24
Qui, Set

Atendimentos do Samu em São Gonçalo aumentam em 50% durante pandemia

Mais de 2500 atendimentos foram realizados pelos profissionais - Foto: Divulgação / Prefeitura de São Gonçalo

São Gonçalo
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de São Gonçalo é a segunda base com o maior número de atendimentos do Estado do Rio. Nos três primeiros meses deste ano, mais de 2500 atendimentos foram realizados. Com a pandemia da covid-19, profissionais viram o número aumentar em 50%. A crescente se deve à diminuição pela procura dos atendimentos em unidades hospitalares durante o isolamento social.

"Neste período de pandemia da covid-19, as equipes atuam na linha de frente realizando atendimentos aos cidadãos. São extremamente capacitados e utilizam os equipamentos de proteção necessários", afirma o prefeito José Luiz Nanci.

Se antes as equipes contabilizavam 600 atendimentos mês, atualmente este número chega a 900. No município o serviço conta com 14 ambulâncias e há 15 anos é referência no acolhimento e cuidado emergencial. Para garantir assistência segura para os pacientes com suspeita ou confirmação de infecção pela covid-19 e reduzir os riscos para os socorristas, foi adotado um protocolo de atendimento com diretrizes que têm início no momento em que a ligação entra no sistema 192.

Segundo o coordenador da SAMU 192 de São Gonçalo, Ariel Hayasaki, neste período de pandemia a população fica receosa de procurar atendimento médico em hospitais e solicita pelo Samu, e já percebe o aumento do número de atendimentos de todos os tipos de comorbidades e doenças.

"Realizamos o diagnóstico em residência, medicação para aliviar os sintomas e transferências de pacientes graves já positivados. Além dos atendimentos da covid-19, das dezenas de atendimentos feitos pela SAMU no dia a dia, uma grande parte são atendimentos pré-hospitalares primários, que são as ocorrências em vias públicas, residências, escolas, empresas e fábricas, em forma de traumas, acidentes de trânsito, quedas, ferimentos por arma de fogo e ferimentos por arma branca", explica Ariel, acrescentando que após cada atendimento é realizado a desinfecção de todos os veículos.

Também se enquadram casos clínicos como falta de ar, convulsões, dor no peito, intoxicações, AVC, desmaios, pacientes psiquiátricos, gestantes e crianças. Os atendimentos são relatados via telefone ao médico regulador que fica na Central de Regulação da Região Metropolitana II, em Niterói.

Como trabalham em resgate de emergência, os profissionais sempre enfrentam situações de natureza clínica, cirúrgica, traumática, obstétrica, pediátrica, psiquiátrica e agora também relacionadas ao novo Coronavírus. O SAMU 192 realiza atendimentos em qualquer lugar, seja em residências, locais de trabalho e vias públicas. As equipes são formadas por médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e condutores socorristas. A sede do órgão conta com estrutura para armazenamento de medicamentos e insumo com local reservado para medicamentos controlados; sala para desinfecção de material médico-hospitalar adequada; sala de expurgo e departamento de material limpo, onde ficam materiais higienizados, como pranchas, colares cervicais e lençóis.

O Serviço conta com um equipamento de alta complexidade na remoção de pacientes, como a maca bariátrica, que atende os pacientes que sofrem de obesidade e necessitam de transporte adequado. São Gonçalo é a segunda cidade do país a adquirir o equipamento. Além da maca bariátrica, as unidades móveis também são equipadas com uma incubadora, equipamento que proporciona ao bebê recém-nascido um ambiente que controla os fluxos de ar, umidade e temperatura. O aparelho fica na base da Samu e realiza o trabalho de transferência dos bebês para os hospitais.

Profissionais recebem EPIs

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de São Gonçalo recebeu, neste mês de maio, 114 novos itens de EPIs - Equipamento de Proteção Individual. O material é destinado à proteção de seus colaboradores em função do risco de contágio pela covid-19. Os itens contam com capas impermeáveis, casaco, uniforme, camiseta, bota, bornal, máscaras, além do "face shield" (máscara especial para proteção), um para cada tripulante da ambulância. A Base descentralizada do SAMU em São Gonçalo atende a população exclusivamente pelo telefone 192, durante 24 horas. O serviço funciona por meio de prestação, orientações e do envio de veículos com equipe capacitada acionada por uma Central de Regulação de Urgência.

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.