NITERÓI/RJ
Min:   Max:
Informe

Tudo sobre os bastidores da política. E-mails para esta coluna: [email protected]

Marinho toma posse no Desenvolvimento

O presidente Bolsonaro dá posse ao novo ministro do Desenvolvimento

Valter Campanato/Agência Brasil

Weintraub e a 'chuva de fake news'

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, durante audiência pública

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, durante audiência pública

Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse nesta terça-fera (11) que a divulgação do resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) este ano foi alvo do que chamou de "chuva de fake news". Convidado para explicar o problema ocorrido na Comissão de Educação (CE) do Senado, ele justificou por que não se pronunciou pessoalmente depois de identificado o problema. Weintraub disse que "em respeito à Justiça, que estava avaliando o que houve", preferiu ficar em silêncio sobre a correção do Enem. O ministro disse que o erro se deu na gráfica na hora da impressão. Para ele, o mesmo problema pode ter acontecido em outras edições do Enem sem que ninguém ficasse sabendo. "Não dá pra afirmar [sobre ter acontecido o mesmo erro no passado] nem que sim, nem que não, mas esse tipo de processo pode ter acontecido no passado."

Ocultação de bens

No recurso, Aras disse haver "fundadas suspeitas" de que Cabral continua a ocultar bens oriundos de corrupção. "O entendimento é o de que esse fato viola a boa-fé objetiva, condição necessária à elaboração de acordos de colaboração", diz nota da PGR.

Cabral: Aras recorre contra delação

O procurador-geral da República, Augusto Aras, recorreu nesta terça-feira (11) contra a homologação do acordo de delação premiada do ex-governador Sérgio Cabral, preso desde novembro de 2016. A delação de Cabral, negociada com a Polícia Federal, foi homologada pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), na semana passada, mesmo após parecer contrário da PGR. Antes, o acordo já havia sido rejeitado pelo Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF-RJ).

CURTA

A partir desta semana também está sendo possível substituir o antigo cartão de transporte Vale-Transporte (VT) pelo novo modelo, na cor laranja, nas estações das barcas da Praça XV, no Rio, e Arariboia, em Niterói, ampliando os pontos de troca que já estão disponíveis no MetrôRio, SuperVia e no sistema BRT.

Scroll To Top