NITERÓI/RJ
Min:   Max:
Panorama RJ

Por dentro das Casas Legislativas, por Lucas Schuenck. [email protected]

UERJ recebe navio para pesquisas

A embarcação vai possibilitar parcerias com órgãos governamentais e instituições de pesquisa

Divulgação/ Philippe Lima

O Governo do Estado inaugurou o navio oceanográfico Prof. Luiz Carlos, destinado à pesquisas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), nesta terça-feira (28). Orçada em R$ 7 milhões, a embarcação foi financiada com recursos públicos de quatro órgãos, além da própria universidade - Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) e Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

"Esse ano serão R$ 550 milhões em pesquisa e inovação para o nosso estado. Ano passado foram R$ 300 milhões. Por isso, lancei o desafio para as universidades do Rio de Janeiro para que possamos superar as demais instituições brasileiras, que têm tradição na área de pesquisa. A Universidade da Zona Oeste (Uezo), por exemplo, terá um campus novo para que os estudantes tenham melhores condições de estudo. Reafirmo meu compromisso de investir em educação e na cultura porque só assim o Brasil vai retomar a capacidade de gerar riqueza", disse o governador.

O navio oceanográfico vai alavancar pesquisas e projetos ambientais, como o monitoramento dos ecossistemas marinhos e aperfeiçoar a formação dos estudantes de oceanografia, geologia, geografia e biologia. O projeto teve início em 2013, mas, devido a crise financeira do estado, somente em 2019 foi possível finalizar a construção. A embarcação vai possibilitar parcerias com órgãos governamentais e instituições de pesquisa.

"Com a chegada do navio, as pesquisas nas áreas de Oceanografia e Biologia Marinha terão um upgrade impressionante. É como se fosse um hospital para os estudantes de Medicina. A existência de uma embarcação coloca a Uerj em outro patamar, a partir das pesquisas que serão iniciadas. Além disso, há a oportunidade de se estabelecer parcerias com outras instituições para o estudo no ambiente marinho. Este é o primeiro navio oceanográfico ligado a uma universidade do Estado do Rio de Janeiro. Nenhuma outra instituição fluminense possui algo semelhante - explicou o reitor da Uerj, professor Ricardo Lodi.

Doações para vítimas das chuvas

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Rio de Janeiro (IPEM-RJ) vai doar mais de 400 quilos de alimentos para as vítimas das chuvas no Norte e Noroeste do estado.

Os itens são provenientes das fiscalizações realizadas em mercados pelo Instituto. O Rio Solidário, um dos órgãos que está recebendo as doações, receberá os donativos e encaminhará para a região.

Encontro com empresários

A convite da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, o deputado federal Christino Áureo, relator da MP 905, estará participando nesta quinta-feira, (30), às 14h30, de encontro com empresários na sede da instituição. Na ocasião, o deputado falará sobre a MP 905, que cria o contrato de trabalho "Verde Amarelo", visando a geração de empregos, e modernização das leis trabalhistas.

Possíveis modificações no texto, especialmente no que envolve incentivos à geração de empregos para os mais de 55 anos, assim como discussão das transformações do mercado de trabalho a partir de mudanças tecnológicas e inovação, serão tratadas.

Descartáveis: pauta retorna à Alerj

Copos plásticos

Copos plásticos

Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Na próxima semana, a Alerj vai trazer de volta à pauta o projeto de lei que proíbe a administração pública estadual de adquirir copos e recipientes descartáveis produzidos a partir de derivados do petróleo, com exceção dos hospitais.

A proposta do deputado Thiago Pampolha (PDT) já passou em primeira discussão e, em tempos de busca por mais sustentabilidade, deve ser aprovada e entrar em vigor ainda em 2020. O TRE-RJ até já suspendeu a compra deste tipo de copo.

Blocos aumentam vendas cariocas

A expectativa do comércio carioca é de um aumento de 1,5% nas vendas até o fim do carnaval em relação ao ano passado, de acordo com a pesquisa do Centro de Estudos do Clube dos Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDLRio).

Pesquisa

Foram ouvidos 400 lojistas da Cidade do Rio de Janeiro entre os dias 20 a 27 de janeiro para conhecer a expectativa de venda de produtos para o Carnaval.

Blocos de ruas

De acordo com Aldo Gonçalves, presidente do CDLRio, as vendas de produtos para o Carnaval devem contribuir para o faturamento do mês de fevereiro. "O que tem colaborado significativamente para o aumento das vendas são os blocos de rua (cerca de 500 segundo a Prefeitura) que não exigem fantasias padronizadas", diz Aldo.

Professores premiados pela Shell

Vitor e Rafaella ao lado de outros professores premiados

Vitor e Rafaella ao lado de outros professores premiados

Divulgação

Os professores Victor Hugo Vassalo, de Três Rios, e Rafaella Cruz Ferreira, de Campos dos Goytacazes,conquistaram o 1º e o 2º lugar, na categoria Ensino Médio, na 6ª edição do Prêmio Shell de Educação Científica e realizaram uma viagem educativa para a Inglaterra, em janeiro deste ano.

Os docentes visitaram museus, pontos turísticos e apresentaram seus trabalhos em renomadas instituições internacionais de ensino.

Axel apto na corrida eleitoral

Axel Grael, pré-candidato à Prefeitura de Niterói, já demonstra preocupação com fakenews na corrida eleitoral. Ao se filiar ao PDT, nesta quarta-feira (29), ele classificou como "lamentável" a propagação de notícias falsas nas redes sociais como a de que não poderá ser candidato. No site da Justiça Eleitoral, a situação de Axel Grael consta como regular.

Educação

A Prefeitura de Niterói foi a que mais investiu em educação no Estado do Rio de Janeiro, de acordo com o Anuário Multicidades 2020. O município destinou quase R$ 500 milhões à pasta, o que o levou à 29ª posição no ranking total de investimento nessa área. Desde 2013, a atual administração vai inaugurar a 25ª escola do Município. Só em 2018, o investimento em educação foi de R$ 448.848.776,97.

Saúde

O Governo do Estado do Rio de Janeiro formalizou, nesta quarta-feira (29/01), o repasse de novos recursos financeiros à Prefeitura do Rio de Janeiro para a Saúde. A assinatura do convênio, no valor de R$ 93 milhões, no Palácio Guanabara, contou com as presenças dos secretários estaduais da Casa Civil e Governança, André Moura, e de Saúde, Edmar Santos, e da secretária municipal de Saúde, Beatriz Busch.

Scroll To Top