NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Acidente com van escolar deixa 10 crianças feridas no Rio

Duas vítimas, entre elas um menino de 12 anos, estão em estado grave

Van perdeu o freio e bateu em uma árvore, após atingir outros dois veículos

Reprodução/ Redes sociais

Um acidente envolvendo uma van escolar, que tinha placa de Niterói, um automóvel e uma kombi deixou 10 crianças feridas, três em estado grave, na tarde desta sexta-feira (20), no Andaraí, Zona Norte do Rio. As vítimas foram socorridas e levadas para o Hospital Federald do Andaraí, sendo que seis já foram transferidas para outras unidades de saúde porque necessitam de atendimento especializado.

Uma das vítimas, um menino de 12 anos, estava esperando o irmão na porta da creche, quando foi atropelado. Ele sofreu uma fratura no crânio e foi levado às pressas ao Hospital Municipal Miguel Couto em um helicóptero.

De acordo com testemunhas do acidente, a van perdeu o freio, bateu na kombi e atingiu o outro carro.

O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar prestaram atendimento às vítimas.

O condutor da van escolar, que não teve o nome divulgado, está prestando depoimento na na 20ª DP (Vila Isabel) . De acordo com testemunhas, o veículo estava descendo a ladeira quando perdeu o freio e bateu de frente com uma Kombi, que também transportava crianças. O terceiro carro atingido, um Logan cinza, estava parado no local na hora do ocorrido. Agentes da distrital fizeram uma perícia no local e o resultado ficará pronto em 20 dias. De acordo com a Polícia Civil, nem a van e nem a kombi estavam irregulares.

A van colidiu com uma árvore que fica em frente ao muro da Creche municipal Galdino Manoel da Silva, na Favela do Jamelão. Apesar da força da batida, A van não invadiu a unidade escolar.

Embora estivesse regular a habilitação dos condutores. O motorista da van não podia fazer o transporte escolar, segundo informações da Polícia Civil, já que ele não possuía a documentação necessária.

*Em apuração

Agentes da distrital fizeram uma perícia no local e o resultado ficará pronto em 20 dias. De acordo com a Polícia Civil, nem a van e nem a kombi estavam irregulares.

Scroll To Top