Coren RJ divulga nota aos fluminenses pedindo contribuição na vacinação

Rio de Janeiro
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Na manhã desta quarta-feira (17), o Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro (COREN RJ), divulgou uma nota à Sociedade Fluminense, pedindo auxílio de todos durante o processo de vacinação, para que se torne mais fácil a imunização de todos no estado, já que está no segundo lugar da lista de mortes de enfermeiros por covid-19 e registra um alto índice de casos e mortes pela doença.

Confira a nota na íntegra:

Cara(o) cidadã(o) carioca e fluminense,
Nosso COREN RJ é constituído por 298 mil profissionais registrados, o equivalente a 68% da força de trabalho do setor saúde, e isso nos classifica como o segundo maior Conselho do país. Uma de suas atividades finalísticas com maior impacto para sociedade é a fiscalização do exercício profissional e da conduta ética de auxiliares, técnicos e enfermeiros.

Desde o início da pandemia COVID-19, nós, profissionais de enfermagem de todo o país, atuamos de maneira incansável, ininterrupta, sem finais de semana ou feriados na assistência aos pacientes acometidos pelo novo coronavírus. Nossas atividades vão da testagem da COVID-19 ao centro de tratamento intensivo (CTI), incluindo ambulatórios, emergências e enfermarias.

Durante esses longos onze meses de batalhas travadas contra a COVID-19, vivenciamos como todos os brasileiros luto pela perda de familiares, amigos e pacientes.

No contexto dessa pandemia, o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial de mortes de trabalhadores de enfermagem acometidos pela COVID-19. Até a presente data, foram registrados pelo Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), em seu Observatório, 556 óbitos de profissionais por COVID-19. A região Sudeste como a mais afetada, confere ao Rio de Janeiro, o segundo lugar no ranking de óbitos de profissionais de enfermagem de todo país.

No dia 20 de janeiro de 2021, a chegada da vacina contra a COVID-19 trouxe-nos a materialização da esperança. Afinal, aguardávamos ansiosos pela vitória da ciência. Não há dúvidas de que somente a vacina ofertará a proteção necessária aos jovens, adultos e idosos, de modo que milhares de famílias serão poupadas de perdas inestimáveis, como tem ocorrido até aqui, incluindo as nossas.

Importante destacar que a despeito da fiscalização realizada pelo nosso Conselho nos 5.033 estabelecimentos de saúde do Estado do Rio de Janeiro, identificamos que falhas acontecem, afinal, somos humanos, faltam-nos condições objetivas para o cuidado. Verifica-se mormente que nossos trabalhadores estão submetidos à inúmeras injunções, pressões e, não raras vezes, à condições precárias de trabalho, baixos salários, atrasos de pagamento, ausência de local de descanso, jornadas exaustivas, inadequação e até mesmo inexistência de equipamentos de proteção individual, déficit de profissionais, dentre outros. Nessa toada, expressivo número de profissionais se submete a dois ou até três vínculos para prover o sustento familiar.

Quando falhas acontecem, o sentimento de tristeza domina a alma da enfermagem e gera revolta na sociedade, uma vez que nosso ofício é labutar com vidas, e todas elas, vidas preciosas. A cada desfecho deletério, aumentam-se numericamente os nossos atos fiscalizatórios, e intensificam-se o rigor dos mesmos visando ofertar à sociedade uma assistência livre de imprudências, imperícias ou negligências.

Em face do exposto, o Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro, convida você carioca e fluminense a contribuir para o êxito do processo de vacinação da população contra a COVID-19. Nós, profissionais atribuídos de coordenar e executar o Plano Nacional de Imunização (PNI) de mãos dadas com a sociedade, temos a obrigação de combater fake news, de nos mantermos vigilantes no combate a prática “fura filas”, entre outras irregularidades. Solicitamos, gentilmente, que formalizem suas denúncias através do e-mail: [email protected]

A missão da Enfermagem, sob auspícios do COREN RJ é oferecer à sociedade a melhor assistência no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Contem conosco sempre! Juntos somos fortes, juntos somos um na defesa intransigente pela vida! Vamos em frente!!