09
Qui, Jul

Evento que seria no Equador está acontecendo de forma remota. Equipe da Seplag e Defesa Civil apresentam o projeto Encosta Verde - Foto: Divulgação

Niterói, mais uma vez, está participando do evento “Desenvolvimento urbano resiliente e favorável ao clima - planejamento de projetos com medidas municipais de adaptação, na América Latina”. Promovido anualmente pela Connective Cities, o encontro reúne cidades latino-americanas para debater políticas públicas de sustentabilidade e, este ano, está acontecendo virtualmente pela internet, por conta da pandemia do coronavírus.

A Prefeitura de Niterói, através da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão (Seplag), participa do evento, que segue até o próximo dia 25, apresentando o projeto Encosta Verde, que tem como objetivo fortalecer as condições de segurança da encosta, limitando os riscos de deslizamentos de terra e incêndios na comunidade do Boa Vista. A iniciativa será possível através de ações múltiplas e integradas, como reflorestamento, profissionalização e implantação de parque solar.

O projeto está sendo apresentado pela subsecretária de Projetos Especiais da Seplag, Valéria Braga, pelo secretário de Defesa Civil de Niterói, Walace Medeiros, e pelo analista de políticas públicas da Seplag, Victor Costa. Valéria Braga destaca que o projeto Encosta Verde foi o vencedor do prêmio Lidera Rio, em 2018.

“A parceria entre o município e a Connective Cities teve início em 2018, quando a Seplag foi convidada a participar do evento, que aconteceu na Alemanha. A apresentação sobre o plano Niterói Resiliente, abordando a experiência do Grupo Executivo de Sustentabilidade e Mudanças Climáticas (GECLIMA), rendeu ao município o convite para sediar o encontro em 2019. Devido à pandemia do coronavírus, este ano não foi possível o encontro presencial, que seria realizado no Equador. Então, o evento está acontecendo de forma remota, com seminários online realizados com os grupos”, explica Valéria.

Valéria enfatiza que a equipe está muito orgulhosa em ter sido escolhida pela Connective Cities para fazer um planejamento conjunto do projeto Encosta Verde, junto a especialistas de várias cidades da América Latina e da Alemanha.

“Apesar de tudo estar sendo feito de forma remota, o uso de excelentes ferramentas para integração dos participantes, com o apoio da metodologia de Design Thinking, está proporcionando à nossa equipe uma experiência única de planejamento, para que esse projeto tão importante para a comunidade do Boa Vista e para Niterói, possa ser sólido e inovador, com possibilidades futuras de ser replicado a outros locais”, afirma.  

O número total chegou a 3.010 pessoas curadas - Foto: Douglas Macedo/Prefeitura de Niterói

Niterói mostra mais uma vez que todas as ações de combate ao coronavírus estão dando resultados positivos, a cidade registra mais de 3 mil recuperados do coronavírus, segundo o boletim atualizado divulgado nesta quarta-feira (17).

No total, foram contabilizados 4.139 casos confirmados, e, dentre esses, 120 estão hospitalizados e 840 se encontram em isolamento domiciliar, com acompanhamento diário da Secretária Municipal de Saúde. O número de óbitos chegou a 169, já o de recuperados atinge 3.010 casos.

O prefeito Rodrigo Neves ponderou que mais de 70% dos pacientes foram curados e atualmente a cidade tem a menor quantidade de casos ativos das duas últimas semanas. Neves também explicou que o número de confirmados está crescendo por conta dos testes massivos, já que a cidade está testando todos que apresentam sintomas gripais e pessoas que tiveram contato com contaminados.

Niterói já está chegando aos 25 mil testes feitos em uma ação que permite o diagnóstico preciso da situação da cidade diante da pandemia. O prefeito ainda ressaltou que o plano de transição gradual para o novo normal não atrapalhou o controle da pandemia e que o isolamento social rígido na cidade foi necessário para que a situação não fugisse do controle.

O prefeito destacou ainda que Niterói tem hoje a menor taxa de transmissão da Covid-19 desde o início da pandemia e lembrou as mais de 40 medidas adotadas pela gestão municipal no combate ao avanço do coronavírus na cidade.

“No dia 21 de maio, quando iniciamos o plano de transição gradual, a taxa de transmissão do vírus era o dobro do que temos hoje. Ou seja, nesse período Niterói aumentou o percentual de pacientes recuperados, diminuiu a taxa de ocupação de leitos e reduziu à metade a taxa de transmissão do coronavírus. Tudo graças à conscientização da população e à uma série de ações do poder público. Fomos a primeira cidade do Brasil a fazer a sanitização de ruas e comunidades, implantamos um centro de referência de quarentena, ampliamos a testagem rápida, contratamos mais 1.200 profissionais de saúde, criamos programas de apoio social para as famílias que mais precisam e também medidas de apoio às pequenas e médias empresas”.          

O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, reforçou o agradecimento a todos os profissionais, desde os que estão na administração das unidades de saúde até os que atuam na linha de frente no atendimento aos pacientes com coronavírus, e destacou também a importância dos novos leitos exclusivos para a Covid-19.    

“Quero agradecer a todos os trabalhadores da saúde e também reforçar o meu reconhecimento a cada um. A saúde do niteroiense está em excelentes mãos. Essa conquista de cumprir, mais uma vez, a meta com a ampliação dos leitos reforça que estamos no caminho certo, com responsabilidade, fazendo um plano de transição gradual para o novo normal com a infraestrutura necessária para garantir segurança e continuar preservando e defendendo a vida dos niteroienses”, pontuou Rodrigo Oliveira.

Programas sociais - A secretária municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão, Ellen Benedetti, informou que será efetuado no próximo dia 22 o crédito dos cartões pré-pagos entregues esta semana aos artesãos e pescadores artesanais.

A secretária informou, também, que está sendo realizado um levantamento das famílias que não se enquadram nos critérios da legislação, que foi aprovada para o pagamento desses auxílios emergenciais temporários pelo Município, para que possam receber cestas básicas. De acordo com Ellen Benedetti, em breve, uma lista com os beneficiários estará disponível para consulta no portal da transparência.

Apoio à economia – O secretário adjunto da Fazenda, Pablo Villarim, informou que segue aberto até o dia 2 de julho o prazo para que as empresas cadastradas nos programas Empresa Cidadã 1 e 2 revalidem o termo de adesão. Basta acessar o site https://www.empresacidada.niteroi.rj.gov.br para garantir o auxílio na folha de pagamento por cinco meses, ao invés dos três meses previstos inicialmente. Em contrapartida, as empresas terão que se comprometer, no novo termo de adesão, a não reduzir postos de trabalho por até oito meses.

Além disso, estão reabertas até o dia 23 as inscrições para taxistas e motoristas e auxiliares de transporte escolar que perderam a primeira fase de cadastro do Programa Taxista Amigo, que concede um benefício de R$ 500, por três meses, para todos que estão regularizados na Subsecretaria Municipal de Transportes.

 

Assaltante foi imobilizado por passageiros - Foto: Divulgação

Agentes da Guarda Municipal de Niterói prenderam, na noite da última segunda-feira (15), um homem suspeito de praticar assalto em um ônibus na Rua Doutor Celestino, no Centro. Os guardas patrulhavam o bairro quando foram abordados por populares que avisaram sobre um homem que estava assaltando o coletivo da Viação Santo Antônio.

Quando chegaram ao local, o homem havia sido imobilizado pelos passageiros do ônibus. Ele foi levado pelos guardas para 76ª DP (Centro), onde foi feito o registro de prisão em flagrante

Nesta quarta-feira, foram entregues mais 36 leitos na unidade hospitalar. Com esta ação, Niterói passa de 226 para 262 leitos exclusivos para o atendimento de pacientes com coronavírus - Foto: Divulgação

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, e o secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, acompanharam por videoconferência, nesta quarta-feira (17), a implantação de 36 novos leitos do Hospital Municipal Oceânico de Niterói. Com esta ação, a unidade hospitalar chega a sua capacidade total, com 136 leitos, e a cidade de Niterói passa de 226 para 262 leitos exclusivos para o atendimento de pacientes com coronavírus.

“Esta é uma conquista muito importante, porque este foi o primeiro hospital público do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivo para o atendimento da Covid-19. Fizemos um esforço muito grande de adequação de um hospital privado, que já estava fechado há alguns anos, e essas obras foram feitas em um prazo recorde: 20 dias. Fico orgulhoso de ver a dignidade, a humanidade com que os profissionais de saúde têm tratado a nossa população. O Hospital Oceânico já salvou dezenas de vidas e vai continuar salvando dezenas de vidas”, enfatizou Rodrigo Neves.

Conforme o planejamento definido de estar à frente do ciclo epidêmico da Covid-19, foram inaugurados 40 leitos, no dia 10 de abril, no Hospital Municipal Oceânico de Niterói. No início de maio, foram abertos mais 35 leitos, somando 75. Já no fim de maio, mais 25 leitos, chegando a cem leitos exclusivos. E, nesta quarta-feira, foram entregues mais 36 leitos, concluindo esse cronograma.

“Isso nos dá segurança e tranquilidade. A ocupação dos leitos do setor público na rede municipal é de menos de 50%, e com esta abertura hoje, de mais 36 leitos, chegamos a menos de 40% de ocupação dos leitos. Estamos seguros do ponto de vista da retaguarda hospitalar”, disse Rodrigo Neves, ressaltando, ainda, as mais de 40 medidas adotadas pela gestão municipal no combate ao avanço do coronavírus na cidade. “Fomos a primeira cidade do Brasil a fazer a sanitização de ruas e comunidades, implantamos um centro de referência de quarentena, ampliamos a testagem rápida, contratamos mais 1.200 profissionais de saúde, criamos programas de apoio social para as famílias que mais precisam e também medidas de apoio às pequenas e médias empresas”.          

O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, reforçou o agradecimento a todos os profissionais, desde os que estão na administração das unidades de saúde até os que atuam na linha de frente no atendimento aos pacientes com coronavírus, e destacou também a importância dos novos leitos exclusivos para a Covid-19.     

“Quero agradecer a todos os trabalhadores da saúde e também reforçar o meu reconhecimento a cada um. A saúde do niteroiense está em excelentes mãos. Essa conquista de cumprir, mais uma vez, a meta com a ampliação dos leitos reforça que estamos no caminho certo, com responsabilidade, fazendo um plano de transição gradual para o novo normal com a infraestrutura necessária para garantir segurança e continuar preservando e defendendo a vida dos niteroienses”, pontuou Rodrigo Oliveira.

O vice-presidente de atenção hospitalar de Niterói, Ramón Sanchez, a diretora geral do Hospital Municipal Oceânico, Gisela Motta, e o diretor médico da unidade, Rafael Carraro, participaram da videoconferência apresentando a implantação dos novos leitos.

Ramón Sanchez lembrou, ainda, todo o esforço que está sendo empregado pelo governo municipal e pelos profissionais de saúde no combate ao coronavírus em Niterói. Ele, assim como Gisela Motta e Rafael Carraro estão acompanhando de perto todas as ações desde o início da pandemia para a abertura do Hospital Municipal Oceânico.

“Temos muito orgulho em fazer parte desta equipe. Esta é uma unidade de referência, não só pela capacidade técnica, como pela sua estrutura. O Hospital Oceânico está de acordo com todas as normas determinadas pela Anvisa. Este hospital é, sem dúvida, um exemplo de hospital público no Brasil para o atendimento da Covid-19”, afirmou Ramón Sanchez. 

Videoconferência online promovido pelo Consulado-Geral da República Popular da China teve ainda a participação dos prefeitos de Japeri e Mangaratiba - Foto: Douglas Macedo / Prefeitura de Niterói

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, participou, na manhã desta terça-feira (16), do evento online inaugural que marcou a série de webinars (videoconferências) sobre cooperação internacional contra a covid-19. O projeto é uma iniciativa do Consulado-Geral da República Popular da China no Rio de Janeiro e visa promover a cooperação internacional contra a covid-19 e aprofundar a parceria estratégica abrangente sino-brasileira. Também participaram os prefeitos de Mangaratiba, Alan Costa, e de Japeri, Cesar Melo. O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, foi representado no encontro pela secretária municipal de Assistência Social, Tia Ju.

O evento contou com a participação do embaixador da República Popular da China no Brasil, Yang Wanming, do cônsul-geral da República Popular da China no Rio de Janeiro, Ly Yang, e foi mediado por Anselmo Leal, representante da State Grid Brasil Holding S/A.

O prefeito Rodrigo Neves agradeceu a cooperação do governo Chinês no combate à pandemia com informações, doações de máscaras e fornecimento de equipamentos médicos.

“A China tem uma experiência exitosa no combate à pandemia do coronavírus para compartilhar com o ocidente e tem ajudado Niterói a superar esses momentos difíceis da pandemia. Agradeço muito essa cooperação, a doação de 10 mil máscaras cirúrgicas no início da pandemia, que foram muito importantes para os profissionais de saúde da cidade e o fornecimento de respiradores”, disse o prefeito Rodrigo Neves.

O prefeito de Niterói destacou também as medidas adotadas na cidade para combater a pandemia, como um isolamento social rígido, com apoio à economia local e amparo a famílias carentes. Rodrigo Neves enumerou ações adotadas como a distribuição de cestas básicas, sanitização de comunidades, criação de um centro de quarentena, a inauguração de um hospital de referência e a adoção de testagem massiva. O prefeito também destacou as medidas econômicas, como o uso dos royalties do petróleo para garantir renda para as pessoas que ficaram sem renda durante a pandemia e o financiamento de pequenas empresas com garantia de manutenção de empregos.

O embaixador da China, Yang Wanming, destacou que o seu país tem feito um esforço global no combate à pandemia do coronavírus.

“A China enviou equipes médicas e insumos médicos para 27 países. Para o Brasil, foram mais de duas toneladas de equipamentos doados. Agora, a China vai doar outro lote de equipamentos para reforçar o combate da pandemia nas comunidades indígenas”, destacou.

Yang Wanming lembrou a parceria dos chineses com o Instituto Butantan, de São Paulo, para o desenvolvimento de uma vacina contra a covid-19.

Outras webinars serão realizadas e também terão como temas as experiências de tratamento da covid-19, o fortalecimento da pesquisa médica tradicional e aprofundar a cooperação econômica entre a China e o Brasil.

Os prefeitos de Mangaratiba e Japeri aproveitaram o encontro para se colocarem à disposição dos chineses para futuros acordos de cooperação na área de saúde e desenvolvimento econômico.

Tia Ju, que representou o prefeito do Rio, agradeceu a ajuda dos chineses na doação de equipamentos para o hospital de campanha montado pela prefeitura do Rio no Riocentro e de cestas básicas para famílias carentes.

 

Distribuição acontecerá em três pontos da cidade. Atualmente, 400 jovens com idades entre 16 e 24 anos, moradores de 11 comunidades de Niterói participam do projeto - Foto: Agência Brasil

 Para ampliar o acesso aos conteúdos disponíveis, os participantes do projeto Niterói Jovem EcoSocial receberão, a partir de quinta-feira (18), um kit pedagógico que irá auxiliar o trabalho de campo à distância, que é conduzido pelo Instituto Moleque Mateiro. Desde o início da pandemia do coronavírus, quando as aulas presenciais foram suspensas, os alunos seguem um cronograma semanal de atividades.

O kit pedagógico é composto de uma ecobag, uma apostila e um pen drive com videoaula, que vem acompanhado de um adaptador para que os jovens consigam conectá-lo ao celular. Nesta quinta-feira, receberão o kit o primeiro grupo de 172 jovens, a fim de evitar aglomerações, com cronograma definido por ordem alfabética. A distribuição acontecerá das 10 às 16 horas, em três pontos da cidade.

Os jovens que integram o projeto e moram no Santo Inácio, Preventório, Cavalão, Vital Brazil e Souza Soares farão a retirada do kit na sede da Federação das Associações de Moradores de Niterói (Famnit). Aqueles que moram no Morro do Estado e Arroz, devem buscar o material na sede da Defesa Civil, no Centro. E os que moram na Vila Ipiranga, Morro do Céu, São José e Holofote podem retirar o kit no Horto do Fonseca. 

Atualmente, 400 jovens com idades entre 16 e 24 anos, moradores de 11 territórios de Niterói participam do projeto. O Niterói Jovem EcoSocial acontece em duas etapas: o curso profissionalizante ministrado pelo Sesi/Senai e o trabalho de campo realizado pelo Instituto Moleque Mateiro.

“Mantivemos as atividades de forma virtual durante este período de distanciamento social por conta da pandemia do coronavírus, e os jovens estão executando as aulas e algumas atividades online. Percebemos a limitação do acesso à internet de alguns desses jovens e, por isso, faremos a distribuição dos kits pedagógicos”, explica o diretor do Instituto Moleque Mateiro, Pablo Araújo.

Neste período, os jovens permaneceram recebendo a bolsa no valor de R$ 750, através da Firjan. Em abril, eles também receberam uma cesta básica e uma nova entrega deverá acontecer nas próximas semanas para aqueles que não estão inscritos em outros programas de auxílio emergencial do Município.

“O Niterói Jovem EcoSocial é um projeto que tem como alvo jovens em situação de vulnerabilidade social, e é de extrema importância que eles se sintam acolhidos pelo poder público neste momento tão delicado. Desde o início da pandemia, houve a determinação da gestão municipal para que não se poupasse esforços para garantir a segurança alimentar destes jovens”, enfatizou o assessor técnico da Subsecretaria Executiva da Prefeitura de Niterói, Renato Lutterback. “Os jovens do projeto estão sempre em contato conosco perguntando sobre quando poderão estar de volta às salas de aula. Isso mostra que o objetivo do projeto está sendo alcançado. Eles estão com sede de aprendizado”, ressaltou.

 

O projeto – O Niterói Jovem EcoSocial foi concebido pela Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão (Seplag), através do Pacto Niterói Contra a Violência, em parceria com a Firjan e o Instituto Moleque Mateiro e é gerenciado pela Secretaria Executiva. A iniciativa tem como objetivo promover a inclusão social e econômica de jovens em situação de vulnerabilidade social, por meio de educação, profissionalização e práticas em projetos ambientais, valorizando e contribuindo para a sustentabilidade dos territórios onde residem.

O projeto tem dois eixos principais: qualificação profissional e atividade de campo. Para isso, os jovens participam de um curso ministrado pela Firjan no contraturno escolar, recebem a formação de Campo nos territórios ministrada pelo Instituto Moleque Mateiro e atuam em ações da Prefeitura, em áreas como Reflorestamento, Gestão de Recursos Hídricos, Manejo de Parques e Defesa Civil.

Para participar do projeto, o aluno deve estar matriculado e/ou cursando o ensino regular ou EJA (Educação de Jovens e Adultos); ser oriundo da escola pública e/ou bolsista integral de escolas privadas; ter terminado o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral em escola privada.

Os cursos profissionalizantes são ministrados e certificados pelo Senai Niterói, em áreas de qualificação como eletricista de automóveis; mecânico de motocicletas; auxiliar de padaria e confeitaria; pizzaiolo; instalador hidráulico residencial; assistente administrativo; montador e reparador de computadores; costureiro industrial de vestuário; entre outros.

Além disso, o objetivo do trabalho de campo é que esses jovens possam contribuir como agentes de transformação de seus territórios no que tange à sustentabilidade ambiental.

Cidade já conta com um hotel arrendado que atende a esta demanda com o objetivo de que estas pessoas possam cumprir o isolamento social em segurança - Foto: Berg Silva/Prefeitura de Niterói

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, anunciou em vídeo ao vivo nas redes sociais que, a partir de quinta-feira (18), mais um hotel na cidade estará em funcionamento para receber pessoas em situação de rua. Atualmente, o Município já conta com um hotel arrendado, no Centro, que atende a esta demanda com o objetivo de que estas pessoas possam cumprir o isolamento social em segurança. Foram disponibilizadas 70 vagas nesta primeira unidade.

Lá, eles recebem todas as refeições, além de atendimento e acompanhamento com as equipes técnicas das secretarias de assistência social e de saúde. Desde o início da pandemia, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos de Niterói, reforçou as abordagens de prevenção e informação sobre o novo coronavírus. As ações acontecem em todos os bairros da cidade, diariamente.

Para ter acesso a uma vaga no hotel, após a abordagem feita pelas equipes nas ruas, os usuários passam por atendimento social, que é realizado por equipe especializada no Centro de Referência a População em Situação de Rua, o Centro Pop, responsável pela regulação da vaga de acolhimento. Todas essas pessoas, antes de entrarem no hotel, assinam um termo de compromisso para cumprir o isolamento social.

Obstrução no Canal do Tibau seria uma das causas para o problema - Foto: Divulgação

A mortandade de peixes na Lagoa de Piratininga preocupa moradores da região. Eles apontam uma obstrução no Canal do Tibau, que liga a lagoa ao mar, como causa principal. No último domingo (14), vários peixes mortos foram vistos na localidade, onde também vivem outros animais da fauna local.

O ativista e morador da região, Paulo Oberlander, afirma que o túnel subterrâneo, que compõe o canal, estava trazendo benefícios à lagoa, auxiliando a circulação dos peixes. No entanto, há pouco mais de um ano, um desabamento na construção passou a impossibilitando a troca de água com o mar.

"A gente está nessa luta de reabertura do túnel há mais de um ano. Desde o ano passado isso aconteceu, eles fizeram o túnel, estava até adiantando, dando vida à lagoa. Mas de repente houve um desabamento em janeiro do ano passado e impediu a troca de água", afirmou o ativista, de 46 anos.

Segundo Oberlander, vários blocos que caíram do teto do túnel e ficaram espalhados estão causando a obstrução. Ele ainda aponta para outro problema: o esgoto despejado no local, cuja água é consumida por capivaras, que vivem naquela região.

"Domingo foi mais um capítulo de morte de peixes, cheiro insuportável e ainda tem três capivaras que vão acabar morrendo por beber aquela água muito poluída. Toneladas de peixes morreram, a água foi ficando amarela por conta do esgoto”, afirmou.

A Gestão do Sistema Lagunar do município afirmou que Niterói é a 1ª cidade em saneamento no Estado do RJ, de acordo com a Abes e o Instituto Trata Brasil, com 96% de cobertura da rede coletora e tratamento. Toda Região Oceânica de Niterói já conta com rede coletora e tratamento de esgoto. Através de ação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e do projeto “Se Liga na Rede”, residências e condomínios da região são advertidos e depois multados caso continuem a despejar esgoto em galerias pluviais e não se ligarem na rede coletora. Para denunciar despejo irregular, o cidadão pode ligar para o número 2613-2283, telefone da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade (SMARHS).

Em relação ao canal de ligação da lagoa com o mar, a gestão do sistema lagunar de Niterói informou que é uma obra realizada pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), sendo exclusivamente de responsabilidade do órgão estadual. Procurado, o Inea não havia respondido, até a publicação desta matéria.

Revitalização da Lagoa

A Lagoa de Piratininga está no foco de ação para revitalização. A Prefeitura de Niterói lançou consulta pública para receber propostas de possíveis interessados no desenvolvimento de experimentos, aplicando tecnologias inovadoras, destinadas à redução da camada de lodo.

As propostas deverão ser enviadas por e-mail e, com base nelas, será elaborado Termo de Referência para contratação das tecnologias consideradas mais eficientes. A ação faz parte do Programa Região Oceânica Sustentável (PRO Sustentável), que tem feito diversas ações voltadas para o meio ambiente da região.

A intenção é, com base nas propostas, elaborar o TR (Termo de Referência) para contratação das tecnologias mais eficientes através da Encomenda Tecnológica (Etec). Os interessados poderão enviar as propostas até o dia 3 de julho, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

(Colaborou Brenda São Paio)

Retirada dos cartões deve ser feita no Teatro Municipal de Niterói, no Centro - Foto: Marcelo Feitosa

Nesta terça-feira (16), será realizada a distribuição dos cartões pré-pagos do benefício emergencial temporário para os artesãos que não conseguiram efetuar o cadastro no primeiro chamamento e para os pescadores artesanais.

Para os artesãos cadastrados na Secretaria Municipal de Cultura/Casa do Artesão, a retirada dos cartões deve ser feita no Teatro Municipal de Niterói, no Centro. Os pescadores artesanais receberão os cartões na Secretaria Municipal de Ordem Pública, no Barreto. O crédito destes cartões será efetuado no dia 22 de junho.

A secretária municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão, Ellen Benedetti, informou, ainda, que também nesta terça-feira, será efetuada a recarga referente ao mês de junho dos cartões pré-pagos das famílias com alunos matriculados na rede municipal de ensino, mas que não estão inscritas no CadÚnico. O depósito será feito para os beneficiários com as letras iniciais de K até Z. Aqueles com as iniciais de A até J tiveram a recarga efetuada nesta segunda-feira (15).

“Criamos programas de apoio emergencial temporário para que as pessoas que mais precisam possam cumprir o isolamento social em casa, com segurança. Mais de 50 mil famílias estão sendo beneficiadas com estas ações. Os depósitos dos créditos no valor de R$ 500 por mês começaram em abril por conta da pandemia do coronavírus. Após uma avaliação, foi decidida a extensão do pagamento do auxílio até dezembro deste ano”, explicou a secretária.

Niterói registra 168 óbitos - Foto: Divulgação

A Prefeitura de Niterói informa que o município já tem 2.925 pacientes recuperados da Covid-19. Ao todo, a cidade registra 4.072 casos confirmados da doença e 856 pessoas em isolamento domiciliar sendo acompanhados pela Fundação de Saúde do Município.

Niterói registra 168 óbitos.

Nesta terça-feira, serão entregues os cartões pré-pagos para artesãos e pescadores artesanais - Foto: Divulgação

A Prefeitura de Niterói abriu, nesta segunda-feira (15), o prazo para que as empresas cadastradas nos programas Empresa Cidadã 1 e 2 revalidem o termo de adesão. Até o dia 2 de julho, será possível acessar o site https://www.empresacidada.niteroi.rj.gov.br para garantir o auxílio na folha de pagamento por cinco meses, ao invés dos três meses previstos inicialmente. Em contrapartida, as empresas terão que se comprometer, no novo termo de adesão, a não reduzir postos de trabalho por até oito meses.

“Esse apoio às empresas é muito importante para que a economia de Niterói se mantenha de pé e se recupere de forma mais rápida após esse período”, afirmou o prefeito Rodrigo Neves em pronunciamento nas redes sociais, na noite desta segunda-feira (15).

Além disso, foram reabertas hoje as inscrições para taxistas e motoristas e auxiliares de transporte escolar que perderam a primeira fase de cadastro do Programa Taxista Amigo, que concede um benefício de R$ 500, por três meses, para todos que estão regularizados na Subsecretaria Municipal de Transportes. O prazo se encerra no dia 23.

Já os microempreendedores individuais do setor de beleza que se cadastraram no site da Secretaria de Fazenda receberão o auxílio de R$ 1 mil a partir do próximo dia 18.
 

Programas sociais - A secretária municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão, Ellen Benedetti, informou que nesta terça-feira (16) será realizada a distribuição dos cartões pré-pagos do benefício emergencial temporário para os artesãos que não conseguiram efetuar o cadastro no primeiro chamamento e para os pescadores artesanais.  

Para os artesãos cadastrados na Secretaria Municipal de Cultura/Casa do Artesão, a retirada dos cartões deve ser feita no Teatro Municipal de Niterói, no Centro. Os pescadores artesanais receberão os cartões na Secretaria Municipal de Ordem Pública, no Barreto. O crédito destes cartões será efetuado no dia 22 de junho.

Ellen Benedetti lembrou, ainda, que também nesta terça-feira, será efetuada a recarga referente ao mês de junho dos cartões pré-pagos das famílias com alunos matriculados na rede municipal de ensino, mas que não estão inscritas no CadÚnico. O depósito será feito para os beneficiários com as letras iniciais de K até Z. Aqueles com as iniciais de A até J tiveram a recarga efetuada nesta segunda-feira (15).

“Criamos programas de apoio emergencial temporário para que as pessoas que mais precisam possam cumprir o isolamento social em casa, com segurança. Mais de 50 mil famílias estão sendo beneficiadas com estas ações. Os depósitos dos créditos no valor de R$ 500 por mês começaram em abril por conta da pandemia do coronavírus. Após uma avaliação, foi decidida a extensão do pagamento do auxílio até dezembro deste ano”, explicou a secretária.    

 

Arrendamento de hotel – O prefeito anunciou em vídeo ao vivo nas redes sociais que, a partir de quinta-feira (18), mais um hotel na cidade estará em funcionamento para receber pessoas em situação de rua. Atualmente, o Município já conta com um hotel arrendado, no Centro, que atende a esta demanda com o objetivo de que estas pessoas possam cumprir o isolamento social em segurança. Foram disponibilizadas 70 vagas nesta primeira unidade.

Lá, eles recebem todas as refeições, além de atendimento e acompanhamento com as equipes técnicas das secretarias de assistência social e de saúde. Desde o início da pandemia, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos de Niterói, reforçou as abordagens de prevenção e informação sobre o novo coronavírus. As ações acontecem em todos os bairros da cidade, diariamente.

Para ter acesso a uma vaga no hotel, após a abordagem feita pelas equipes nas ruas, os usuários passam por atendimento social, que é realizado por equipe especializada no Centro de Referência a População em Situação de Rua, o Centro Pop, responsável pela regulação da vaga de acolhimento. Todas essas pessoas, antes de entrarem no hotel, assinam um termo de compromisso para cumprir o isolamento social.

 

Testes rápidos e ampliação de leitos – O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, destacou que Niterói atingiu a marca de 20 mil testes rápidos realizados para a Covid-19 e também falou sobre a ampliação do número de leitos na cidade.

“Essa marca é muito importante para gerar a segurança no plano de transição ao novo normal. Capacidade de testagem e retaguarda hospitalar são a base que nos dão segurança para a transição para o novo normal”, disse o secretário. “Também ampliamos o número de leitos para 226 destinados exclusivamente à Covid-19 e chegaremos, esta semana, a 270 leitos. Centenas de vidas foram salvas com esses leitos abertos. Niterói está vencendo a batalha por conta da consciência de cada um dos niteroienses, que estão cumprindo o isolamento social, mas também porque organizou, desde o início, um plano com medidas de higiene, saúde, economia e programas sociais”, acrescentou.

 

Boletim – De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (15), Niterói tem 4.020 casos confirmados de Covid-19, com 871 em isolamento domiciliar sendo acompanhados pela Fundação de Saúde do Município. A cidade registra, até o momento, 165 óbitos e tem 2.862 pacientes recuperados.      

 

Mais Artigos...

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.