Grupo de alunos visita APA do Engenho Pequeno

Crianças realizaram trilha e aprenderam sobre fauna e flora - Foto: Renan Otto/Prefeitura de São Gonçalo

São Gonçalo
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Um grupo de crianças da Escola Estadual Municipalizada de Itaitindiba fez um passeio diferente nesta terça-feira (7). Através do programa ‘Estudo Vivo’, eles realizaram uma visita guiada pela Apa do Engenho Pequeno para aprender sobre educação ambiental. O programa é uma parceria entre as secretarias municipais de Meio Ambiente e de Educação. No passeio, é possível vivenciar, na prática, tudo que aprendem na sala de aula sobre o meio ambiente. O programa começou em abril e já recebeu 136 alunos.

No passeio, um grupo de alunos percorre um roteiro que inclui uma trilha e visita ao laboratório e à estufa, com supervisão dos coordenadores. No caminho eles têm acesso a informações ambientais, através de contação de história, que acontece pelos moradores mais antigos do local. Dona Graça, de 70 anos, divide com os visitantes o que já vivenciou no espaço onde hoje é a APA.

“É importante esses pequenos saberem como foi a luta para preservar essa área e tudo que aqui existe. Assim, eles levam isso para a vida deles e para qualquer outro espaço que visitarem”, disse.

A bióloga e uma das coordenadoras, Lorena Ramos, explica que o programa está sendo realizado nas APA’s do Engenho Pequeno e de Maria Paula.

“A gente dá uma aula ao ar livre para que as crianças vejam, na prática, aquilo que, muitas vezes, só têm a chance de ver nos livros. Tudo de forma didática e adaptada para a realidade deles. A nossa prioridade são as escolas municipais. Mas as escolas estaduais e particulares que tiverem interesse podem nos procurar que agendamos também, aqui no Engenho Pequeno ou em Maria Paula”, explica.

Também fazem parte da coordenação do projeto a educadora ambiental Christiane Ferreira e o professor Júlio Vidal.

O pequeno Gabriel Felipe, de 9 anos, mostrou que aprendeu tudo que ouviu durante a trilha. “É tudo muito verde aqui. E tem gente cortando e queimando isso. Não pode, é crime. Se cortarem tudo ou botarem fogo, a gente vai ficar sem respirar e os bichinhos também morrem”, disse.

No final do passeio, o grupo de alunos planta uma espécie arbórea. Desde abril, quando as visitas começaram, já foram plantadas jabuticaba, pitanga, bacupari e ipê rosa.

Com a implantação de áreas de proteção ambiental na cidade, São Gonçalo conseguiu expandir de 4% para 19% sua área preservada, incluindo as APAS do Engenho Pequeno, Estâncias de Pendotiba, Alto do Gaia e Itaoca.

Os agentes do Grupamento de Defesa e Preservação Ambiental (GPAm) também fazem brincadeiras com os grupos visitantes para explicar o papel da guarda ambiental.

A escola que se interessar em participar do programa pode agendar a visita através do email [email protected] Os passeios acontecem às terças e quintas-feiras, das 9h às 11h e das 14h às 16h.