NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Moradores reclamam de lixo e mau cheiro no Engenho do Mato

Dia após dia a situação da rua 21 se agrava

Moradores alegam falta de saneamento desde 2016

Divulgação

Mato sem podar. Proliferação de mosquitos. Mau cheiro. Enchentes. Essa vem sendo a dura realidade enfrentada por moradores do bairro Engenho do Mato, em Niterói. Dia após dia, a situação se agrava no local, e o medo de doenças, acidentes e bichos vem se tornando ainda mais frequentes na vida dos habitantes da região.

Segundo a denúncia de um morador, que preferiu não se identificar, outros habitantes da localidade contribuem para estes casos, depositando lixo nas ruas e nos canais, agravando ainda mais a situação, que ocorre desde 2016.

"Em fevereiro e março de 2016, duas enchentes causaram grandes perdas. Os postos de saúde estão sempre cheios de pessoas com dengue e as outras doenças. Eu mesmo já tive dengue. Convivemos com água de esgoto contaminada, falta de saneamento e asfaltamento. Nós trabalhamos para limpar os canais, nós quem instalamos os canos, se não, não entrávamos em casa. Nós limpamos o que podemos. Vivemos um drama", conta o morador.

Em contato com a Prefeitura de Niterói, a gestão municipal informou que, no momento, o projeto executivo para as obras no Engenho do Mato encontra-se em fase de elaboração. A Clin informou que nesta semana serão realizados os serviços de limpeza e roçadeira na via. A Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) disse que realizará o nivelamento da via já nesta semana. Em relação ao valão, a Seconser esclarece que a limpeza é feita periodicamente.  

Os leitores de O FLUMINENSE podem enviar fotos junto com reclamações sobre seu bairro ou região para a coluna ‘Você faz a Notícia’, a seção de jornalismo participativo do jornal, através dos e-mails: [email protected] e [email protected] ou pelo WhatsApp OFlu (21) 99616-2307.

Scroll To Top