27
Ter, Out

Disque Denúncia busca informações sobre assassinos de policial

Crime aconteceu na madrugada desta sexta-feira (28) - Foto: Reprodução

Regiões
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O Portal dos Procurados divulga nesta sexta-feira, dia 28/08, cartaz para ajudar a 96ª DP (Miguel Pereira) com informações que possam identificar e localizar os envolvidos na morte do 1º Sargento da Polícia Militar do Rio de Janeiro Marcelo Mauro Cardoso Ferreira, de 49 anos. Ele estava na corporação desde 1996, e deixa esposa e dois filhos

Lotado no 20º BPM (Mesquita) o agente foi morto com um tiro nas costas na madrugada desta sexta-feira (28), na Rua Zéca Leal, no bairro São Judas Tadeu, em Miguel Pereira, no Centro-Sul Fluminense.

De acordo as primeiras informações da Polícia Militar, o corpo dele foi encontrado em casa, pela sua filha. Marcelo estava caído sobre a cama, com um tiro nas costas. Ainda de acordo com a PM, a filha da vítima foi ao quarto depois de ouvir o barulho do disparo e, quando chegou lá, viu um suspeito pulando o muro para fugir.

Agentes da distrital (96ª DP), sob a coordenação do delegado titular, Júlio da Silva Filho, estiveram no local, fizeram pericia e buscam informações que possam identificar a autoria do crime.

Em nota, a Secretaria de Estado de Polícia Militar disse que lamenta a morte do sargento Marcelo Mauro e que "está prestando todo apoio à família". Até o momento, não há confirmação de horário e local do sepultamento.

Com a morte do 1º SGT Mauro, chega a 42 o número de Agentes de Segurança Pública assassinados no Rio de Janeiro em 2020, sendo 31 da Policia Militar, 01 da Policia Federal, 03 do Corpo de Bombeiros, 03 da Policia Civil, 02 da Marinha do Brasil, e 02 Policial Penal da SEAP.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos envolvidos , favor denunciar pelos seguintes canais: WhatsApp do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo Facebook (inbox), endereço: https://www.facebook.com/procuradosrj/, pela mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177 ou 0300-253-1177 , ou pelo Aplicativo para celular - Disque Denúncia e também pelos aplicativos: https://twitter.com/PProcurados, e https://www.instagram.com/portal.dos.procurados, e em todos os casos o anonimato é garantido.

Todas as informações sobre o caso serão passadas para 96ª DP (Miguel Pereira), que é a delegacia que está à frente das investigações sobre a morte do policial e também a responsável pelo Inquérito Criminal.

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.