19
Sáb, Set

Empresas deverão garantir, como medida sanitária preventiva, a distância de um metro e meio entre as pessoas em filas de espera - Foto: Marcelo Feitosa

O prefeito de Niterói Rodrigo Neves anunciou que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou, nesta quarta-feira (6), projeto para criação de lei emergencial para que estabelecimentos sediados na cidade, sobretudo bancos, tenham agentes de desaglomeração e forneçam álcool em gel. O prefeito informou ainda, em pronunciamento nas redes sociais, que a partir de sexta-feira (8), os estabelecimentos que não cumprirem a determinação estarão sujeitos a multas. De acordo com a nova lei, o valor da multa vai de R$ 649,64 a R$ 3.248,20 em caso de reincidência.

“O objetivo com esta medida é evitar as filas nas portas das instituições, como vem acontecendo com a Caixa Econômica Federal nos últimos dias. Nossos guardas municipais estão atuando nas barreiras sanitárias e nossos fiscais de posturas atuando para fazer cumprir o decreto de restrição das atividades, não podemos descolar esses profissionais. Então, essas instituições precisam adotar as medidas necessárias como os agentes de desaglomeração e a utilização de álcool em gel”, disse Rodrigo Neves.

Os estabelecimentos deverão garantir, como medida sanitária preventiva, a distância de um metro e meio entre as pessoas em filas de espera. Para tanto, será obrigatória a demarcação de espaço próprio para que os consumidores aguardem atendimento, dentro e fora das suas instalações, inclusive em espaço público, bem como a fixação de informativos em local visível, como cartazes ou placas informando sobre a necessidade de respeito da distância mínima.

A lei considera ainda de responsabilidade do fornecedor de produto ou serviço toda a área externa de seu estabelecimento que estiver alcançada pela fila de pessoas, qualquer que seja o número de pessoas presentes.

Será obrigatório também que os estabelecimentos disponibilizem um funcionário para borrifar álcool líquido 70% nas mãos dos clientes que ingressarem e saírem, bem como nos locais que tiverem contato com as mãos, tais como carrinhos, cestas e prendedores de sacolas.

Além disso, os estabelecimentos terão que zelar para o distanciamento entre pessoas no interior da loja, inclusive limitando o acesso do número de clientes; adotar medida para que haja proteção aos colaboradores que trabalhem nos caixas durante o contato com os clientes; manter ambientes bem limpos e ventilados; manter portas e janelas abertas; garantir a utilização de máscaras faciais por todos os colaboradores; e assegurar o ingresso no estabelecimento e atendimento apenas para clientes que estiverem utilizando máscaras faciais.

O Legislativo Municipal também aprovou outro projeto enviado pelo prefeito que institui no calendário oficial da cidade em 2020 a celebração do Dia das Mães no segundo domingo de julho, dia 12.

“O Dia das Mães é todo dia. Todos os dias devemos tratar nossas mães com muito amor. Eu sei que é difícil, é duro, mas não façam encontros presenciais com suas mães neste domingo. O risco nesse momento é muito grande e, por isso, eu peço a todos que façam apenas encontros virtuais com suas mães nesse domingo. Em julho, faremos uma grande campanha em conjunto com as entidades comerciais de Niterói para que a gente faça uma bela comemoração”, ressaltou o prefeito.

Projeto vai preservar mais de 8.200 postos de trabalho em micro e pequenas empresas da cidade - Foto: Divulgação

 A Prefeitura de Niterói realizou nesta terça-feira (05) o primeiro depósito para as mais de 2 mil empresas inscritas no Programa Empresa Cidadã. O projeto prevê o pagamento de um salário mínimo, nos meses de maio, junho e julho, para até nove empregados de empresas, entidades religiosas e organizações sindicais com alvará na cidade, e que tenham até 19 funcionários. Como contrapartida, as empresas se comprometem a não reduzir seu número de funcionários até outubro.

A secretária municipal de Fazenda, Giovanna Victer, destacou que o programa vai preservar mais de 8.200 postos de trabalho em pequenas e médias empresas da cidade.  

“Estamos enfrentando algo muito grande, que provavelmente a nossa geração ainda não teve que enfrentar. Mas, com coragem, estamos tomando as medidas necessárias para que você fique em casa, proteja as pessoas que você ama e todos aqueles ao nosso redor. O Empresa Cidadã é um programa para apoiar a economia, garantir a manutenção de milhares de empregos e, assim, salvar vidas”.

Entre as empresas cadastradas no Programa Empresa Cidadã estão restaurantes, lanchonetes, livrarias, papelarias, salões de beleza, comércio varejista em geral, empresas de turismo, de serviços de manutenção e consultórios odontológicos, entre outras atividades.

O chef Alexandre Henriques, sócio do restaurante Gruta de Santo Antônio, localizado na Ponta D’Areia, ressaltou que o programa traz segurança aos empresários de Niterói.  

“Estou presenciando algo inédito, nunca pensei que, nesse momento de crise, o poder público nos ajudaria com nove salários mínimos para ajudar na folha de pagamento da nossa empresa”, afirmou.

Paula da Matta, da Beira-Mar Decoração, relatou a importância para quem, como ela, possui uma equipe de trabalho enxuta, já que assim conseguirá manter todos os postos de trabalho.

“Foi a salvação para nós. Nossa intenção sempre foi manter todos os nossos postos de trabalho e o programa fez todo sentido para nossa empresa. Foi algo muito bem pensado e bem amarrado, todos os prazos foram cumpridos com perfeição e estamos muito felizes, pois foi muito importante para o setor comercial da cidade”.

O empresário Marinho Marcelino Neiva Filho, proprietário da Central Sat Telecomunicações, no Centro, lembrou que o programa também tem um caráter social importante.

“O Empresa Cidadã, além de apoiar o empresariado de Niterói, preserva empregos em um momento de dificuldade para todos. Foi uma grande colaboração para o setor de comércio e serviços da cidade. Já falei hoje com vários empresários que ficaram muito felizes com essa iniciativa”.

A praticidade, facilidade e rapidez para as inscrições no programa foram elogiadas por Helena Falcão, dona da Gráfica e Papelaria Falcão, sediada no Centro.

“Foi um projeto muito bem pensado, muito organizado. Fizemos a adesão de forma rápida, prática e em pouco tempo a primeira parcela já foi depositada. O programa tem um alcance enorme, vai auxiliar milhares de empresários e manter muitos empregos na cidade. É gratificante ver que a Prefeitura de Niterói aproveitou a boa gestão fiscal ao longo dos anos para sair na frente, com um projeto necessário para a sociedade nesse momento de crise provocada pelo novo coronavírus”.

Maurício Ferreira, proprietário da lanchonete Transasuco, em Icaraí, comentou que o comércio de todo o país já vivia um momento difícil pelo cenário de crise econômica antes mesmo da pandemia.

“A iniciativa é fundamental para pequenas empresas da cidade, que já vinham enfrentando um momento complicado. Vai ajudar a garantir a saúde financeira dos negócios nesses próximos três meses. Tomara que surjam outras iniciativas das demais esferas de governo para apoiar o setor empresarial em um período que deve ser bem difícil para todos”, afirmou.

Filas enormes têm se formado nas agências da Caixa por causa do auxílio emergencial - Foto: Marcelo Feitosa

A Prefeitura de Niterói pode multar agências bancárias que não evitarem aglomerações em suas portas. O prefeito Rodrigo Neves encaminhará, nesta quarta-feira (6) uma lei emergencial que determina que estabelecimentos comerciais privados, sobretudo os bancos, tenham agentes de aglomeração.

A decisão, anunciada em transmissão ao vivo pelas redes sociais da prefeitura, na noite desta terça-feira (5), parte das constantes filas formadas por pessoas em busca do auxílio emergencial em agências da Caixa Econômica Federal.

Rodrigo Neves classificou com irresponsável a falta de organização das filas, que acabam deixando as pessoas mais expostas ao contágio do novo coronavírus.

"O que está acontecendo é inaceitável. Nesse momento gravíssimo da epidemia no Brasil, as pessoas estão sendo levadas para ficarem aglomeradas nas agências. É uma irresponsabilidade", declarou Neves.

O prefeito ainda alertou que, caso a lei seja aprovada pelo Legislativo, multas serão aplicadas ao estabelecimentos que não cumprirem a determinação.

"Vamos multar os estabelecimentos que não cumprirem isso. Nós não vamos permitir esse tipo de situação em Niterói. Não pode uma ação desorganizada e irresponsável colocar tudo a perder", reclamou o prefeito, citando as ações já tomadas no município.

Além disso, Rodrigo também afirmou que novas medidas poderão ser tomadas "para evitar que Niterói sofra como outras cidades" e reforçar a necessidade de isolamento social. No entanto, o prefeito não detalhou que ações poderiam ser.

Abordagem aconteceu na Avenida do Contorno, no Barreto - Foto: Divulgação

Policiais do programa Niterói Presente apreenderam na manhã desta quarta-feira (6), um carro clonado, na Avenida do Contorno, no Barreto, Zona Norte da cidade. A ação contou com apoio do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp).

Agentes que estavam em patrulhamento pela Alameda São Boaventura, no Fonseca, foram informados que câmeras de monitoramento do Cisp flagraram o veículo, modelo Honda Fit, trafegando pela Avenida Jansen De Melo, no Centro.

O alerta de carro clonado foi obtido de acordo com levantamento da placa do automóvel, da cidade de Americana/SP. Os policiais montaram um cerco na Avenida do Contorno, altura da garagem da 1001, onde foi realizada a abordagem.

Com o motorista, nada de ilícito foi encontrado. Ele e o automóvel foram conduzidos à 78ª DP (Fonseca), onde ficou comprovado que o carro possuía registro de roubo na 36ª DP (Santa Cruz).

Já são mais de 30 óbitos no município - Foto: Divulgação

Perseverante no combate a pandemia do novo coronavírus, o município de Niterói atingiu no boletim atualizado nesta segunda-feira (04) pela prefeitura 503 casos de Covid-19 confirmados em moradores da cidade. O número mostra um aumento de 33 casos em relação ao que foi registrado na segunda-feira, quando eram 470 pacientes. E nessa nova atualização o município contabilizou mais 2 casos fatais da doença chegando a um total de 31 óbitos. 

Dos pacientes confirmados com a covid-19, 226 estão em isolamento domiciliar e sendo acompanhados pela Fundação Municipal de Saúde, 68 se encontram hospitalizados e 178 recuperados. Vale ressaltar que o município segue firme no isolamento social que foi prorrogado pelo executivo até o dia 15 de maio, quando será feita uma nova avaliação.

Rodrigo Neves ainda lembrou a população que os casos confirmados devem aumentar ainda mais nos próximos dias por conta do programa de testagem massiva em moradores de Niterói através dos testes rápidos, que foram iniciados no dia primeiro de maio. Com isso o município terá uma proporção de testes em relação a habitantes superior a cidades de países desenvolvidos. Será em média um teste para cada dez pessoas.

Dos casos confirmados, o bairro de Icaraí está no topo da lista com 154 pacientes, em segundo está o  Fonseca com 43 casos, seguido por Santa Rosa com 40, Barreto com 32, Centro com 27, Itaipu 21, Ingá 20 casos, São Francisco com 19, Engenhoca com 18 casos, Piratininga 17 e Charitas com 11 casos. Vale destacar que todos os bairros já contam com pelo menos um registro de pacientes infectados com a doença.

O Prefeito ainda reforçou a importância da perseverança da população no isolamento social até a data marcada. Segundo ele os próximos dias serão críticos e as pessoas precisam ficar em casa para dar uma trégua para as unidades de saúde. Rodrigo afirmou que Niterói está vencendo a doença.

Feira online contará com diversas empreendedoras do grupo - Foto: Reprodução/Instagram

Nesta-sexta feira (8), acontecerá a Feira Online da Colmeia Niterói, para alavancar as vendas das empreendedoras que participam do grupo. As compras serão realizadas online e os produtos serão mostrado pelas próprias empreendedoras, a partir das 14h, no Instagram da @colmeianiteroi ao vivo.

Essa iniciativa é uma grande novidade que as mulheres da Colmeia, sempre ligadas em tudo que acontece de novo, encontraram para levar as novidades aos moradores de Niterói nesse momento de distanciamento social.

A Colmeia é um coletivo de mulheres que surgiu, em julho de 2018, a partir da necessidade de sua criadora Thaisa Muniz de se conectar com outras mulheres e proporcionar um ambiente em que todas pudessem mostrar seus talentos e colaborar umas com as outras.

Além do contato via Whatsapp, o coletivo também faz encontros mensais. Com a pandemia, a Colmeia precisou se reinventar, fazendo lives entre as participantes e agora a Feira Online, que contará com várias empreendedoras.

A feira online já aconteceu no Instagram da Colmeia Maricá, no último domingo (3), e foi um sucesso. As empreendedoras aumentaram significativamente seu seguidores e ainda fecharam vendas no dia da feira e tiveram encomendas para entregar durante toda a semana.

Serviço:
Data: Sexta-feira (8)
Horário: 14h
Instagram: @colmeianiteroi

Proposta será encaminhada para a Câmara dos Vereadores nesta quarta - Foto: Arquivo/ Lucas Benevides

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, pretende mudar a data do Dia das Mães deste ano na cidade, comemorada no próximo domingo, por conta da pandemia. De acordo com o chefe do Executivo, a ideia é que a comemoração em Niterói seja transferida para o segundo domingo de julho, ou seja, dois meses depois da data oficial. O anúncio foi feito na noite desta terça-feira (5), em transmissão ao vivo pelas redes sociais.

A sugestão será enviada pelo Executivo nesta quarta-feira (6) para ser analisada na Câmara de Vereadores de Niterói.

Neves ainda reforçou o pedido para que as famílias não se reúnam presencialmente no próximo domingo, mas que façam encontros virtuais para evitar o contágio pelo novo coronavírus.

"Vamos fazer uma grande campanha de divulgação para que a gente tenha o Dia das Mães de Niterói. Peço para não encontrarem presencialmente suas mães e avós, porque o risco é muito grande", declarou o prefeito.

Nesta terça, o Sindicato do Comércio Lojista de Niterói (Sindilojas) emitiu uma nota classificando como gravíssima a situação que o comércio niteroiense enfrenta. De acordo o presidente do Sindilojas, Charbel Tauil, vários segmentos não tiveram nenhum faturamento nesse período de quarentena, com exceção daqueles que puderam funcionar durante as "janelas" instituídas pela Prefeitura de Niterói.  

"Agora, estamos chegando ao Dia das Mães —segunda data mais importante de vendas, ficando atrás apenas do Natal —, sem termos um horizonte de vendas, uma vez que a prefeitura estendeu o isolamento social. Quanto ao delivery, ele vem funcionando bem para restaurantes e farmácias e alguns segmentos muito específicos, mas não é uma solução de uso geral: o consumidor quer ver, tocar, experimentar e comparar fisicamente as mercadorias, para ter a certeza de que está escolhendo bem o que vai comprar. A verdade é que o lojista médio que tem delivery sequer está conseguindo pagar seus custos fixos", posicionou-se Charbel.

O sindicato ainda criticou a proposta feita pela prefeitura para a mudança da comemoração do Dia das Mães em Niterói. 

"O Sindilojas Niterói já vem participando de estudos com instituições de todo o país em apoio à proposta de o Dia das Mães ser excepcionalmente comemorado em julho, agora em 2020, em função da pandemia. Porém isto não é algo a ser resolvido por decreto de uma prefeitura: uma mudança dessas tem que ser feita em âmbito nacional, e com uma grande campanha publicitária, envolvendo administrações estaduais e municipais e órgãos públicos, além da Confederação Nacional do Comércio (CNC), Fecomércio, shopping centers e outras entidades", disse Charbel Tauil.

PMs do Batalhão de Choque atuam na comunidade da Igrejinha - Foto: Arquivo/Marcelo Feitosa

A Polícia Militar realiza, na manhã desta quarta-feira (6), operação na Comunidade da Igrejinha, que fica no Complexo do Viradouro, Zona Sul de Niterói. Até o momento, não houve relatos de presos ou apreensoes.

De acordo com a assessoria de imprensa da PM, a ação é coordenada por militares do Batalhão de Choque (BPChq). O objetivo é reprimir o tráfico de drogas naquela localidade.

Em atualização.

Ação realizada pela Cervejaria Noi nesta terça-feira, 05 de maio, trocou cervejas por doações para duas instituições de Niterói - Foto: Divulgação

O niteroiense é incrível e deu um show no Drive Thru Solidário organizado pela Cervejaria Noi nesta terça-feira (5). A ação realizada na fábrica, no bairro de Itaipu, arrecadou pouco mais de uma tonelada de alimentos não perecíveis em apenas uma hora e meia. As doações serão destinadas para a Sociedade Beneficente da Sagrada Família da Vila Ipiranga, no Fonseca, e para o projeto Sempre Criança, que atua em prol de crianças socialmente vulneráveis em Niterói e São Gonçalo.

Bárbara Buzin, diretora da Cervejaria Noi, revela que se surpreendeu com a velocidade com a qual atingiram a meta de uma tonelada em doações. “Estamos muito felizes com o suporte do nosso público ao nosso chamado solidário. Foi surreal! As pessoas gostam de ajudar e a repercussão da troca de cerveja por mantimentos foi a melhor possível. Abrimos o Drive Thru às dez da manhã e antes de onze e meia já havíamos esgotado nosso estoque de 500 trocas. Obrigada, Niterói!”, comemorou Bárbara.

Segundo o prefeito, 93% dos leitos dessas unidades já estão ocupados - Foto: Divulgação

Durante mais uma live diária da Prefeitura de Niterói para atualizar a população a respeito de como anda o combate ao coronavírus na cidade, o prefeito Rodrigo Neves mandou um recado para os hospitais particulares do município. Orgulhoso com o comprometimento da população niteroiense na luta contra o coronavírus, o chefe do executivo aconselhou que as unidades particulares priorizassem o atendimento para moradores de Niterói.

Segundo ele, os hospitais privados da cidade já contam com 93% de ocupação dos seus leitos, o que é um cenário grave à medida que os casos confirmados de covid-19 aumentam a cada dia.

" A situação está muito grave, novas medidas precisam ser adotadas para que Niterói não sofra o que outras cidades estão sofrendo. Eu queria chamar atenção aqui, que evidentemente cada hospital tem a sua administração privada, mas é fundamental que essas unidades atendam com prioridade os pacientes e a população niteroiense que de maneira disciplinada tem feito o isolamento social. Nós fazemos o melhor isolamento do estado e precisamos melhorar pois nosso objetivo é salvar vidas.

Microempreendedores individuais com situação regular que perderam a primeira etapa do cadastramento poderão solicitar o benefício entre os dias 8 e 14 de maio - Foto: Arquivo/Divulgação

A Prefeitura de Niterói vai reabrir as inscrições para os microempreendedores individuais do município que estão com inscrições ativas no cadastro da Secretaria Municipal de Fazenda, residam no município, e que perderam a primeira etapa de inscrições para a concessão do benefício de R$ 500, por três meses, através de um cartão de compras. Entre os dias 8 e 14 de maio, será possível entrar no site da SMF e solicitar o auxílio. A data de retirada dos cartões para os novos inscritos será divulgada posteriormente.

“As medidas de apoio ao setor econômico adotadas em Niterói são inovadoras, nenhuma cidade do Brasil desenvolveu ações semelhantes. Estamos mostrando que não há contradição entre salvar vidas e manter a economia de pé”, afirmou o prefeito Rodrigo Neves em pronunciamento nas redes sociais da Prefeitura de Niterói nesta segunda-feira (04).

Já os microempreendedores individuais que se cadastraram para o benefício, mas perderam a data para entrega dos cartões, deverão comparecer à Secretaria Municipal de Fazenda (Rua da Conceição, nº 100) nesta terça-feira (5), das 14H às 17h, ou na quarta-feira (6) das 10 às 13 horas, para retirar os cartões com os seguintes documentos: declaração de recebimento do cartão devidamente preenchida (impressa ou manuscrita); original e cópia de documento de identidade do beneficiário com foto; se for o caso, procuração preenchida em nome do habilitado a retirar o cartão acompanhada de original e cópia do documento de identidade com foto do procurador. Os cartões ainda não estarão carregados com o valor do benefício no dia da retirada.

Empresa Cidadã 

A secretária municipal de Fazenda, Giovanna Victer, informou que a Prefeitura de Niterói começou a fazer nesta segunda-feira (4) os depósitos para as empresas inscritas no Programa Empresa Cidadã. A Prefeitura pagará um salário mínimo, nos meses de maio, junho e julho, para até nove empregados de empresas, entidades religiosas e organizações sindicais com alvará na cidade, e que tenham até 19 funcionários. Como contrapartida, as empresas se comprometem a não reduzir seu número de funcionários até outubro.

“Até terça-feira (5) serão feitos os depósitos para as 2.156 empresas cadastradas no programa, que vai preservar 8.200 postos de trabalho”, destacou a secretária, lembrando que entre as pequenas empresas já cadastradas, estão restaurantes, lanchonetes, livrarias, papelarias, salões de beleza, comércio varejista em geral, empresas de turismo, de serviços de manutenção e consultórios odontológicos, entre outras atividades.

A secretária disse ainda que seguem abertas as inscrições para o Programa Niterói Supera, no qual a Prefeitura de Niterói vai injetar R$ 150 milhões na economia da cidade por meio do Fundo de Crédito Emergencial de apoio às micros e pequenas empresas sediadas na cidade que terão direito a pegar empréstimos a juro zero em instituições financeiras credenciadas pelo município, com seis meses de carência e pagamento em até 36 vezes. A instituição financeira já entrou em contato até agora com 589 empresas, informando sobre os limites de crédito para cada uma. Os empréstimos poderão variar entre R$ 25 mil e R$ 250 mil.

Renda Básica Temporária 

O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão, Axel Grael, informou que a distribuição dos cartões pré-pagos para as famílias de alunos da rede municipal que não estão inscritas no CadÚnico e foram incluídas no programa Renda Básica Temporária, acontecerá em cinco pontos da cidade, entre os dias 11 e 15 de maio. Com esta iniciativa, a Prefeitura de Niterói dará um auxilio no valor de R$ 500 por mês, por três meses para essas famílias.

“Nesta terça-feira, iremos divulgar os locais desses pontos de distribuição dos cartões. O procedimento acontecerá de forma organizada, com horário agendado para evitar filas e aglomeração”, disse Axel Grael.  

Mais Artigos...

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.