28
Qua, Out

Presa foragida da Justiça Federal e Estadual por fraudes no INSS

Criminosa tem 70 anotações - Foto: Divulgação

Regiões
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Policiais da 129ª DP (Iguaba Grande) prenderam, nesta quinta-feira (13), uma mulher por estelionato, apropriação indébita, certidão ou atestado ideologicamente falso, peculato e inserção de dados falsos em sistema de informação. A criminosa tem 70 anotações criminais e, contra ela, foram cumpridos dois mandados de prisão preventiva expedidos pela 20ª Vara Criminal da Comarca da Capital e outro pela 8ª Vara Federal Criminal.

De acordo com os agentes, a autora foi acusada de ter realizado concessões de benefícios de forma fraudulenta a contribuintes que não atendiam os requisitos necessários. Por meio da inserção de dados falsos no sistema do INSS, gerados por uma funerária envolvida no esquema, a presa e comparsas concediam o pagamento a segurados fictícios.

Ainda segundo os policiais, a autora tem 70 anotações criminais e também é acusada de estelionato e apropriação indébita contra sua própria sogra. Em 2018, a criminosa fez a vítima assinar uma procuração e fez um empréstimo bancário no valor de aproximadamente R$ 20 mil.

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.