NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Cedae doa 8 mil mudas na Bienal do Livro

Serão doadas mudas florestais de espécies nativas da Mata Atlântica

Serão doadas 8 mil mudas florestais de espécies nativas da Mata Atlântica

Divulgação

A convite do RioSolidario, o Programa Replantando Vida, da CEDAE, participará da XIX Bienal Internacional do Livro. O evento, que é o maior do País no segmento literário, acontece de 30 de agosto a 8 de setembro, no Riocentro.

A CEDAE vai doar 8 mil mudas florestais de espécies nativas da Mata Atlântica durante a Bienal – cerca de 1 mil unidades por dia. Elas são produzidas em sete viveiros mantidos pela Companhia no estado do Rio. Juntos, têm capacidade de produzir 1,8 milhão de mudas florestais por ano.

O convite à CEDAE se dá pela proximidade do seu programa Replantando Vida com os projetos desenvolvidos pelo RioSolidario, organização sem fins lucrativos que há mais de 20 anos desenvolve projetos voltados para pessoas que se encontram em situação de risco ou vulnerabilidade social.

O Replantando Vida gera oportunidade de trabalho e inclusão social a pessoas em cumprimento de pena. Em 18 anos, mais de 4 mil pessoas já passaram pelo programa, que hoje dispõe de 500 vagas de trabalho para diferentes atividades na Companhia.

Palestra

A distribuição de mudas na Bienal será feita no estande do RioSolidario, onde o visitante poderá obter informações detalhadas sobre as ações socioambientais do programa. O objetivo é conscientizar a população para a importância da preservação das árvores para o bem-estar de toda a sociedade. O estande contará ainda com a presença dos tradicionais aguadeiros, que vão hidratar os visitantes durante os dez dias do evento.

A Companhia também realizará palestra no sábado (31/08), às 15h, em parceria com a Fundação Santa Cabrini e SEAP. O coordenador do Replantando Vida, Alcione Duarte, fará uma apresentação sobre a remissão de pena pela educação por meio da leitura e o trabalho no sistema prisional.

Scroll To Top