NITERÓI/RJ
Min:   Max:
Informe

Tudo sobre os bastidores da política. E-mails para esta coluna: [email protected]

Maia rebate críticas do general Heleno

Confira a coluna de Informe

Presidente da Câmara, Maia deu declarações sobre a fala do ministro

Luis Macedo/Agência Câmara

Ultrassonografia obrigatória no SUS

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira(19), o Projeto de Lei 7354/17, que obriga o Sistema Único de Saúde (SUS) a realizar o exame de ultrassonografia mamária como forma de prevenção de câncer de mama. O texto segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Alcolumbre também rebate

Presidente do Senado, Alcolumbre defendeu posição do Parlamento

Presidente do Senado, Alcolumbre defendeu posição do Parlamento

Marcos Brandão/Ag. Senado

Também o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, por meio de nota no final da manhã desta quarta-feira (19), respondeu à declaração do ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno.

Alcolumbre afirmou que "nenhum ataque à democracia será tolerado pelo Parlamento".

"O momento, mais do que nunca, é de defesa da democracia, independência e harmonia dos Poderes para trabalhar pelo país. O Congresso Nacional seguirá cumprindo com as suas obrigações",rebateu.

Sem ataque na votação de aumento

"Não vi por parte dele, nenhum tipo de ataque ao Parlamento quando a gente estava votando o aumento de salário dele, como militar na reserva. Quero saber se ele acha se o Parlamento foi chantageado para votar o projeto de lei das Forças Armadas", criticou o presidente. Maia referia-se ao Projeto de Lei 1645/19, aprovado pelo Congresso no ano passado e já sancionado por Bolsonaro.

Exames devem ser gratuitos

A regra vale para as mulheres jovens com elevado risco de câncer de mama; que não possam ser expostas à radiação; que tenham entre 40 a 49 anos de idade; ou que tenham alta densidade mamária. Os exames deverão ser gratuitos, nas unidades públicas ou por meio de hospitais e clínicas conveniadas.

Comentários

Scroll To Top