NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Procon Estadual dá dicas para compras de brinquedos

Pais e responsáveis devem ficar atentos para o Dia das Crianças

Com a proximidade do Dia das Crianças, o Procon Estadual do Rio de Janeiro, vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Relações Internacionais, dá algumas dicas para os pais e responsáveis sobre cuidados que devem ser tomados quando forem comprar algo que costuma estar entre os maiores desejos delas: brinquedos.

A primeira coisa que deve ser procurada no brinquedo que se quer comprar é se ele tem o selo de certificação do Inmetro. Este selo é a garantia de que aquele produto foi avaliado e apresenta as condições mínimas de segurança para o seu uso. O selo deve estar presente mesmo nos produtos importados.

Outro fator muito importante é a faixa etária para a qual aquele brinquedo é indicado pelo fabricante. Brinquedos recomendados para crianças mais velhas, por exemplo, podem conter peças pequenas que se soltam e podem ser perigosas para crianças mais novas. Outro caso é o de alguns brinquedos para crianças mais velhas que podem ter elementos tóxicos em suas composições, como massa de modelar e slime, e por isso não devem ser levados a boca - um ato absolutamente natural em crianças muito novas. Este cuidado deve ser redobrado se a criança que ganha o brinquedo convive com outras de faixa etária diferente em sua casa.

Crianças adoram abrir as embalagens dos brinquedos que recebem. É preciso estar atento se estas embalagens possuem grampos ou presilhas que possam machucar os pequenos. Antes de permitir que a criança use o brinquedo, os pais ou responsáveis devem também ler com atenção as suas instruções de uso, para verificar a forma adequada de utilizá-lo e se há algum tipo de restrição. Também deve se verificar a composição do brinquedo para saber se ele contém algum material do qual a criança seja alérgica.

Se o consumidor sabe de antemão qual o brinquedo vai comprar, vale verificar se existe algum recall da fabricante para aquele produto. O recall é uma convocação feita pelo fabricante para o reparo de lotes de produtos que possam estar com defeito de fabricação. O consumidor pode verificar se existe um recall para o brinquedo que quer comprar através do site http://portal.mj.gov.br/recall. Outra facilidade para quem sabe com antecedência que produto vai comprar é a possibilidade de pesquisa de preço.

No caso de compras realizadas pela internet, os pais ou responsáveis devem ter cuidados especiais. É preciso certificar-se de que os sites em que forem pesquisar possuem o nome e o CNPJ da empresa e informações necessárias para fazer contato, além de oferecem algum sistema de segurança no ato de compra.

Scroll To Top