Prefeitura de Macaé exonera servidores que receberam auxílio emergencial

O Governo Federal informou que foram recuperados R$ 72,1 milhões pagos a pessoas que não se enquadravam nos critérios para recebimento do benefício em todo o país - Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Regiões
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A Prefeitura de Macaé exonerou 22 servidores comissionados que receberam o auxílio emergencial do Governo Federal de forma indevida, na última quinta-feira (16).

Segundo a prefeitura, o Tribunal de Contas enviou um ofício, junto à Controladoria Geral da União (CGU), que identificava o pagamento indevido do benefício a pessoas que possuem vínculos funcionais com o município.

De acordo com o Governo Federal, foram recuperados R$ 72,1 milhões pagos a pessoas que não se enquadravam nos critérios para recebimento do benefício.

A pessoa que tiver recebido o auxílio de forma indevida deve devolver o valor gerando uma Guia de Recolhimento da União (GRU), através do site do Ministério da Cidadania. Até o último levantamento divulgado, 79.067 pessoas emitiram GRU's para restituir valores.

Também na quinta-feira, a Prefeitura de Macaé cancelou 257 contratos com pessoas físicas que foram contratadas para exercer funções diversas na administração pública. Os casos foram encaminhados à Procuradoria Geral do município para abertura de Verificação Preliminar de Informação. As exonerações foram publicadas no Diário Oficial do município.