NITERÓI/RJ
Min:   Max:
Seus Negócios

Ulisses Dávila fala sobre o mundo corporativo, profissional, qualificação e marketing. Sugestões para [email protected]

Construa uma marca de sucesso

A marca é fundamental para os negócios, afirma Ângelo Vieira

Alexandre Machado / Alegotografo

Você já parou para pensar na importância da marca para um negócio? São diversos fatores que proporcionam o crescimento de uma empresa, porém, não se pode negar que a imagem de marca também é fundamental para conquistar a clientela e garantir bons negócios. Muito além de uma imagem; há a representação do conjunto de valores pensados para dar identidade ao serviço prestado. Angelo Vieira, diretor operacional e de Marketing da Farmarcas, separou algumas dicas fundamentais na hora de construir uma marca.

O desenvolvimento da marca deve acontecer a partir de uma estratégia da empresa. Para isso, é necessário ter um alinhamento com a missão, a visão e os valores dela;

Não se deve esquecer projeções futuras do negócio, levando em conta as atividades e o público do empreendimento;

O desenvolvimento da arte da marca tem que passar uma comunicação adequada. Deve-se perceber nela a mensagem que se objetiva, sendo também atraente e original;

A marca deve ser uma mescla de harmonia e identidade verbal e visual, estando sempre bem especificado na utilização de todos os materiais;

O início do uso da marca também deve ser planejado minuciosamente, não basta ter todo um trabalho e simplesmente usar. Deve-se pensar em como e onde vai iniciar a divulgação da marca, o público e o alcance;

É preciso desenvolver um manual de uso de marca, no qual devem estar detalhados todos os cuidados e limites na utilização, contemplando impressos e digitais, arquitetura e decoração, fazendo com que tudo se comunique;

A manutenção da marca e possíveis revisões também devem estar em foco. A gestão da marca deve alinhar todo o universo da empresa, de forma a valorizar a imagem do negócio e garantir consistência e continuidade no uso da marca.

Mulheres negras são metade das empreendedoras brasileiras

As mulheres negras representam hoje a metade das donas de negócios no país, segundo um relatório especial produzido pelo Sebrae. Elas fazem parte do contingente das 9,6 milhões de empreendedoras do sexo feminino que estão à frente de um negócio, formal ou na informalidade, como empregador ou trabalhando por conta própria. O documento, que faz um perfil atualizado do empreendedorismo feminino no Brasil por gênero e raça, mostra que o empreendedorismo por necessidade é mais forte entre as mulheres negras (49%) que entre as brancas (35%) e que a informalidade também é marcante nesse contingente. De acordo com levantamento do Sebrae, somente 21% das empreendedoras negras têm CNPJ, contra 42% das mulheres brancas.

Apesar de as mulheres negras serem 17% dos empreendedores do país, elas ganham menos do que todos os outros grupos, R$ 1.384 por mês. Metade do rendimento das empreendedoras brancas, de R$ 2.691, e 42% do valor recebido por homens brancos (R$ 3.284). Há uma proporção maior de chefes de domicílio (49%) do que as brancas (44%). Segundo a Pesquisa Nacional de Amostragem de Domicílio Contínua (PNADC), desde 2015 o percentual de mulheres no controle do lar vem subindo e hoje elas são 46%, contra 49% dos homens.

Neurociência e consumo

Como e por que as pessoas compram alguns produtos? Essa é uma das perguntas que será respondida no próximo dia 31 de outubro, na palestra "Neurociência: uma revolução no consumo". Das 9 às 11h30 na sede da ABF Rio - Av. Treze de maio 23, 401, Centro, Rio. R$ 90 e grátis para associados. Informações: (21) 2504-7573

Empreender com E-Sport

A partir do dia 17, a área de cultura empreendedora do Instituto Gênesis da PUC-Rio realizará o Inove Carreiras & Negócios Em E-Sport com foco no universo dos esportes eletrônicos. O evento é gratuito e tem como objetivo promover uma introdução sobre como empreender nesse segmento. Inscrições pelo site Sympla.

Inspiração para crescer

Empreendedor, investidor anjo, palestrante. Apaixonado por inovação, startups e pessoas. Aos 23 anos, Fernão Battistone pediu demissão do mundo corporativo para dedicar sua carreira ao empreendedorismo. Aos 37 anos, é considerado um dos 100 maiores líderes do mundo dentro do segmento. Essa é a história contada em "Cresça 1% ao dia" (Buzz).

Scroll To Top