NITERÓI/RJ
Min:   Max:
Informe

Tudo sobre os bastidores da política. E-mails para esta coluna: [email protected]

2ª instância: Senado quer calendário

O presidente do Congresso, Davi Alcolumbre, e o ministro Sergio Moro

José Cruz/Agência Brasil

R$ 200 milhões para bolsas

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) vai investir R$ 200 milhões em cursos de mestrado e doutorado considerados estratégicos e de relevância para o desenvolvimento regional, na concessão de 1.800 bolsas de pós-graduação, a partir de março.

Prioridade para emergentes

Segundo o presidente da Capes, Anderson Correia, são exemplos de áreas estratégicas energia, mobilidade, saúde, meio ambiente, gestão, indústria 4.0 e defesa nacional. Terão prioridade cursos de pós-graduação classificados com notas 3 e 4 pela Capes "considerados emergentes e em fase inicial de implantação".

Dallagnol recebe punição

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu na terça (26), por 8 votos a 3, punir o procurador da República Deltan Dallagnol com uma advertência por ter dito em entrevista "que ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) eram lenientes com a corrupção". Trata-se da primeira punição disciplinar da carreira de Dallagnol. A advertência é a pena mais branda nas sanções que o CNMP pode aplicar a membros do Ministério Público Federal (MPF), mas em caso de reincidência pode resultar em punições mais graves. A sanção também prejudica a promoção.

Indicação a embaixador

O presidente Jair Bolsonaro encaminhou ao Senado a indicação do diplomata Nestor Forster para a embaixada do Brasil em Washington, nos Estados Unidos. O embaixador será sabatinado na Comissão de Relações Exteriores do Senado. Depois, será a vez do plenário.

Apelações revistas

O desembargador do TRF da 2ª Região (TRF2), Abel Gomes, enviou à revisão dois processos de apelação de condenados da Operação Mascate, um desdobramento da Lava Jato. Uma das apelações é do ex-governador Cabral e do economista Carlos Miranda.

Scroll To Top