Paes sugere que idosos, pessoas com comordidades, voltem a usar máscaras no RJ

Prefeito, porém, fez questão de ressaltar que se trata apenas de uma recomendação e não de uma determinação obrigatória - Foto: Agencia Brasil

Rio de Janeiro
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (02/06), o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), sugeriu que idosos, estudantes e pessoas com comorbidades voltem a utilizar máscaras na cidade. O chefe do Poder Executivo carioca, porém, fez questão de ressaltar que se trata apenas de uma recomendação e não de uma determinação obrigatória.

”Não vamos impor nenhum tipo de obrigação de usar máscaras. O momento é outro. As gripes ‘não Covid’ representam aproximadamente 80% das pessoas que testam”, destacou.

Apesar do recente aumento no número de casos na capital fluminense, a Prefeitura informou que não há comparação com a situação do início do ano, quando foram contabilizados 190 mil registros num período de 7 dias.

”Nos últimos 90 dias, depois da onda de janeiro, o que temos é um aumento, a maioria de casos leves, onde o pico diário não chega a mil casos”, explicou Márcio Garcia, superintendente de Vigilância em Saúde do Rio.

Em países como os Estados Unidos, o uso de máscaras não é exigido nem mesmo ao embarcar em aviões. Estados americanos liberais e progressistas como a California também não exigem o uso do equipamento. Grande parte dos cientistas já considera que a pandemia teria se tornado endemia, e que um eventual alto número de contágios sem aumento relevante do número de mortes comprovaria esta tese.

Testar em caso de sintomas

A Prefeitura do Rio recomenda que, em caso de sintomas de gripe, a pessoa use máscara e vá a um posto de saúde realizar o teste. No entanto, ainda de acordo com o Município, somente 20% das testagens realizadas têm sido positivas para Covid-19.