha; Assistente Social Maria Aparecida da Costa - Est. Engenho do Mato s/nº, Itaipu; Dr. João da Silva Vizella, Rua Luiz Palmier, 726 – Barreto; Policlínica de Piratininga, Rua Marcolino Gomes Candau, 111, em Piratininga e Policlínica Almir Madeira, R. Prof. Hernani Melo, 103, São Domingos. A Policlínica da Engenhoca está vacinando no módulo do PMF em frente a unidade.

Unidades Básicas de Saúde (USB): Morro do Estado, Santa Bárbara e Engenhoca. A UDB Centro vai realizar a vacinação no Teatro Municipal.Programa Médico de Família (PMF) e Clínica Comunitária da Família (CCF): Baldeador, Bernardino, Boa Vista, Cafubá I, Cafubá II, Cafubá III, Cantagalo, Caramujo, Colônia, Engenho do Mato, Grota I, Grota II, Ititioca, Jonathas Botelho, Jurujuba, Leopoldina, Maceió, Maravista, Marítimos, Martins Torres, Maruí, Matapaca, Nova Brasília, Palácio, Ponta D’Areia, Preventório I, Preventório II, Sapê, Souza Soares, Viçoso, Vila Ipiranga, Viradouro, Vital Brazil, CCF Badu, Ilha da Conceição, Teixeira de Freitas, Várzea das Moças, Morro do Céu, Cavalão e Coronel Leôncio.

 

Recomendações e contraindicações

Todas as crianças que receberam uma ou duas doses da vacina da gripe em anos anteriores, devem receber apenas uma dose em 2020. As menores de nove anos que serão vacinadas pela primeira vez, receberão duas doses, devendo-se agendar a segunda dose para 30 dias após a primeira.Os tratamentos com imunossupressores ou radioterapia podem reduzir ou anular a resposta imunológica.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que aprova o regulamento técnico de procedimentos hemoterápicos, após a vacinação contra a influenza os doadores de sangue devem aguardar 48 horas para nova doação.

A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática grave a ovo; reação anafilática em dose anterior ou alergia grave a qualquer componente da vacina; em doenças febris agudas, moderadas ou graves, recomenda-se adiar a vacinação até a solução do quadro, com o intuito de não se atribuir à vacina as manifestações da doença.Após a vacinação podem ocorrer manifestações locais como dor e sensibilidade no local da injeção, vermelhidão e enduração. É possível também que apareçam febre, mal estar e dor no corpo, que podem começar entre 6 e 12 horas após a vacinação e persistir por um a dois dias. Essas manifestações são mais frequentes em pessoas que são vacinadas pela primeira vez, por exemplo, as crianças).

Microempreendedores individuais começaram a receber o cartão para pagamento de R$ 500 - Foto: Divulgação/Berg Silva

Mais de três mil e quatrocentos postos de trabalho foram cadastrados por 846 empresas, nesta segunda-feira (13), para receber o auxílio que a Prefeitura de Niterói vai pagar no programa Empresa Cidadã. As inscrições foram abertas nesta segunda-feira (13). Pelo programa, a Prefeitura de Niterói pagará um salário mínimo, pelos próximos três meses, para até nove empregados de empresas, entidades religiosas e organizações sindicais com alvará na cidade e que tenham até 19 funcionários. Espera-se, com a medida, proteger 10 mil postos de trabalho e beneficiar pelo menos 1.200 empresas.

"O programa Empresa Cidadã é muito importante porque nós estamos falando de mais de 1.200 empresas de Niterói que vão ser apoiadas, garantindo empregos e mantendo nossas micro e pequenas empresas de pé. Não há contradição entre salvar vidas e apoiar as empresas e a economia", afirmou o prefeito Rodrigo Neves.

As empresas podem acessar um link no site da Secretaria Municipal de Fazenda e preencher todas as informações necessárias para habilitar a inscrição até o dia 24 de abril. A expectativa é que no dia 5 de maio seja feito o primeiro depósito para as empresas que aderiram ao programa. Essas empresas não poderão reduzir o número de postos de trabalhos até outubro. A expectativa é atender 1.200 empresas e preservar 10 mil postos de trabalho.

Auxílio para MEIs Também começou nesta segunda, entrega dos cartões para o pagamento do auxílio de R$ 500, por três meses, aos Microempreendedores Individuais em situação regular e que se cadastraram para requerer o benefício. Os cartões estão sendo entregues por ordem alfabética até o dia 17 (sexta-feira), para evitar a aglomeração de pessoas no local da retirada. Neste primeiro dia, foram entregues 1.092 cartões.

A Secretaria Municipal de Fazenda esclarece que, no dia da entrega, os cartões ainda não estarão carregados com o valor do benefício. O valor referente ao mês de abril será creditado no dia 24 de abril. Os demais pagamentos serão feitos em 24 de maio e 24 de junho.

“Esse auxílio será importante para as pessoas que dependem do seu trabalho para arcar com as despesas do dia-a-dia. Os cartões de compra serão todos distribuídos ao longo da semana, em locais previamente marcados, de forma organizada e principalmente muito segura para todos”, explicou a secretária municipal de Fazenda, Giovanna Victer.

Para consultar data, horário e local de retirada, basta fazer a consulta no site da Secretaria Municipal de Fazenda (https://fazenda.niteroi.rj.gov.br/site/beneficio-mei-consulta-cronograma-entrega/). Na mesma página, é possível imprimir a declaração de recebimento do cartão. Ela deve ser preenchida, assinada pelo beneficiário e entregue no guichê durante o atendimento. Dessa forma, não será preciso manipular canetas para assinatura do documento na hora, o que reduz os riscos de contaminação. Além da declaração, será preciso levar original e cópia do documento de identidade com foto.

Alex Sandro Silva, de 41 anos, que trabalha com Comunicação Visual, mora no Largo da Batalha com a esposa e dois filhos. Para ele, o auxílio vai ser muito importante para ajudar com as compras do mês.

"O mercado está parado. Hoje a gente não está produzindo absolutamente nada. Esse valor vai ajudar e muito com as compras do mês, a garantir o leite da criança", afirmou.

 

Distribuição de máscaras

A Prefeitura continua com a distribuição das máscaras de tecido laváveis e reaproveitáveis. Nessa segunda-feira (13), a ação aconteceu no Caminho Niemeyer, no Centro, em supermercados da Alameda e na comunidade Bernardino, no Fonseca, e no Morro do Cavalão, em Icaraí. No total, serão um milhão de máscaras distribuídas até o fim da semana, em diversas localidades.

Aline Fernandes, de 35 anos, é moradora do Fonseca e recebeu as máscaras junto com um kit de limpeza pelos agentes do programa Médico de Família.

“Aqui somos quatro pessoas: eu, meu marido e meus dois filhos. Somos cadastrados no médico de família e recebemos em casa, sem tumulto, tudo direitinho como haviam prometido. Fiquei muito feliz e penso que outros lugares podiam abraçar essa ideia e cuidar uns dos outros também. Além do kit de limpeza, também recebi as máscaras e a equipe passou todas as orientações de como usar e lavar. Nos sentimos mais protegidos”, disse Aline.

Além da entrega das máscaras, os agentes do programa médico de família continuam a distribuição dos kits de limpeza com sabão em pó, detergente, água sanitária, sabonete e álcool em gel. Já foram entregues mais de 60 mil kits na cidade. Ao todo serão 80 mil kits.

 

Atendimento médico 

O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, enfatizou que o hospital Oceânico inaugurado apenas 20 dias depois de adaptações e modernizações do prédio arrendado pela Prefeitura de Niterói, é o primeiro do Estado exclusivo para atendimento à Covid-19, e que será fundamental para o atendimento aos casos mais graves da doença e para salvar vidas.

“Este hospital terá 140 leitos que serão instalados de acordo com a evolução da curva epidemiológica na cidade. O padrão de custos por leito é inferior à média praticada no mercado de saúde. O valor chega a ser 60% mais barato que na rede privada”, disse Oliveira.

Para o arredamento do hospital, pelo período de um ano, foi feita uma reserva orçamentária de R$ 4,8 milhões. O convênio para o funcionamento do hospital será executado mediante prestação de contas monitorada e avaliada pela comissão de acompanhamento instituída pela FMS e publicada em Diário Oficial.

“Qualquer relação diferente disso é não só é um ataque à minha honra, à honra desse governo, mas um ataque aos trabalhadores e servidores da saúde que estão dando a cara e a coragem de frente desse combate devido à gravidade da situação dessa doença. A gente está cuidando dos recursos públicos de Niterói com o maior zelo possível”, afirmou o secretário.

Como o Hospital Oceânico iniciou suas atividades com 40 leitos, apenas os insumos, equipe e equipamentos comprovadamente utilizados serão reembolsados pelo Município.“Rechaço quaisquer ilações de irregularidades no processo, acompanhado pelos órgãos de controle, sustentado pela lei e voltado para salvar vidas de niteroienses”, reforçou o prefeito Rodrigo Neves.

 

Números

A Fundação Municipal de Saúde confirmou mais dois óbitos por Covid-19 na cidade. São 147 casos confirmados do novo coronavírus em moradores de Niterói, sendo 58 pessoas recuperadas, 52 em quarentena em suas residências, 29 hospitalizadas (12 em UTI) e 8 óbitos.

Filas se formaram no Terminal de Niterói na manhã desta segunda-feira (6) - Foto: Marcelo Feitosa

O Terminal Rodoviário João Goulart teve filas, na manhã desta segunda-feira (6), de passageiros a espera de ônibus intermunicipais, cujo efeitivo foi reduzido, por Decreto Municipal, a 30% do normal, no último sábado (4). Além disso, a medida prevê que táxis de outros municípios estão impedidos de entrar na cidade.

Sete pontos de bloqueio por toda a cidade possuem agentes de trânsito e segurança controlando o acesso, orientando táxis de outras cidades a retornaram para suas origens. Ao todo, estão previstos outros 21 bloqueios, totalizando 28, que irão consistir no fechamento de ruas, por exemplo, e serão adotados de forma gradual.

Por volta de 10h desta segunda, um horário considerado de pico e que, num dia normal, o fluxo de coletivos no Terminal Rodoviário João Goulart seria grande, eram raros os ônibus intermunicipais que chegavam. Com isso, algumas filas puderam ser observadas.

De acordo com a plataforma Waze, não houve registros de grandes engarrafamentos na cidade, apenas retenções próximo aos bloqueios, como na Praça Renascença, no Centro da cidade. Cabe ressaltar que apenas comércios essenciais estão abertos, pois a “janela” que permitia oficinas e lojas de construção funcionarem encerrou na sexta-feira (3).

O secretário Municipal de Mobilidade e Urbanismo, Renato Barandier, acompanhou de perto o primeiro dia útil de operação. Segundo ele, a resposta da população tem sido positiva, e poucos carros de outros municípios chegam a Niterói.

"Esse primeiro dia útil teve movimentação tranquila, o início das medidas fez com que o movimento caísse bastante, poucos veículos de outras cidades tem vindo para Niterói. No Terminal João Goulart houve uma redução de 70% na movimentação, um pouco mais do que a meta inicial de 70% e a partir de agora vamos continuar com o monitoramento nesses pontos de bloqueio. De acordo com a resposta da população, vamos avaliar as novas medidas a serem tomadas, se serão mais restritivas ou não", disse o secretário.

Sobre as filas, Barandier afirmou que certamente foi um problema pontual, causado possivelmente pelo atraso de algum coletivo. O secretário ressaltou que, na manhã desta segunda, não houve registro de aglomerações e, caso a fila respeite a distancia de um metro entre as pessoas, não representa um problema.

"As filas são situações pontuais, a população tem respeitado a distância e eventualmente pode acontecer um atraso de frequência. Mas se ela estiver com o distanciamento não há problema. Há duas semanas os ônibus de Niterói estão com passageiros somente sentados, sem aglomerações dentro dos ônibus. Não temos registro de grandes filas em ônibus intermunicipais", ressaltou.

Inicialmente, a restrição seria de forma geral, conforme anunciado na quarta-feira (1º), com restrição também para a circulação de pessoas e carros de passeio, salvo aqueles que trabalham em serviços considerados essenciais. No entanto, no dia seguinte, a Prefeitura reviu a decisão.

Pontos de bloqueio 

Na Região Central, seis pontos serão montados, sendo dois deles com checagem de guardas municipais e quatro com bloqueio total. Haverá um ponto de checagem na Avenida Feliciano Sodré (foto), altura do Moinho Atlântico, e na alça de descida da Ponte Rio-Niterói para a Alameda São Boaventura. A saída da Ponte para a Av. Jansen de Melo será fechada.

A Região Oceânica terá um ponto de bloqueio na Avenida Central, enquanto a Estrada de Itaipuaçu (Serra) será fechada. Em Pendotiba, serão sete pontos de bloqueio, sendo seis deles permanentes. Veículos poderão passar apenas pela Estrada Caetano Monteiro.

Na Rodovia RJ-104, uma das principais ligações com São Gonçalo, haverá um posto de controle na altura de Santa Bárbara. Outros 12 pontos serão montados na Zona Norte: segundo a Prefeitura, a passagem de veículos só será permitida, de forma controlada, no viaduto do Barreto e Dr. March. As ruas Dr. Câmara Coutinho, João Batista, Sá Pinto e Travessa Loureiro Cintra serão bloqueadas. Os dois acessos de Venda da Cruz, a Rua da Cruz e as Ruas Capitão Geraldo de Oliveira, Cel. Amarantes e Major Goudin estarão fechados.

Atendimento, a partir desta segunda, será no período da tarde - Foto: Marcelo Feitosa

A Prefeitura de Niterói decidiu alterar o horário de atendimento exclusivo para idosos nos mercados e supermercados da cidade. A partir desta segunda-feira (13), os idosos que vinham fazendo suas compras com atendimento exclusivo entre 8h e 10h, passam a ter esse atendimento exclusivo à tarde, entre 13h e 15h.

A mudança atendeu a um pedido da Associação dos Supermercados para atender clientes que não são idosos, trabalham em setores essenciais e que, por isso, têm que fazer suas compras pela manhã, antes de seguirem para o trabalho. A informação foi dada pelo prefeito Rodrigo Neves no início da noite deste domingo (12) durante transmissão ao vivo pela internet.

Casa Lar Mangueira, abrigo que acolhe meninos órfãos com diferentes tipos de deficiência, é uma das organizações parceiras do projeto - Foto: Reprodução/Instagram⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Em períodos de crise, a solidariedade é item essencial para amparar as pessoas que mais necessitam. Por isso, o projeto social Por Mais Um Sorriso criou a campanha “Quarentena Solidária”, com o intuito de continuar ajudando as instituições do Rio e de Niterói, que são parceiras da iniciativa.

Para contribuir com a campanha, podem ser feitas compras online em um supermercado próximo da região das instituições parceiras com entrega direta para a organização, assim como realizar o depósito bancário na conta do projeto social, para realizarem as compras e entregarem na instituição escolhida pelo doador.

Estão cadastradas nesta iniciativa as instituições sociais Casa Lar Mangueira, do Rio de Janeiro, Orfanato Santo Antônio, de Niterói, Abrigo Lisaura Ruas, em Itaipu, e o Centro Espírita Irmã Scheilla, no Fonseca.

As ações presenciais do projeto foram suspensas, conforme a orientação dos decretos emitidos pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, devido ao avanço do coronavírus, mas o projeto continua com suas atividades através da internet. Neste período de quarentena, um ciclo de Lives Sorridentes está acontecendo frequentemente na conta do Instagram da iniciativa (@pormaisumsorriso), com pessoas, projetos e marcas que inspiram e tem muito conteúdo para compartilhar e somar.

O “Por Mais Um Sorriso” começou em 2013, por iniciativa da fundadora Marina Chavez, com o objetivo de ajudar instituições nas mais diversas causas sociais, são eles orfanatos, creches, asilos, ONGs, entre outros, e não somente em datas comemorativas, mas ao longo do ano todo. Cada campanha tem como objetivo arrecadar o que uma instituição está necessitando e, em seguida, acontece a ação de entrega. Para saber mais sobre o projeto, acesse o site

Para realizar a sua contribuição na campanha “Quarentena Solidária” e tirar dúvidas, entre em contato com o projeto (21) 99686-5296.

MEIs terão direito a auxílio da Prefeitura - Foto: Arquivo/Lucas Benevides

Nesta terça-feira (7) terminam as inscrições para que os microempreendedores individuais (MEIs) se habilitarem para receber o auxílio de R$ 500, por três meses. O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, alertou para a importância da inscrição.

"É muito importante que você, microempreendedor individual, com alvará no município de Niterói, faça sua inscrição no site da Secretaria de Fazenda. Além disso, ainda em abril, nós começaremos a conceder crédito, através do Fundo Emergencial de Crédito, que criamos para manter as nossas empresas de pé. Porque não há contradição entre salvar vidas e manter a economia da cidade funcionando", afirmou  Neves.

E quem já fez o cadastro pode consultar no endereço https://fazenda.niteroi.rj.gov.br/site/beneficio-mei-consulta-cronograma-entrega/ o dia, horário e local onde poderá retirar o seu cartão. A entrega será feita entre os dias 13 e 17 deste mês. Na mesma página, será possível imprimir a declaração de recebimento do cartão.

A Secretaria Municipal de Fazenda vai abrir na próxima segunda-feira (13), o cadastramento para empresas interessadas em aderir ao Programa Empresa Cidadã de Niterói, instituído por lei sancionada pelo prefeito na sexta-feira (3). As empresas poderão acessar um link no site da Secretaria e preencher todas as informações necessárias para habilitar a inscrição. A expectativa é que no dia 5 de maio seja feito o primeiro depósito para as empresas que aderiram ao programa. Essas empresas não poderão reduzir o número de postos de trabalhos até outubro.

Pelo programa, a Prefeitura de Niterói pagará um salário mínimo, pelos próximos três meses, para até nove empregados de empresas, entidades religiosas e organizações sindicais com alvará na cidade e que tenham até 19 funcionários. Espera-se, com a medida, proteger 10 mil postos de trabalho e beneficiar pelo menos 1.200 empresas.

Fundo Niterói Supera

A Secretaria Municipal de Fazenda publicou no Diário Oficial de sexta-feira (3) o edital para credenciamento de instituições financeiras que vão conceder os empréstimos a juro zero para micro e pequenas empresas sediadas em Niterói. Os juros serão assumidos pela Prefeitura de Niterói e pagos através do Fundo de Crédito Emergencial (Fundo Niterói Supera), criado por lei aprovada pela Câmara de Vereadores. O montante esperado a ser emprestado com o programa é de R$ 150 milhões.

As instituições financeiras terão cinco dias úteis para responder ao chamamento. As regras e documentação necessária para participação estão disponíveis no edital, que pode ser consultado no site da Secretaria de Fazend.

De acordo com a secretária municipal de Fazenda, Giovanna Victer, os empréstimos poderão variar entre R$ 25 mil e R$ 250 mil. "O tomador do empréstimo não vai pagar os juros, que serão quitados pela Prefeitura de Niterói. Além disso, o pagamento poderá ser feito em até 36 meses e haverá seis meses de carência", detalhou a secretária.

Operação começou no último sábado - Foto: Marcelo Feitosa

Trânsito tranquilo no primeiro dia útil de restrições ao acesso à cidade de Niterói, nesta segunda-feira (6). Desde o último sábado (4), táxis de outros municípios não podem entrar na cidade e a frota de ônibus intermunicipais foi ainda mais reduzida, para 30% de sua operação normal.

Sete pontos de bloqueio por toda a cidade possuem agentes de trânsito e segurança controlando o acesso, orientando táxis de outras cidades a retornaram para suas origens. Ao todo, estão previstos outros 21 bloqueios, totalizando 28, que irão consistir no fechamento de ruas, por exemplo.

De acordo com a plataforma Waze, não há registros de grandes engarrafamentos na cidade, apenas retenções próximo aos bloqueios, como na Praça Renascença, no Centro da cidade. Cabe ressaltar que apenas comércios essenciais estão abertos, pois a “janela” que permitia oficinas e lojas de construção funcionarem encerrou na sexta-feira (3).

O secretário Municipal de Mobilidade e Urbanismo, Renato Barandier, acompanhou de perto o primeiro dia de operação. Segundo ele, a medida visa reduzir o tráfego intermunicipal, que não vinha no mesmo ritmo da movimentação dentro da cidade de Niterói, além de estabelecer controle nos acessos ao Município.

"A Prefeitura tem criado medidas de restrição e isolamento social há um mês e a resposta da população tem sido muito positiva. Como resultado disso, tivemos uma redução de 80% no movimento de carros na cidade. Os pontos de entrada da cidade estavam sem nenhum tipo de controle, por conta disso os movimentos intermunicipais não foram reduzidos na mesma proporção. Estamos com sete pontos de controle onde a partir de hoje vamos fiscalizar os táxis de outras cidades e reduzimos a 30% a quantidade de ônibus intermunicipais, assim como as vans. Isso tudo é para trazer a redução dos movimentos intermunicipais, que estão num patamar de 60%, para um nível mais próximo de Niterói", disse o secretário.

Inicialmente, a restrição seria de forma geral, conforme anunciado na quarta-feira (1º), com restrição também para a circulação de pessoas e carros de passeio, salvo aqueles que trabalham em serviços considerados essenciais. No entanto, no dia seguinte, a Prefeitura reviu a decisão.

Fechamento de praias é uma das medidas adotadas pela cidade - Foto: Marcelo Feitosa

Nesta segunda-feira (6), o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, ocupou mais uma vez as redes sociais da Prefeitura de Niterói, ao lado de integrantes do gabinete de crise, para falar das medidas que estão adotadas na cidade para combater o avanço do coronavírus. Ele listou as medidas para mitigar os efeitos econômicos e reforçou o apelo para que todos permaneçam cumprindo o isolamento social. Rodrigo Neves ainda ressaltou a importância de, ao saírem de casa por alguma necessidade, usem máscaras e mantenham os hábitos de higiene, principalmente a lavagem das mãos com frequência.

“O Brasil chegou a 12 mil casos confirmados. Em Niterói, nós estamos falando já há algum tempo, que a epidemia precisa ser enfrentada levando em conta a ciência, as experiências internacionais dos estudos de caso e a opinião dos especialistas e profissionais de Saúde. É fundamental preservar no isolamento social, nos hábitos de higiene e agora, também, no uso da máscara quando forem à rua, seguindo as orientações das coordenadorias de saúde. Essas atitudes já salvaram centenas de vidas. Nós estruturamos um plano de guerra contra o coronavírus, que tá sendo executado pelas várias áreas do governo. Estamos trabalhando dia e noite”, enfatizou Neves.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (6), Niterói tem 92 casos confirmados, 17 hospitalizados, sendo 14 em Unidades de Terapia Intensiva, 36 em isolamento domiciliar sendo monitorados pela Secretaria de Saúde do Município. A cidade registra, até o momento, dois óbitos e tem 37 curados.

“Na sexta-feira (10), iniciaremos as atividades no Hospital Oceânico para atender os pacientes graves de Covid-19. Estamos adotando várias iniciativas importantes na saúde neste combate ao vírus. Mas a melhor arma para vencer essa guerra ainda é o isolamento social. Então eu reforço que a gente persevere e continue ficando em casa”, ressaltou o secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira.

A campanha precisou ser interrompida novamente por conta do esvaziamento dos estoques - Foto: Marcelo Feitosa

Na próxima terça-feira (7), recomeça a vacinação nos postos de saúde espalhados pela cidade. A campanha precisou ser interrompida novamente por conta do esvaziamento dos estoques, causado pela grande procura.

Idosos acamados ou com dificuldades de locomoção, é necessário que um responsável envie um e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. com os dados do idoso para que ele possa receber sua dose em casa. A vice-presidente da Fundação Municipal de Saúde, Maria Célia Vasconcellos, explica sobre a situação em Niterói.

“A vacinação na cidade está ocorrendo de forma irregular devido ao abastecimento interrupto do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde do Estado que, devido à alta demanda, não tem chegado ao nosso estoque. A vacina é essencial e ajuda na identificação do coronavírus porque se o idoso tomou a vacina e tem os sintomas de gripe, logo é feito o exame de verificação para saber se ele contraiu a Covid-19”, explica Maria Célia.

Capital também retoma na terça

A retomada da campanha de vacinação contra a gripe no Rio de Janeiro também está prevista para a próxima terça-feira. A capital também passo por problemas em seu estoque, forçando a paralisação da aplicação.

Em nota a Pestalozzi reafirma o compromisso de retomar o tratamento de todos os seus usuários tão logo a situação epidemiológica do país volte aos seus padrões - Foto: Divulgação/Wander Rocha

A direção da Associação Pestalozzi de Niterói resolveu prorrogar até a próxima segunda-feira (13), a decisão de manter fechada a instituição. O objetivo é diminuir o risco de contaminação pelo coronavírus dos usuários de seus serviços e obedecer o decreto municipal 13.513, publicado no dia 19 de março, que normatizou as medidas de isolamento social em Niterói.

"Resolvemos continuar com o atendimento suspenso no mínimo por mais uma semana. A instituição por ser um Centro Especializado em Reabilitação (CER), atua diretamente com uma clientela de baixa imunidade, com deficiência intelectual e física e com dificuldades motora e respiratória, o que faz com que nossos pacientes sejam mais vulneráveis à Covid-19", esclarece o presidente José Raymundo Martins Romeo.

Em nota a Pestalozzi reafirma o compromisso de retomar o tratamento de todos os seus usuários tão logo a situação epidemiológica do país volte aos seus padrões.

Fechamento de praias é uma das medidas adotadas pela cidade - Foto: Marcelo Feitosa

O número de casos de Covid-19 confirmados em Niterói permanece com crescimento lento devido ao isolamento social e às ações da Prefeitura. Nesse domingo (5), a cidade contabiliza 87 casos confirmados, sendo 32 em isolamento domiciliar, 17 hospitalizados (14 em Unidade de Tratamento Intensivo), 2 mortes e 36 recuperados.

O Secretário Municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, destaca que esses números mostram que Niterói está vencendo a batalha contra o coronavírus.

“A guerra é longa, mas estamos vencendo devido à cooperação da população que está compreendendo a gravidade do momento e ficando em casa para cumprir o isolamento social. Essa medida, junto com o trabalho da prefeitura de amparo social para mitigar os efeitos do isolamento social, de apoio econômico para proteger o empregos dos niteroienses e de preparação da rede de saúde, tanto de vigilância para identificar e isolar os casos suspeitos, mas também de preparação e ampliação da rede para enfrentar o coronavírus, está fazendo com que Niterói hoje esteja bem posicionada e que continuemos com o crescimento abaixo da média da cidade do Rio de Janeiro, do Estado de forma mais ampla e até do Brasil”, disse o secretário.

Rodrigo de Oliveira menciona que é importante manter o isolamento social.

“Cada um precisa fazer a sua parte. Ficando em casa você salva a sua vida, dos que ama e das pessoas que precisam estar nas ruas trabalhando. Também peço que as irregularidades (como comércios que não sejam de serviços essenciais, pessoas na praia ou outros que violem os decretos) sejam denunciadas pelo número 153 ou pelo WhatsApp 98450-0153”, reforça.

Mais Artigos...

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.