NITERÓI/RJ
Min:   Max:
Panorama RJ

Por dentro das Casas Legislativas, por Lucas Schuenck. [email protected]

Roubos de carga ainda preocupam

Confira a coluna de Panorama RJ

A BR-101, em São Gonçalo, é alvo constante dos roubos de carga. Município lidera estatísticas no Rio

Alex Ramos

A Firjan divulgou, nesta quarta (19), o "Panorama do roubo de carga no estado do Rio de Janeiro", que aponta para queda de 18,8% dos casos na comparação entre 2018 e 2019. No entanto, a mesma pesquisa aponta que, apesar da melhora no quadro, o prejuízo com esse tipo de crime, considerando o valor médio da carga roubada, foi de R$ 386 milhões.

"Nosso estudo mostra uma melhora significativa dos indicadores, mas é muito importante a continuidade das ações já que ainda vemos mais de 20 roubos de carga por dia, em média", ressalta o gerente geral de Competitividade da Firjan, Luis Augusto Azevedo.

Com base em dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), o estudo destaca que cerca de 97% dos casos registrados em 2019 foram concentrados na Região Metropolitana. Além disso, das 137 Circunscrições Integradas de Segurança Pública (Cisp), apenas dez, que são cortadas pelas principais rodovias fluminenses, receberam mais da metade das ocorrências.

Apesar da redução média observada, algumas regiões específicas tiveram aumento do número de ocorrências em relação ao ano anterior. A região de Vilar dos Teles (São João de Meriti) foi aquela que apresentou maior aumento, 31,6%. Por outro lado, as regiões de Belford Roxo (Baixada Fluminense), Penha e Braz de Pina (ambas na zona norte da Capital), mostraram números cerca de 50% inferiores a 2018.

Em números absolutos, o município de São Gonçalo concentra boa parte dos casos de roubos de cargas do estado, devido a presença do crime organizado em comunidades localizadas às margens da BR-101.

Para a Firjan, a expectativa é de continuidade na redução do roubo de carga em 2020, já que está previsto para o primeiro trimestre o início do programa Segurança Presente Volante.

Ofensa a jornalista será tema de audiência pública na Alerj

Deputados multipartidários também expressaram solidariedade a jornalista Patrícia Campos Mello nesta quarta (19)

Deputados multipartidários também expressaram solidariedade a jornalista Patrícia Campos Mello nesta quarta (19)

Divulgação

Representantes da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e do Sindicato de Jornalistas Profissionais do Município do Rio se reuniram, nesta quarta (19), com a deputada estadual Enfermeira Rejane (PCdoB), que preside a Comissão de Mulheres da Alerj. Na oportunidade, foi solicitado a parlamentar uma audiência pública para discutir as recentes ofensas do presidente Jair Bolsonaro à jornalista Patrícia Campos Mello.

Após o encontro, no plenário da Alerj, a deputada anunciou para março a realização da audiência que, segundo ela, reunirá entidades de mulheres, parlamentares das bancadas femininas no Congresso, nas Câmaras e órgão de classe dos jornalistas para debater o assédio às mulheres no exercício da profissão.

Rosinha ficainelegível

A ex-governadora Rosinha Garotinho está inelegível. A decisão vem após o Ministério Público Eleitoral (MPE) obter, junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), acórdão favorável em ação de investigação judicial eleitoral (AIJE), ajuizada em 2012, por abuso de poder político, em face da então prefeita reeleita do município de Campos dos Goytacazes, Rosinha Garotinho; do vice-prefeito Francisco Arthur de Souza Oliveira, mais conhecido como Doutor Chicão, e reeleito na mesma chapa; de Anthony Garotinho, marido de Rosinha e à época deputado federal; e do vereador da mesma cidade do Norte Fluminense, Mauro José da Silva.

Impedidos

Na decisão, publicada na última semana, o TSE negou o provimento aos recursos especiais interpostos por Rosinha e Chicão, atendendo ao recurso especial do MPE para cassar os diplomas e declarar a inelegibilidade de ambos. Com a resolução, ambos estão impedidos de participar do pleito deste ano, com primeira votação agendada para o dia 4 de outubro.

 

Rio Segurona Taquara

Marcelo Crivella, prefeito do Rio, lançou nesta quarta (19), na Taquara, o segundo módulo do Rio Seguro Jacarepaguá, que amplia a expansão do programa na Zona Oeste. Segundo o prefeito, até o final de abril, o Rio Seguro será levado a outras quatro regiões: Pechincha, Tanque e Praça Seca, também em Jacarepaguá, além do Centro de Campo Grande. O primeiro foi inaugurado na Freguesia, no mês passado.

Sucesso

"A importância do Rio Seguro em Jacarepaguá é o que se espera dele: alcançar o sucesso de Copacabana, onde reduziu muito o índice de criminalidade", declarou Crivella na oportunidade.

 

Respostademorada

O vereador niteroiense Paulo Eduardo Gomes (Psol), presidente da Comissão de Saúde, encaminhou, em fevereiro de 2019, um ofício para a Fundação Municipal de Saúde, no qual pedia com urgência a reforma elétrica e a capacitação de grupos brigadistas no Hospital Psiquiátrico de Jurujuba, além da elaboração de um plano contra incêndio e pânico na unidade de saúde. A iniciativa aconteceu após um princípio de incêndio, no dia 12 de fevereiro do ano passado, na ala da enfermaria masculina do hospital, que não teve feridos.

Demora

A prefeitura acatou a solicitação de Gomes e informou que atendeu a demanda e contratou uma empresa especializada para suprir as necessidades, além de treinar brigadistas separadamente. Gomes, no entanto, lamentou a demora da resposta para a resolução - de aproximadamente um ano. "Lamentável a demora no encaminhamento de resposta à uma demanda tão importante", disse.

 

Semana Empreendedora

Durante sessão ordinária nesta quarta (19), os vereadores da Câmara Municipal de Maricá aprovaram, em primeiro turno, um projeto de lei que institui a Semana do Empreendedorismo, Geração de Emprego, Trabalho e Renda no município. Definiu-se a semana de 1º de maio para a comemoração em virtude do Dia do Trabalhador. Serão promovidas ações como palestras de variados temas, cursos rápidos e exposição de vagas de emprego.

Comentários

Scroll To Top