NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Niterói fará primeira sanitização total de uma comunidade no país

Agentes percorrerão nesta quarta-feira todas as ruas e vielas da comunidade da Vila Ipiranga, no Fonseca

Vila Ipiranga

Arquivo

A Vila Ipiranga, no Fonseca, será a primeira comunidade do país a receber a visita de agentes sanitários para a higienização das ruas e vielas contra o coronavírus. A Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Clin) escalou 40 profissionais para atuarem na ação em conjunto com a empresa contratada pela Prefeitura de Niterói. O trabalho começará nesta quarta-feira (25) às 9h.

Ao todo, serão 25 agentes de sanitização contratados pela Prefeitura de Niterói percorrendo as ruas e vielas da comunidade. Enquanto isso, a Clin terá 40 profissionais e dois caminhões-pipa com 8 mil litros cada um para espalhar a substância diluída em água pelas ruas da comunidade. O produto quaternário de amônia de quinta geração, que será utilizado pelas equipes, é o mesmo usado pela China para desinfecção das ruas daquele país.

"Esse vírus chegará em aglomerações urbanas muito expressivas, como as comunidades. Temos exemplos disso no Rio de Janeiro. Aqui em Niterói, ainda não registramos casos em favelas por causa do isolamento social que todos estamos fazendo. Como mais uma medida para conter o avanço da Covid-19, vamos sanitizar as grandes comunidades de Niterói, que têm maior circulação de pessoas. A partir de amanhã vamos iniciar essa ação na comunidade da Vila Ipiranga, no Fonseca", destaca o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves.

Ação avançou por Icaraí

O trabalho de sanitização das ruas de Icaraí se concentrou nesta terça-feira (24) nas ruas entre a praia e a Avenida Roberto Silveira, cobrindo todas as transversais da rua Miguel de Fritas até a Joaquim Távora. Cerca de 12 profissionais reforçaram a ação que visa a eliminar a proliferação do novo coronavírus em ambientes comuns da cidade. Utilizando equipamentos de proteção individual, os agentes percorreram as vias principais e transversais aplicando o produto nas calçadas, fachadas de prédios, praças, bancos e pontos de ônibus.

A substância age como uma película que mata os micro-organismos que estão no local (vírus, bactérias, fungos e ácaros) e forma uma camada protetora que mantém a superfície desinfetada por até seis meses, dependendo da circulação de pessoas.

O prefeito Rodrigo Neves destacou o trabalho de combate ao vírus que vem sendo feito na cidade e reforçou a importância da quarenta e do isolamento social.

“Implementamos uma tecnologia que foi muito eficaz nas cidades chinesas que enfrentaram a epidemia. Estamos lutando com todas as forças contra esse vírus e já vemos os resultados. Em Niterói, o aumento dos casos tem sido com menos força do que em cidades vizinhas, mas para que continuemos avançando, é fundamental que as pessoas sigam as recomendações e permaneçam nas suas casas. Só com esforço coletivo vamos eliminar esse vírus”, destacou o prefeito.

O bairro de Icaraí foi o primeiro local a receber a sanitização em Niterói por ser a região da cidade com o maior número de casos suspeitos de Covid-19 até o momento e também o local com concentração mais elevada de moradores com idades a partir de 60 anos.

Apoio popular

Acompanhando o trabalho de sanitização da janela do seu apartamento, Mônica Abreu, de 55 anos, elogiou a atuação das equipes e disse que está fazendo a sua parte.

“Estou achando excelentes todas as providências que a prefeitura vem tomando na cidade, são medidas fundamentais para que a gente possa derrotar o vírus. Eu também tenho feito minha parte e toda minha família está em quarentena.
Esperamos que as outras pessoas tenham essa mesma atitude”, enalteceu.

A bióloga Juliana Peixoto afirmou que a baixa circulação aumenta a efetividade do produto.

“Essa ação de sanitização é muito importante, pois age diretamente sobre o vírus. Porém, é fundamental que cada cidadão cuide da sua zona privada também, adotando as medidas de higienização e prevenção. O isolamento social é de extrema importância, pois a diminuição do trânsito de pessoas nas ruas aumenta a efetividade do produto e garante que não haja a reentrância do vírus na área desinfetada por mais tempo, garantindo a maior eficácia”, alertou a especialista da empresa responsável.

Scroll To Top