NITERÓI/RJ
Min:   Max:
Educação e Novas Tecnologias

Suzana Fernandes é graduada em pedagogia pela Uerj e em música pela UFRJ. Especializada em educação à distância e em planejamento, implementação e avaliação pela PUC-MG. Professora de música e de ensino religioso da rede municipal do Rio de Janeiro e palestrante internacional sobre o tema e-learning. E-mails para esta coluna: [email protected]

Sábado Carioca: projeto está revolucionando a educação no Rio

Cerca de 150 mil estudantes já participaram da ação

Reprodução

No município do Rio de Janeiro vem acontecendo um projeto pioneiro de Reforço Escolar aos sábados pela manhã. O Sábado Carioca atende escolas localizadas em regiões da cidade com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

A iniciativa visa esclarecer as dificuldades dos alunos que têm conceito R (regular) ou I (insuficiente) e precisam de uma alavancagem nos estudos.

Na última semana, o projeto aconteceu em cerca de 850 unidades de todas as regiões da cidade, beneficiando mais de 20 mil alunos a cada edição, em média.

Desde que o programa foi implantado, cerca de 150 mil estudantes já participaram das ações, e a cada edição, os números estão sendo ampliados.

Espaço público - O sábado letivo também inspira a repensar a utilização do espaço público, que pelo próprio nome diz deve servir ao público. Abrir a escola aos sábados oportuniza uma série de atividades que podem ocorrer para atrair as crianças e jovens que não têm acesso aos bens culturais da cidade, por exemplo.

E para os docentes abre um leque de possibilidades de oferecimento de atividades que beneficiam a comunidade.

Nova fase - No último sábado (26), a Secretaria Municipal de Educação começou a implementar o projeto Escola de Lutas nas unidades atendidas pelo programa Sábado Carioca. A iniciativa inclui a prática de lutas marciais nas escolas municipais. Boxe, muay thai, jiu-jitsu e capoeira são algumas das modalidades disponíveis. No dia do lançamento, 37 unidades foram beneficiadas com a prática esportiva aos sábados.

Outras atividades - O aluno no sábado passa por quatro oficinas de aprendizagem: português, matemática, artes e educação física. Todas planejadas de forma lúdica, focando no raciocínio matemático, no pensamento lógico, na interpretação, produção textual, entre outros conteúdos importantes.

São oferecidos também café da manhã e almoço. A tônica do sábado é ser divertido, agradável, utilizando locais diferentes da escola, reorganizando as salas de maneira variada, favorecendo que as aulas sejam dinâmicas e despertem a curiosidade do aluno.

Os docentes que atuam no projeto pertencem à rede municipal e no sábado desenvolvem um trabalho diferenciado do exercido durante a semana.

A coordenadoria envia todo sábado supervisores para avaliar o trabalho de cada instituição, orientando e sugerindo ações e remodelando. Também oferecem capacitação aos articuladores.

Erros que podem eliminar um candidato no Enem

O exame do Enem acontece nos próximos domingos, dias 3 e 10 de novembro, e o MEC divulgou nesta semana os principais itens que podem eliminar os candidatos na disputa por uma vaga nas universidades do país. São eles:

1. Realizar a prova com caneta que não seja esferográfica, transparente e de tinta preta.

2. Não permitir que o lanche levado seja vistoriado pelo aplicador da sala.

3. Prestar declaração falsa ou inexata (em qualquer documento);

4. Permanecer no local de provas sem documento de identificação válido.

5. Utilizar qualquer dispositivo eletrônico no local de provas, por exemplo, laptop e

celular;

6. Entrar na sala de provas com o telefone celular e/ou quaisquer outros equipamentos

eletrônicos fora do envelope porta-objetos;

7. Não manter aparelhos eletrônicos (celular, tablet, etc) desligados no envelope porta-

objetos até a saída definitiva da sala de provas;

8. Ainda que dentro do envelope porta-objetos, o aparelho eletrônico emitir qualquer tipo de som, como toque de ligação ou alarme;

Scroll To Top